Currículo médico e o novo projeto político-pedagógico

Autores

  • Rilva Lopes de Sousa-Muñoz

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v3i2.9278

Resumo

RESUMO: Neste ensaio aborda-se o ensino médico e a recente implantação do novo Projeto Pedagógico do Curso de Medicina (PPC) na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em que se pretende que os alunos passem a ter uma visão holística, valorizando as ações de promoção e prevenção, tanto quanto as de recuperação e de reabilitação. Esse objetivo é um dos principais desafios da reforma da educação médica, tradicionalmente centrado no professor e ambientada predominantemente no hospital. Sendo a prática médica e de outros cursos da área da saúde uma área de atuação principalmente relacionada ao ser humano que está enfermo, a nova prática em ambientes fora dos hospitais deve promover a formação do estudante nos reais cenários de sua atuação futura. As metodologias problematizadoras, a partir de situações da prática médica, em que o estudante busca ativamente as informações necessárias para a compreensão e a solução de problemas, deve ser incluída no currículo médico. Por outro lado, é preciso dar uma atenção especial à formação humanística e ao desenvolvimento de atitudes no currículo médico.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2011-03-03

Como Citar

SOUSA-MUÑOZ, R. L. de. Currículo médico e o novo projeto político-pedagógico. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 3, n. 2, 2011. DOI: 10.15687/rec.v3i2.9278. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/9278. Acesso em: 1 dez. 2021.