O ENSINO MÚTUO E A INSTRUÇÃO PRIMÁRIA NA PROVÍNCIA SERGIPANA (1827-1860)

MUTUAL EDUCATION AND PRIMARY EDUCATION IN THE PROVINCE OF SERGIPANA (1827 –1860)

Autores

  • Simone Amorim Universidade Tiradentes http://orcid.org/0000-0002-1305-6017
  • Rafaela Vieira Santos Silva Universidade Tiradentes
  • Isabela Noélia Santos Universidade Tiradentes

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2018v27n1.34332

Palavras-chave:

Ensino mútuo, Método de ensino, Instrução primária

Resumo

A promulgação da Lei de 15 de outubro de 1827 veio organizar a instrução pública e implementou o método mútuo para ser utilizado pelos professores primários. Esta proposta consiste em apresentar de que maneira o ensino mútuo contribuiu para organização da instrução primária na província Sergipana no período de 1827 a 1869, bem como demonstrar as vantagens e desvantagens desse método. Baseia-se nos pressupostos teórico-metodológicos da Nova História Cultural para demonstrar como funcionava o método mútuo. Após a análise dos ofícios espedidos e recebidos por professores públicos no período estudado, foi possível perceber as fragilidades desse método, mas também verificar a importância dele para a organização inicial da instrução pública do século XIX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Amorim, Universidade Tiradentes

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Tiradentes.

Referências

AMORIM, Simone Silveira. Configuração do trabalho docente: a instrução primária em Sergipe no século XIX (1826-1889). Fortaleza: Edições UFC, 2013.

BOURDIEU, Pierre.Coisas ditas. São Paulo: Editora brasiliense, 1990.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação.São Paulo: Papirus, 1996.

BURKE, Peter. Abertura: a nova história, seu passado e seu futuro. BURKE, Peter (Org). In:A escrita da história: novas perspectivas.São Paulo: Editora Unesp, 2011.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

NUNES. Maria Thétis. História da Educação em Sergipe. Rio de Janeiro/Aracaju: Paz e Terra/Secretaria de Estado da Educação de Sergipe, 1984.

SIQUEIRA, Luís. De la Salle a Lancaster: os métodos de ensino na escola de primeiras letras. 2006. 227f.Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2006.

Fontes manuscritas

SERGIPE. Ofício enviado pelo Inspetor do Distrito da Capital ao Inspetor Geral das aulas desta Província. 9 de Maio de 1869. APES, E¹ 299.

SERGIPE. Ofício enviado ao Presidente da Província Zacarias de Góes e Vasconcellos por Leandro Francisco Borges. Laranjeiras, 18 de junho de 1849. APES G1, 960

Legislação

Legislação BRASIL. Constituição (1824). Registrada na Secretaria de Estado dos Negócios do Império do Brasil a fls. 17 do Liv 4º de Leis Alvarás e Cartas Imperiais. Rio de Janeiro em 22 de Abril de 1824. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm> Acesso em: 13 abril 2016.

SERGIPE. Lei de 15 de outubro de 1827. In: FRANCO, Cândido Pereira. Compilação das leis Provinciais de Sergipe -1835-1880. Aracaju: Typografia de F. das Chagas Lima, 1879. (v. 1:A-H).

Downloads

Publicado

2018-07-10

Como Citar

AMORIM, S.; SILVA, R. V. S.; SANTOS, I. N. O ENSINO MÚTUO E A INSTRUÇÃO PRIMÁRIA NA PROVÍNCIA SERGIPANA (1827-1860): MUTUAL EDUCATION AND PRIMARY EDUCATION IN THE PROVINCE OF SERGIPANA (1827 –1860). Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 27, n. 1, p. 78–91, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2018v27n1.34332. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/34332. Acesso em: 16 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA