MUDANÇAS NAS CONCEPÇÕES DOCENTES SOBRE O USO DE COMPUTADORES E A EMERGÊNCIA DE WEBCURRÍCULO

Autores

  • Lina Maria Gonçalves Universidade Federal do Tocantins

Resumo

Este artigo toma como base dados da investigação-ação realizada com quatro docentes participantes do projeto de formação de formadores para a apropriação tecnológica e pedagógica das tecnologias digitais da informação e da comunicação – TDIC, visando a um uso educacional efetivo dos laptops do PROUCA-TO (2013-2014).  A partir da análise dos planos e das aulas com o uso de computadores portáteis e da reflexão via entrevistas com as docentes, foram constatadas três categorias de uso desses computadores: restrito ao desenvolvimento das atividades do curso de formação docente; como apoio ou reforço aos estudos de conteúdos curriculares clássicos e uso integrado ao currículo ou que demonstra a emergência de webcurrículo. Essa terceira categoria envolve propostas de ações referentes a uma sequência didática ou a um projeto temático disciplinar ou interdisciplinar que acampa situações ligadas ao movimento de ação-reflexão-ação provocado pela formação docente reflexiva.

Palavras-chave: Reflexão docente. Integração TDIC ao currículo escolar. Webcurrículo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lina Maria Gonçalves, Universidade Federal do Tocantins

Professora Assistente na Universidade Federal do Tocantins, colegiado de Agronomia, trabalhando com educação e tecnologias e na formação humana dos futuros engenheiros. Atua, ainda na formação de professores na UAB e PARFOR.

Referências

ALMEIDA, M. E. B. Integração currículo e tecnologias: concepção e possibilidades de criação de web currículo. In: ALMEIDA, M. E. B.; ALVES, R. M.; LEMOS, S. D. V. Orgs.). Webcurrículo. Aprendizagem, pesquisa e conhecimento com o uso de tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Letra Capital Editora, 2014.

ARAÚJO, D. C. Diagnóstico das condições de implantação do projeto ‘Um computador por aluno’ (UCA) nas escolas públicas de Alagoas, 2011. Mestrado Acadêmico em Educação. Alagoas: UFA.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo, Edições 70. 2011.

GIMENO SACRISTÁN, J. Saberes e incertezas sobre o currículo. Porto Alegre: Penso, 2013.

_____. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Porto Alegre: Artmed, 2000.

_____. Currículo: os conteúdos do ensino ou uma análise da prática? In: GIMENO SACRISTAN, J; PÉREZ GOMES, A. I. In: Compreender e transformar o ensino. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998, p. 119-148.

GONÇALVES, L. M. Tecnologia, currículo e inovação: o estado da arte (2009-2013). Disponível em: http://www.sied-enped2014.ead.ufscar.br/ojs/index.php/2014/article/view File/539/263. Acesso em: 22 mar. 2015.

MANDAIO, C. Uso do computador portátil na escola: perspectivas de mudanças na prática pedagógica. Mestrado em Educação (Currículo), São Paulo: PUC SP, 2011. Disponível em: < http://www.sapientia.pucsp.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo =12986> Acesso em: 15 abr. 2014.

NEIVA, S. M. de S. F. O laptop educacional em sala de aula: práticas pedagógicas construídas. Doutorado em Educação (Currículo), São Paulo: PUC SP, 2013. Disponível em: < http://www.sapientia.pucsp.br/>. Acesso em: 8 abr. 2014.

PACHECO, J. A. Estudos curriculares: desafios teóricos e metodológicos. In: Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 21, n. 80, p. 449-472, jul./set. 2013.

______ . Processos e práticas de educação e formação. Para uma análise da realidade portuguesa em contextos de globalização. In: Revista Portuguesa de Educação, 2009, 22(1), pp. 105-143. Disponível em <http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_arttext& pid=S087191872009000100006&lng=en&nrm=iso&ignore=.html> Acesso 11 Dez. 2014.

______ .To understand the work of Ivor Goodson, 2010. Disponível em: Acesso em: 11 dez. 2014.

______ . Teorias curriculares: políticas, lógicas e processos de regulação regional das práticas curriculares. Conferência realizada no âmbito do Seminário “O Currículo Regional”. Açores, 4 de setembro de 2003. Disponível em: <http://webs.ie.uminho.pt/jpacheco/files/ curriculoRegional.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2014.

______ . Teoria curricular crítica: os dilemas (e contradições) dos educadores críticos. In: Revista Portuguesa de Educação, 2001, 14 (1), pp. 49-71. Disponível em: Acesso em: 11 dez. 2014.

______. A flexibilização das políticas curriculares. Actas do Seminário: O papel dos diversos actores educativos na construção de uma escola democrática, 2000. Guimarães: Centro de Formação Francisco de Holanda, pp. 71-78. Disponível em: ou http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/8974. Acesso em: 11 dez. 2014.

______. Políticas curriculares: a decisão (re)centralizada. Trabalho apresentado no Seminário A territorialização das políticas educativas. In: Actas do Seminário A territorialização das políticas educativas, Guimarães, 1998 http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/10208>. Acesso em: 11 dez. 2014.

______. Currículo: teoria e práxis. Porto: Porto Editora, 1996.

______. O pensamento e a acção do professor. Porto: Porto Editora, 1995.

PONTES, R. L. J. O uso da WEB 2.0 na educação: um estudo de caso com professores participantes do projeto Um computador por aluno (UCA), 2011, 162 f. Mestrado Acadêmico em Educação. Ceará: UFC. Disponível em: <http://capesdw.capes.gov.br/> Acesso em: 08 abr. 2014.

PIORINO, G. I. P. A formação do professor e o desenvolvimento de competências pedagógico-digitais: experiência em escola pública que participa do projeto UCA, 2012. Doutorado em Educação (Currículo). São Paulo: PUC/SP. Disponível em: <http://www.sapientia.pucsp.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=14731> Acesso em: 08 abr. 2014.

ROWE, V. C. Using video-stimulated recall as a basis for interviews: some experiences from the field. Music Education Research, London, v. 11, n. 4, p. 425-437, 2009. Disponível em: <http://www.tandfonline.com/doi/pdf/10.1080/14613800903390766#.VHcvvfnF91Y> Acesso em: 20 Jun. 2014.

SÁNCHEZ, V. Integración curricular de las TICs: Conceptos e ideas. Santiago: Universidad de Chile, 2002. Disponível em: http://www.educarenpobreza.cl/UserFiles /P0001/Image/gestion_portada/documentos/CD24%20Doc.%20integracion%20curriculartic%20(ficha%2017).pdf. Acesso em: 13 Fev. 2011.

_______. Aprendizaje visible, Tecnología invisible. Santiago: Dolmen Ediciones, 2001.

SANTOS, M. B. F. Laptos na escola: mudanças e permanências no currículo. Dissertação (Mestrado). Florianópolis: UESC, 2010. Disponível em: http://www.faed.udesc.br/ arquivos/id_submenu/151/maximiliana_batista_ferraz_dos_santos.pdf. Acesso em: 08 Abr. 2014.

SMYTH, J. ̈. Reflection in action.Victoria: Deakin University Press, 1996.

SCHNEIDER, F. C. Cidade um computador por aluno - UCA total: uma totalidade inclusiva em discussão, 2012. Mestrado acadêmico em educação. Rio Grande do Sul: UFRGS. Disponível em: http://capesdw.capes.gov.br/. Acesso em: 08 Abr. 2014.

VALDÉS-CUERVO, A. A.; ARREOLA-OLIVARRÍA, C. G.; ANGULO-ARMENTA, J.; CARLOS-MARTÍNEZ, E. A.; GARCÍA-LÓPEZ, R. I. (2011). Actitudes de docentes de educación básica hacia las TIC. Magis, Revista Internacional de Investigación en Educación, 3 (6), 379-392. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/2810/ 281021734008.pdf. Acesso em: 22 de abr. 2015.

WECKELMANN, V. F. Indicadores de mudanças nas práticas pedagógicas com o uso do computador portátil em escolas do Brasil e de Portugal. Doutorado em Educação (Currículo). São Paulo: PUC/SP. 2012, 357f. Disponível em: <http://www.sapientia.pucsp. br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=15373>. Acesso em: 08 abr. 2014.

Downloads

Publicado

2017-01-06

Como Citar

GONÇALVES, L. M. MUDANÇAS NAS CONCEPÇÕES DOCENTES SOBRE O USO DE COMPUTADORES E A EMERGÊNCIA DE WEBCURRÍCULO. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 149–161, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/24005. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO DE TRABALHOS/PESQUISAS EM ANDAMENTO