Aquicultura sustentável como forma alternativa de minimizar os impactos desta produção em comunidades pesqueiras

Autores

  • Flávia M. F. Oliveira
  • Maria Cristina Crispim

Resumo

Dentre os problemas ambientais atuais, podemos citar a elevada exploração comercial dos recursos aquáticos e a alta produção de resíduos. Conseqüentemente, pesquisas visando o desenvolvimento sustentável têm sido bem aceitas. Desta forma, propõe-se neste trabalho, a reutilização de resíduos sólidos orgânicos domésticos, pela comunidade da Penha para a produção de plâncton, que por sua vez pode ser usado na aqüicultura. Com isso, objetivou-se proporcionar ao pescador uma nova oportunidade de renda, melhorar a sua qualidade de vida e ensinar a comunidade a reciclar os resíduos orgânicos. Observou-se que o uso de extrato de composto orgânico pode ser utilizado com sucesso nos cultivos algais, principalmente na produção em larga escala (400L), da microalga Dunaliella marina. Apesar de D. marina ter sido adicionada à cultura, algas de outras classes cresceram juntas. A comunidade da Penha mostrou-se interessada em participar das atividades de aqüicultura, revelando a importância da extensão pela UFPB.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

OLIVEIRA, F. M. F.; CRISPIM, M. C. Aquicultura sustentável como forma alternativa de minimizar os impactos desta produção em comunidades pesqueiras. Gaia Scientia, [S. l.], 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/18021. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Ciências Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>