Produção e composição mineral do maracujazeiro amarelo com adubação foliar de cálcio - primeira safra

  • Lourival Ferreira Cavalcante
  • Edvânia Lopes
  • Adriana Araújo Diniz
  • Genival Quirino Seabra Filho
  • Tony Andreson Guedes Dantas
  • Járisson Cavalcante Nunes

Resumo

Um experimento foi desenvolvido no município de Remígio, PB, no período setembro de 2009 a junho de 2010, para avaliar o efeito de fontes e doses de cálcio aplicados via foliar sobre a produção e composição mineral do maracujazeiro amarelo durante a primeira safra. Os tratamentos foram distribuídos em blocos ao acaso, em parcelas com 12 plantas distribuídas em três linhas com quatro plantas, usando o esquema fatorial 2 x 5, referente a duas fontes de cálcio (nitrato e cloreto de cálcio) e cinco doses de cálcio (0,0; 0,5; 1,0; 1,5 e 2,0 g L-1) em quatro repetições. As covas com diâmetro de 60 cm foram cobertas com uma camada de 5 cm de espessura de capim Brachiaria decumbens e as faces revestidas lateralmente com filme de polietileno para redução das perdas hídricas por evaporação e infiltração lateral da água do ambiente radicular. A pulverização das plantas com cálcio, independentemente da fonte, elevou o número de frutos e a produtividade do maracujazeiro amarelo com superioridade nos tratamentos com nitrato de cálcio. As plantas, no início da frutificação, estavam adequadamente supridas em potássio, magnésio, enxofre, mas estavam deficientes em nitrogênio, fósforo, cálcio, boro e manganês.
Publicado
2014-08-26
Seção
Artigo Científico