OS INTELECTUAIS: QUESTÕES HISTÓRICAS E HISTORIOGRÁFICAS – UMA DISCUSSÃO TEÓRICA

Autores

  • Rubens Arantes Correa UEMG

Palavras-chave:

História dos Intelectuais, História Política, Historiografia.

Resumo

Busca-se, com o artigo, situar o objeto de estudo – os intelectuais – dentro das possibilidades teóricas oferecidas pela história intelectual, em particular, e pelas ciências sociais, em geral. Sabe-se que a história intelectual ainda é, nos dias de hoje, um domínio do campo historiográfico em processo de construção, em termos de metodológicos. Nesse particular opta-se em proceder pela compreensão da perspectiva adotada por Jean François Sirinelli que oferece como ferramentas de abordagem dos intelectuais as noções de itinerários, de estruturas de sociabilidades e de geração. Desta forma, propõe-se uma discussão teórica a partir da reconstituição das diversas noções atribuídas ao papel do intelectual na sociedade ocidental desde o aparecimento formal do termo no contexto francês do caso Dreyfus no final do século XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rubens Arantes Correa, UEMG

Doutor em História pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, Campus de Franca. Professor do Colegiado de História da Universidade do Estado de Minas Gerais, Campus de Passos.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

CORREA, R. A. OS INTELECTUAIS: QUESTÕES HISTÓRICAS E HISTORIOGRÁFICAS – UMA DISCUSSÃO TEÓRICA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 33, p. 395–410, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/27733. Acesso em: 16 jan. 2022.