PERSPECTIVAS PARA A FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Autores

  • Isabel Magda Said Pierre Carneiro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE
  • Maria Marina Dias Cavalcante Universidade Estadual do Ceará - UECE

Resumo

Este artigo traz uma reflexão sobre o trabalho docente no contexto da educação profissional e tecnológica, vislumbrando novas perspectivas para a formação pedagógica do professor, como parte do seu desenvolvimento profissional. Trata-se de um estudo de caso realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE), Campus de Maracanaú, e tem como subsídio teórico os autores Nóvoa (1995), Tardif (2002), Leitinho (2008), dentre outros. Participaram da entrevista cinco professores pertencentes aos eixos: Indústria, Telemática, Engenharia Ambiental e Química da referida instituição. Os dados revelam os esforços e as dificuldades que os entrevistados sentiram no início de suas práticas docentes e que, devido à falta de um preparo adequado para o exercício da docência, espelhavam-se em seus bons professores advindos da graduação. Mesmo apontando a necessidade de aperfeiçoamento didático-pedagógico para melhorar seu trabalho, os entrevistados buscam uma formação continuada voltada para suas áreas específicas de conhecimento. A partir desses resultados, destacamos a importância dos estudos sobre a formação para a docência na Educação Profissional e Tecnológica, com o intuito de valorizar e ressignificar o saber da experiência do professor constantemente reconstruído em situações de trabalho intersubjetivo e de reconhecer em sua práxis a articulação da relação entre teoria e prática.

Palavras-chave: Formação pedagógica. Trabalho docente. Educação profissional e tecnológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Magda Said Pierre Carneiro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE

Mestre em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual do Ceará - UECE. Pedagoga do Instituto Federal em Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE. É membro do Grupo de Pesquisa Docência no Ensino Superior e na Educação Básica da UECE.

Maria Marina Dias Cavalcante, Universidade Estadual do Ceará - UECE

Mestre E doutora em Educação Brasileira pela Universidade Federaldo Ceará - UFC. É professora adjunta da Universidade Estadual do Ceará - UECE, com atuação na graduação e pós-graduação stricto e lato sensu. É membro do Grupo de Pesquisa Docência no Ensino Superior e na Educação Básica da UECE.

Referências

BEHRENS, M.A. e CARPIM, L. A formação dos professores da educação profissional e o desafio do paradigma da complexidade. PRYIMA M. (Org.). Desafios e trajetórias para o desenvolvimento profissional docente. Curitiba: Ed. UTFR, 2013.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF, ano134, n. 248, p. 27833-27841, dez. 1996.

GHEDIN, E. Professor reflexivo: da alienação da técnica à autonomia da crítica. PIMENTA, S.G. e GHEDIN, E. (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2002.

GARCIA, C. M. A formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor. In.: NÓVOA, A. (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995, p 51-76.

GIL, A. C. Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas, 2006.

LEITINHO, M.C. A formação pedagógica do professor universitário: dilemas e contradições. Linhas Críticas, Brasília, v.14, n.26, p.79-92, jan./jun. 2008.

MARINS, M.M.de C. e CAVALCANTE, M.M.D. Estágio de docência na pós-graduação stricto sensu: uma perspectiva de formação pedagógica. 36ª Reunião Nacional da ANPEd, 2013, Goiânia – GO.

NÓVOA, Antônio. Formação de professores e profissão docente. In: Nóvoa, A. (coord.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1995a. p. 15-34.

PERÉZ GÓMEZ, A. O pensamento prático do professor – a formação do professor reflexivo. In. NÒVOA, A. (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1992.

RAMALHO, B. L. NUÑEZ, I. B., GAUTHIER, C. Formar o professor, profissionalizar o ensino: perspectivas e desafios. Porto Alegre: Sulina, 2004.

THERRIEN, J. De alguns princípios da Pedagogia e os impasses na definição desse campo de saber profissional. ANAIS do XIII ENDIPE: Recife: 2006.

VEIGA, I.P. Por uma didática do ensino profissional. PRYIMA M. (Org.). Desafios e trajetórias para o desenvolvimento profissional docente. Curitiba: Ed. UTFR, 2013.

Downloads

Publicado

2017-01-06

Como Citar

SAID PIERRE CARNEIRO, I. M.; DIAS CAVALCANTE, M. M. PERSPECTIVAS PARA A FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 162–173, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/20904. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO DE TRABALHOS/PESQUISAS EM ANDAMENTO