A CULTURA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Autores

  • Hugo Norberto Krug Universidade Federal de Santa Maria
  • Rodrigo de Rosso Krug Universidade Federal de Santa Catarina
  • Cassiano Telles Universidade Federal de Santa Maria
  • Victor Julierme Santos da Conceição Universidade do Extremo Sul Catarinense

Resumo

O estudo objetivou compreender a cultura da Educação Física Escolar (EFE) da rede pública de ensino de uma cidade do interior do RS. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo estudo de caso etnográfico. Os instrumentos utilizados foram a observação participante e o diário de campo. A dinâmica utilizada consistiu em perceber, registrar, ordenar, comparar, interpretar e especular sobre a temática. Participaram quinze professores de Educação Física de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental. As considerações transitórias foram: a) quanto às condições de trabalho dos professores, existe uma cultura do uso da quadra de esportes como espaço físico e de bolas de esportes como materiais para o desenvolvimento das aulas de EFE; b) relativamente à organização da EFE implementada pelos professores, há uma cultura da realização das aulas no contraturno escolar, da não ocorrência de aulas em dias de chuva, devido à falta de disponibilidade de espaço físico coberto, bem como uma falta de privacidade no desenvolvimento das aulas, pois são realizadas em espaços abertos ao público; c) em relação à prática pedagógica dos professores de EFE, ainda se cultiva a ideia de que as turmas de alunos devem ser separadas por sexo, pelo desenvolvimento do esporte como conteúdo, tendo como critério a escolha do conteúdo pelo interesse do aluno, bem como o não planejamento das aulas pelos docentes; e d) sobre a socialização profissional dos professores de EFE, existe uma cultura de que esses profissionais não precisam participar das decisões da escola, o que se configura como isolamento docente.

Palavras-chave: Educação Física. Educação Física Escolar. Cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Norberto Krug, Universidade Federal de Santa Maria

Doutor em Educação (UNICAMP/UFSM); Doutor em Ciência do Movimento Humano (UFSM); Professor do Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação (CE) da UFSM; Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado-Doutorado) do CE/UFSM; Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação Física do Centro de Educação Física e Desportos da UFSM.

Rodrigo de Rosso Krug, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado em Educação Física (UNICRUZ); Mestre em Ciências do Movimento Humano (UDESC); Pesquisador Associado do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM).

Cassiano Telles, Universidade Federal de Santa Maria

Licenciado em Educação Física (UNIFEBE); Mestrando em Educação Física (UFSM); Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM).

Victor Julierme Santos da Conceição, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Licenciado em Educação Física (UFSM); Mestre em Educação (UFSM); Doutor em Ciências do Movimento Humano (UFRGS); Professor da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC); Pesquisador Associado do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física (UFSM).

Referências

ANDRÉ, M.E.D.A. de. A abordagem etnográfica: uma nova perspectiva na avaliação educacional. Revista Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro, n.24, 1987.

ANDRÉ, M.E.D.A. de. Etnografia da prática escolar. 3. ed. Campinas: Papirus, 1999.

ANTUNES, F.R.; KRONBAUER, C.P.; KRUG, H.N. A valorização da participação dos professores de Educação Física nas reuniões pedagógicas escolares. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v.12, n.1, p.28-40, 2013.

BECKER, H.S. Métodos de pesquisa em ciências sociais. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

BETTI, I.C.R. Esporte na escola: mas é só isso, professor? Revista Motriz, Rio Claro, v.1, n.1, p.25-31, jun., 1999.

BOLZAN, D.P.V. Ritmos oscilatórios no processo de conhecer de alunos em 5ª série: para além da fragmentação do saber, 1994. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1994.

CASTRO, W.L. de. Educação Física Escolar: as ideias e a realidade da escola. In: ENCONTRO FLUMINENSE DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR, II, 1997, Niterói. Anais, Niterói: Universidade Federal Fluminense, 1997.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1991.

CONCEIÇÃO, V.J. S. da et al. Os aspectos ambientais, físicos e materiais da Educação Física no ensino fundamental em Santa Maria (RS). In: SIMPÓSIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, XXIII, 2004, Pelotas. Anais, Pelotas: ESEF/UFPEL, 2004a. p.1-8.

CONCEIÇÃO, V.J. S. da et al. A estrutura organizacional da Educação Física no ensino fundamental em Santa Maria. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, XXIII, 2004, Pelotas. Anais, Pelotas: ESEF/UFPEL, 2004b. p.1-8.

COSTA, M.R.F.; SILVA, R.G.; ÁVILA, A.B. Relações de gênero no cotidiano das aulas de Educação Física de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental. In: CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E CIÊNCIAS DO DESPORTO DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, 8., 2000, Lisboa. Anais, Lisboa: Universidade Técnica de Lisboa, 2000. p.167-168.

CUNHA, M.I. Cultura escolar. In: MOROSINI, M.C. (Org.). Enciclopédia de Pedagogia Universitária – glossário, v.2, Brasília: INEP, 2006.

DAOLIO, J. Da cultura do corpo. Campinas: Papirus, 1995a.

DAOLIO, J. A construção cultural do corpo feminino ou o risco de se transformar meninas em antas. In: ROMERO, E. (Org.). Corpo, mulher e sociedade. Campinas: Papirus, 1995b. p.99-108.

FARIAS, J.V. do et al. Formação e desenvolvimento profissional dos professores de Educação Física. In: SHIGUNOV, V.; SHIGUNOV NETO, A. (Orgs.). A formação profissional e a prática pedagógica: ênfase nos professores de Educação Física. Londrina: O Autor, 2001.

FEIL, I.T.S. A formação docente nas séries iniciais do primeiro grau: repensando a relação entre a construção do conhecimento por parte do professor e o modo como ensina, 1995. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1995a.

FEIL, I.T.S. Pesquisa etnográfica: ainda um mito para muitos. In: Caderno de pesquisa do Programa de Mestrado em Educação. Santa Maria: Centro de Educação/Universidade Federal de Santa Maria, n. 65, 1995b.

FORQUIN, J.C. Escola e cultura. As bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

GALVÃO, Z.; RODRIGUES, L.H.; MOTA E SILVA, E.V. Esporte. In: DARIDO, S.C.; RANGEL, I.C.A. (Coords.). Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. p.177-198.

ILHA, F.R. da S. et al. Refletindo a prática pedagógica do professor de Educação Física através da organização de suas aulas. In: SEMINÁRIO EM EPISTEMOLOGIA E EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR, 2, 2007, Santa Maria. Anais, Santa Maria: CEFD/UFSM, 2007.

KRUG, H.N. A reflexão na prática pedagógica do professor de Educação Física, 1996. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) - UFSM, Santa Maria, 1996.

KRUG, H.N. et al. Diagnóstico dos problemas da prática pedagógica dos professores de Educação Física da rede municipal de ensino de Santa Maria. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GINÁSTICA E DESPORTO, XVII, 1998, Pelotas. Livro de Resumos, Pelotas: ESEF/UFPEL, 1998. p.38-39.

KRUG, H.N.; KRÜGER, L.G. A estruturação organizacional da Educação Física no ensino médio em Santa Maria (RS) nas escolas com Estágio Curricular Supervisionado do CEFD/UFSM. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, 26, 2007, Pelotas. Anais, Pelotas: ESEF/UFPEL, 2007. CD Room.

KURY, A.G.; ROSA, U. (Orgs.). Minidicionário GAMA KURY da Língua Portuguesa. São Paulo: FTD, 2001.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M.E.D.A. de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica Universitária, 1986.

MARCELO GARCIA, C. Los comienzos em la docência: um profesorado com buenos princípios. Revista Currículum y Formación Del Professorado, Granada, v.13, n.1, p.1-25, 2009.

MARCONDES, M.I. O papel pedagógico político do professor: dimensões de uma prática reflexiva. Revista da Educação ABC, n.104, p.35-44, 1997.

MENEZES FILHO, F.S. A prática pedagógica da Educação Física Escolar: tendências nos planejamentos de ensino dos professores no ensino fundamental e médio, 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência do Movimento Humano) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2002.

MOLINA NETO, V. A cultura do professorado de Educação Física das escolas públicas de Porto Alegre. Revista Movimento, Porto Alegre, v.4, n.7, p.34-42, 1997.

MOLINA, R.M.K. O enfoque teórico-metodológico qualitativo e o estudo de caso: uma reflexão introdutória. In: MOLINA NETO, V.; TRIVIÑOS, A.N.S. (Orgs.). A pesquisa qualitativa na Educação Física - Alternativas metodológicas. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 1999. p. 95-105.

MORAES, V.P. O lazer de jovens em escolas públicas da rede estadual da cidade de São Paulo, 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.

NÓVOA, A. As organizações escolares em análise. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 2005.

PEREIRA, P. A planificação em Educação Física. In: CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E CIÊNCIAS DO ESPORTE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, 7., Florianópolis, 1999. Livro de Resumos, Florianópolis, 1999. p. 417.

PÉREZ GÓMEZ, A.I. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

PICH, S.; SCHAEFFER, P.A.; CARVALHO, L.C. de. O caráter funcional do abandono do trabalho docente na Educação Física na dinâmica da cultura escolar. Revista Educação, Santa Maria, v.38, n.3, p.631-640, set./dez., 2013.

RANGEL, I.C.A. et al. O ensino reflexivo como perspectiva metodológica. In: DARIDO, S.C.; RANGEL, I.C.A. (Coords.). Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. p.103-121.

ROSA, V.T. da; KRUG, H.N. A Educação Física organizada em forma de clubes no ensino médio e seus procedimentos metodológicos. Revista Digital Lecturas: Educación Física y Deportes, Buenos Aires, a.15, n.143, p.1-33, abr., 2010. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd143/a-educacao-fisica-em-forma-de-clubes-no-ensino-medio.htm . Acesso em: 01 jun. 2014.

SACRISTÁN, J.G. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SOUZA JÚNIOR, O.M. Co-educação, futebol e Educação Física Escolar, 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências da Motricidade) – Universidade Estadual Paulista (UNESP), Rio Claro, 2003.

SOUZA, M.A. de. Prática pedagógica: conceito, características e inquietações. In: ENCONTRO IBERO-AMERICANO DE COLETIVOS ESCOLARES E REDES DE PROFESSORES QUE FAZEM INVESTIGAÇÃO NA SUA ESCOLA, IV, 2005, Lajeado. Anais, Lajeado: UNIVATES, 2005.

VEIGA, I.P.A. A prática pedagógica do professor de Didática. 2. ed. Campinas: Papirus, 1992.

WITTROCK, L. La investigación de la ensenãnza. Buenos Aires: Paidos, 1989.

WÜRDIG, R.C. Dos bancos universitários aos pátios escolares: da formação inicial à prática pedagógica dos professores de Educação Física. In: VERONEZ, L.F.; MENDEZ, V. (Orgs.). XVIII Simpósio Nacional de Educação Física. Coletânea de textos e resumos. Pelotas: UFPEL, 1999. p.143-151.

Downloads

Publicado

2017-01-06

Como Citar

KRUG, H. N.; KRUG, R. de R.; TELLES, C.; CONCEIÇÃO, V. J. S. da. A CULTURA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 61–77, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/21724. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA