Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A identificação de autoria deste trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação por Pares.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato .doc ou .docx.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

A Revista Espaço do Currículo - REC passou a adotar a PUBLICAÇÃO EM FLUXO CONTÍNUO, seguindo a tendência das publicações científicas. Com a aplicação do fluxo contínuo, todas as edições do ano corrente permanecerão abertas (In progress). À medida que os artigos forem aceitos e diagramados, serão inseridos na edição que ainda não estiver completa.

1. A Revista Espaço do Currículo não cobra taxas para submissão e publicação de artigos.

2. A Revista Espaço do Currículo (REC) aceita textos para publicação nas seguintes modalidades:

I. Artigos

Descrição: entende-se por artigo científicos produções resultantes de pesquisas empíricas e análises sobre políticas e práticas curriculares que centram sua discussão na área da Educação, especificamente os estudos sobre o currículo.

II. Ensaios

Descrição: por ensaios compreende-se os estudos e debates teóricos e/ou metodológicos sobre o estado da arte acerca de temáticas voltadas ao campo da Educação, como ênfase nas Políticas e Práticas Curriculares.

III. Resenhas

Descrição: são consideradas resenhas textos que privilegiam as obras (livros, coletâneas, filmes e documentários) de relevância na área da Educação, com ênfase nos estudos das políticas e práticas curriculares.

IV. Entrevistas

Descrição: nessa modalidade estão contempladas as produções com autores, autoridades reconhecidas no campo acadêmico, dirigentes de movimentos organizados, artistas e outras personalidades que contribuem para o debate da área de educação, com foco no estudo das Políticas e Práticas Curriculares.

V. Informes de publicações

Descrição: espaço para socialização de Monografias, Dissertações, Teses, livros, filmes, documentários e outras obras na área de Educação, em especial as que possuem foco nas Políticas e Práticas Curriculares.

3. Os textos em português, espanhol ou inglês, devem ser inéditos. Relatos de pesquisa ou experiência devem ser transformados em artigos para publicação nessa revista científica, conforme as diretrizes da REC.

4. Os trabalhos recebidos para publicação são submetidos à seleção prévia do editor científico da seção a que se destina o texto. As seções estão circunscritas às seguintes temáticas: O currículo como possibilidade de resistência, de criação, de solidariedades...; Políticas de currículo e formação em administração e gestão educacional; Diversidade(s) e diferença(s) no(s) currículo(s); Demanda Contínua, Resenhas, Entrevistas e Informes de Publicação, entre outras seções temáticas que possam estar abertas.

5. A seleção dos artigos para publicação toma como referência sua contribuição aos estudos curriculares, dentro da linha editorial da revista. Também são fundamentais a originalidade do tema ou do tratamento dado ao assunto, a consistência e o rigor da abordagem teórica-metodológica e a qualidade do texto.

6. Os arquivos dos textos devem ser encaminhados somente mediante cadastro realizado por meio do site da revista (https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/index).

7. Todos os dados de identificação dos autores deverão ser, OBRIGATORIAMENTE, digitados diretamente nos campos apropriados da página de cadastramento do artigo e do/a(s) autor/a(s) no sistema, incluindo nome completo do/a autor/a ou autores/as, ORCID ID , e-mail e uma breve descrição do currículo, no máximo três linhas, que deve conter maior titulação e filiação institucional.

8. Devem ser anexados dois arquivos do manuscrito: um sem nenhuma informação que possa identificar os autores e outro identificado.

9. Os manuscritos submetidos, quando derivados de estudos que envolvem seres humanos, devem obrigatoriamente ter sido aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa, conforme preconizam as diretrizes e normas da Resolução 510/16. Os autores deverão inserir a cópia digitalizada da declaração de aprovação do Comitê de Ética em pesquisa da instituição como documento complementar.

10. Os manuscritos devem ter no máximo três autores.

11. Pelo menos um dos autores do texto deve possuir o título de Doutor.

12. Os arquivos para submissão devem estar no formato .doc ou .docx e não devem ultrapassar os 2 Mb.

13. A REC possui um modelo para o envio dos arquivos, o qual pode ser encontrado abaixo. É obrigatório seu uso para a adequação do artigo às normas da Revista.

- Template para Artigos e Ensaios

14. A modalidade a qual o texto se enquadra (Artigo, Ensaio, Resenha, Entrevista ou Informes de publicação) deve ser mencionada nos comentários ao editor.

O currículo como possibilidade de resistência, de criação, de solidariedades...

Em tempos de necropolíticas como os que estamos vivendo, tempos esses notadamente marcados pelo surgimento, a cada dia, de teorias-práticas fascistas, racistas, xenofóbicas, homofóbicas, negacionistas, terraplanistas, entre tantas outras barbaridades que têm buscado, incessantemente, anular a diferença e os diferentes, produzir desesperança, sofrimento, diminuição da vida e anulação da alteridade, o objetivo maior dessa Sessão Especial é poder produzir conhecimentos sobre currículo que possam assumi-lo como campo de possibilidades, de resistências, de criações, de solidariedades e de afirmação de uma vida bonita. Desse modo, ao contrário de nos limitar e/ou apenas confirmar, sem negar que eles existam, os atuais sintomas das políticas que buscam submeter as vidas ao poder da morte, vividos na sociedade contemporânea e, por efeito, na educação, importa apostar e fortalecer as redes cotidianas de saberes-fazeres, que estão sendo tecidas por educadores e por estudantes, mas não só por eles, e que fortalecem e ampliam as dimensões éticas, estéticas e políticas do conhecimento, como forma de combate aos sistemas de significação e de serialização dos modos de existência nos verbos da vida.

Diversidade(s) e diferença(s) no(s) currículo(s)

Esta seção da Revista Espaço de Currículo recebe artigos, ensaios, entrevistas e resenhas que abordem temáticas articuladas às relações da(s) diversidade(s) e/ou diferença(s) de sujeitos/práticas/discursos em interface com o campo do currículo. Espera-se que sejam apresentados resultados de pesquisa e/ou de intervenções didático-pedagógicas que dialoguem com a noção de diferença em seu sentido amplo. Debates relativos à classe social, gênero, etnia, sexualidade, religião, geração, linguagem, dentre outros, que possam problematizar a forma como as diversidades e/ou diferenças são produzidas e reificadas por meio de relações de poder, bem como suas implicações em escolas e demais espaços educativos serão bem-vindos.

Políticas de currículo e formação em administração e gestão educacional

A seção aceita para avaliação propostas que se integrem nos seguintes eixos: i) políticas curriculares para a formação/capacitação de gestores escolares; ii) colegialidade e unipessoalidade na gestão das escolas; iii) os cânones da nova gestão pública, as pressões performativas e a governação das escolas; iv) políticas de (des)centralização e autonomia no governo das escolas; v) gestão democrática e promoção da igualdade de oportunidades.

Demanda Contínua

A seção destina-se a publicação de textos que tematizem pesquisas sobre: currículo e conhecimento escolar; currículo: saberes e práticas, - currículo e multiplicidades de saberes, currículo em espaços escolares e não escolares.

Resenhas

Que privilegiem as obras (livros, coletâneas, filmes e documentários) de relevância na área da Educação, com ênfase nos estudos da políticas e práticas curriculares.

Entrevistas

Esta seção é dedicada a entrevistas com autores, autoridades reconhecidas no campo acadêmico, dirigentes de movimentos organizados, artistas e outras personalidades que contribuam para o debate da área de educação, com foco no estudo das Políticas e Práticas Curriculares.

Informes de publicações

Espaço para socialização de Monografias, Dissertações e Teses na área de Educação, como foco nas Políticas e Práticas Curriculares.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.