O USO DAS TIC NO ENSINO REMOTO

uma revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i2.64491

Palavras-chave:

Ensino remoto, Práticas de ensino e aprendizagem, Tecnologias digitais

Resumo

Este estudo constitui uma revisão de literatura cujo objetivo consistiu em mapear as pesquisas que abordam os impactos do Ensino Remoto Emergencial (ERE) nas práticas de ensino e aprendizagem, mediadas pelas tecnologias digitais, no ensino médio das escolas públicas brasileiras. Com fulcro na questão: de que modo as restrições impostas pela pandemia da Covid-19 modificaram o uso das tecnologias digitais por estudantes e professores da rede pública de ensino?, a pesquisa foi realizada em 4 bases de dados e o processo de seleção e análise dos textos baseou-se nas recomendações do método PRISMA e na Análise de Conteúdo. Os estudos indicaram o reconhecimento do potencial das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para a prática pedagógica como uma aprendizagem ocorrida durante a pandemia. A exclusão digital foi o desafio mais citado e a colaboração entre professores, o principal benefício identificado nesse período. As TIC foram cruciais no ERE. No entanto, a dificuldade de acesso a elas revelou-se um óbice, indicando necessidade de políticas públicas de inclusão digital para as escolas brasileiras, para que possam dialogar com a cultura digital contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria do Socorro Souza, Universidade de Lisboa, Portugal.

Mestra em Ensino pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Doutoranda em Educação na Universidade de Lisboa e Professora da Rede Municipal de Ensino de Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil. 

Neuza Sofia Guerreiro Pedro, Universidade de Lisboa, Portugal.

Doutora em Educação pela Universidade de Lisboa e Professora na mesma instituição.

Juliane Colling, Universidade de Lisboa, Portugal.

Mestre em Educação pela Universidade Federal da Fronteira Sul, Doutoranda em Educação na Universidade de Lisboa e Professora da Unidade Central de Educação Faem Faculdade.

Referências

ARAÚJO, Júlio; ARAÚJO, Nukácia. EaD em tela: docência, ensino e ferramentas digitais. Campinas, SP: Pontes Editores, 2013.

ARRUDA, Eucídio P. Aprendizagem e jogos digitais. Campina, SP: Alínea, 2011.

BACICH, Lílian; MORAN, José (Orgs.). Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

BONILLA, Maria Helena S. Software livre e educação: uma relação em construção. Perspectiva, [S. l.], v. 32, n. 1, p. 205–234, 2014. DOI: 10.5007/2175-795X.2014v32n1p205. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2014v32n1p205. Acesso em: 4 jan. 2022.

BONILLA, Maria Helena S. Escola aprendente: para além da sociedade da informação. Rio de Janeiro: Quartet, 2005.

BONILLA, Maria Helena S.; PRETTO, Nelson de Luca. Apresentação. In: BONILLA, M. H. Silveira; PRETTO, Nelson de Luca (org.). Inclusão digital: polêmica contemporânea. Salvador: EDUFBA, 2011, p. 9-13.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 27 jan. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação/Ministério da Educação. Parecer CNE/CP nº 5, de 28 de abril de 2020. Reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19. Disponível em: https://normativasconselhos.mec.gov.br/normativa/pdf/CNE_PAR_CNECPN52020.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Portaria/PRT/Portaria%20nº%20343-20-mec.htm. Acesso em: 20 jan. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 8 fev. 2022.

CASTELLS, Manuel. A Galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e terra, 2002.

CENTRO REGIONAL DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO (CETIC). TIC Domicílios 2020. 2021. Disponível em: https://www.cetic.br/media/analises/tic_domicilios_2020_coletiva_imprensa.pdf. Acesso em: 12 jan. 2022.

CIPRIANI, Flávia Marcele; MOREIRA, A. F. Barbosa; CARIUS, Ana C. Atuação Docente na Educação Básica em Tempo de Pandemia. Educação & Realidade [online], v. 46, n. 2, e105199, 2021. https://doi.org/10.1590/2175-6236105199. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/tqLcF8PZfsBxsyF3ZKpyM9N/?lang=pt. Acesso em: 2 dez. 2021.

DIAS-TRINDADE, Sara; CORREIA, Joana D.; HENRIQUES, Susana. Ensino remoto emergencial na educação básica brasileira e portuguesa: a perspectiva dos docentes. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 13, n. 32, p. 1-23, 2020. https://doi.org/10.20952/revtee.v13i32.14426. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/14426/11157. Acesso em: 2 dez. 2021.

FERREIRA, Norma S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Revista Educação & Sociedade, Campinas, ano XXIII, n. 79, p. 257-272, ago., 2002. https://doi.org/10.1590/S0101-73302002000300013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/vPsyhSBW4xJT48FfrdCtqfp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 4 dez. 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

GODOI, Marcos; KAWASHIMA, Larissa B.; GOMES, Luciane A.; CANEVA, Christiane (2021). As práticas do ensino remoto emergencial de educação física em escolas públicas durante a pandemia de COVID-19: reinvenção e desigualdade. Revista Prática Docente, [S. l.], v. 6, n. 1, p. e012, 2021. https://doi.org/10.23926/RPD.2021.v6.n1.e012.id995. isponível em: http://periodicos.cfs.ifmt.edu.br:443/periodicos/index.php/rpd/article/view/995. Acesso em: 4 dez. 2021.

GROSSI, M. G. R. Usar tecnologias digitais nas aulas remotas durante a pandemia da COVID-19? Sim, mas quais e como usar?. Olhar de Professor, [S. l.], v. 24, p. 1–12, 2021. https://dx.doi.org/10.5212/OlharProfr.v.24.15879.059. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/15879. Acesso em: 5 dez. 2021.

HOLANDA, Rochelly R.; LAVOR FILHO, Tadeu L. de; CHAVES, Ítalo T.; MELO, Ítalo R. de C.; RIBEIRO, Amanda A. Educação em tempos de covid-19: a emergência do EaD nos processos escolares da rede básica de educação. Holos, [S. l.], v. 3, p. 1–15, 2021. DOI: 10.15628/holos.2021.11767. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/11767. Acesso em: 5 dez. 2021.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil: resultados 2020. Disponível em: https://www.institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2021/05/Diagramação-Pulso.pdf. Acesso em: 10 jan. 2022.

KENSKI, Vani M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2012.

LEMOS, André. Prefácio. In: BONILLA, Maria Helena Silveira; PRETTO, Nelson de Luca (Orgs.). Inclusão digital: polêmica contemporânea. Salvador: EDUFBA, 2011, p. 15-21.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

LÉVY, Pierre. Inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 2007.

MAGALHÃES FILHO, Sidnei N.; BENTO, Maria Cristina M.; Mattar, João. Ensino de libras a distância: revisão de literatura e pesquisa de cursos. In: MATTAR, João (Org.). Relatos de pesquisas em tecnologia educacional. São Paulo: Artesanato Educacional, 2021, p. 90-108.

MAIA, Carmem; MATTAR, João. ABC da EaD: a educação a distância hoje. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

MESSINA, Graciela. Mudança e inovação educacional: notas para reflexão. Cadernos de Pesquisa [online], n. 114, p. 225-233, 2001. https://doi.org/10.1590/S0100-15742001000300010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/pvQTSjNjyR4nkqGjkLTv9DJ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 fev. 2022.

MORAN, José M. Ensino e aprendizagem inovadores com apoio de tecnologias. In: MORAN, José M.; MASSETO, Marcos T.; BEHRENS, Maria A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21. ed. Campinas: Papirus, 2013, p. 11-72.

MORAN, José M. Tecnologias digitais para uma aprendizagem ativa e inovadora. [S. l.], 2017. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2017/11/tecnologias_moran.pdf. Acesso em: 23 mar. 2022.

MOREIRA, José A.; SCHLEMMER, Eliane. Por um novo conceito e paradigma de educação digital onlife. Revista UFG, Goiânia, v. 20, n. 26, 2020. https://doi.org/10.5216/revufg.v20.63438. Disponível em: https://revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/63438. Acesso em: 10 abr. 2022.

NONATO, Emanuel R. S.; SALES, Mary V. S.; CAVALCANTE, Társio R. Cultura digital e recursos pedagógicos digitais: um panorama da docência na Covid-19. Práxis Educacional, v. 17, n. 45, p. 8-32, 2021. https://doi.org/10.22481/praxisedu.v17i45.8309. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/8309/5691. Acesso em: 11 abr. 2022.

OLIVEIRA, Carloney A. de; AMANCIO, Joenneyres R. de S. Estratégias didáticas de professores no Ensino Remoto Emergencial (ERE) frente à pandemia da Covid-19: novos desafios, outros aprendizados. Devir Educação, [S. l.], p. 323–340, 2021. https://doi.org/10.30905/rde.v0i0.455. Disponível em: http://devireducacao.ded.ufla.br/index.php/DEVIR/article/view/455. Acesso em: 14 abr. 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Diretrizes de políticas da UNESCO para a aprendizagem móvel. Brasília: UNESCO, 2014. Disponível em: http://www.bibl.ita.br/UNESCO-Diretrizes.pdf. Acesso em: 14 abr. 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Distance learning solutions. 2020. Disponível em: https://en.unesco.org/covid19/educationresponse/solutions. Acesso em: 14 abr. 2022.

PAGE, Matthew J. et al. The PRISMA 2020 statement: an updated guideline for reporting systematic reviews. BMJ, v. 372, n. 71, p. 1-9, 2021. https://doi.org/10.1136/bmj.n71. Disponível em: https://www.bmj.com/content/bmj/372/bmj.n71.full.pdf. Acesso em: 5 dez. 2021.

ROCHA, Flavia S. M.; LOSS, Taniele; ALMEIDA, Braian L. C.; MOTTA, Marcelo S.; KALINKE, Marco A. O uso de tecnologias digitais no processo de ensino durante a pandemia da COVID-19. Interacções, [S. l.], v. 16, n. 55, p. 58–82, 2020. https://doi.org/10.25755/int.20703. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/20703. Acesso em: 5 dez. 2021.

SAMARTINHO, Ana C.; NOVO, Cristina; SAMARTINHO, João. Trabalho colaborativo @ distância em tempos de pandemia: uma solução de inclusão no 1º ciclo para alunos com necessidades específicas. Interacções, [S. l.], v. 16, n. 54, p. 8–24, 2020. https://doi.org/10.25755/int.21092. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/21092. Acesso em: 6 dez. 2021.

SERRES, Michel. Polegarzinha. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2015.

SOUZA, Maria do Socorro, TAMANINI, Paulo Augusto. Tecnologias digitais e ensino: Inclusão para além da inserção. Nuances: estudos sobre Educação, Presidente Prudente/SP, v. 30, n. 1, p. 172-187, 2019. https://doi.org/10.32930/nuances.v30i1.6721. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/6721. Acesso em: 10 fev. 2022.

VAZ, Grice Anne dos Santos; SANTOS, Edson de Jesus; PEREIRA, Cláudio Alves. Educação básica e COVID-19: desafios, estratégias e lições dos professores em tempos de distanciamento social. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 15, p. e157101522485, 2021. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i15.22485. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/22485. Acesso em: 7 dez. 2021.

Downloads

Publicado

01-02-2023 — Atualizado em 07-06-2023

Versões

Como Citar

SOUZA, M. do S.; PEDRO, N. S. G.; COLLING, J. O USO DAS TIC NO ENSINO REMOTO: uma revisão de literatura. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 1–23, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i2.64491. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/64491. Acesso em: 26 maio. 2024.