EDUCAÇÃO, ESCOLA E PERSPECTIVA DE FUTURO

o que pensa a juventude?

Autores

  • Sandra Alves da Silva Santiago

Resumo

O presente artigo tem por objetivo refletir sobre o discurso dos jovens sobre o papel da escola e da educação nas suas perspectivas futuras. Com este objetivo, num primeiro momento, reflete sobre os conceitos de juventude, para, em seguida, trazer a fala dos próprios jovens sobre a escola e suas perspectivas de futuro. Para tanto, fez uso de pesquisa qualitativa e utiliza como instrumento entrevista estruturada, tendo por técnica a análise dos discursos dos jovens acerca das seguintes questões: Por que você vai à escola? O que mais gosta e menos gosta nela? Que mudanças faria para melhorar a escola? A partir das respostas dos jovens a estas questões, buscou-se identificar a finalidade da educação, os pontos positivos e negativos da escola e os desejos de mudança expressos quali\quantitativa nas falas dos jovens. Participaram da pesquisa 30 jovens entre 15 e 35 anos de idade, que estudam no Ensino Médio ou no Ensino Superior, da rede pública ou privada do Estado da Paraíba e de Pernambuco. Os resultados encontrados demonstraram que a juventude acredita na “educação”, mas, questiona, principalmente, os aspectos didático-pedagógicos adotados nas práticas docentes, e apontam mudanças importantes neste quesito para que a escola cumpra seu papel social, não afastando a juventude dos seus sonhos e de suas perspectivas de futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

13-05-2016

Como Citar

SANTIAGO, S. A. da S. EDUCAÇÃO, ESCOLA E PERSPECTIVA DE FUTURO: o que pensa a juventude?. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 9, n. 1, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/rec.2016.v9i1.039047. Acesso em: 17 abr. 2024.