REFLEXÕES EM TORNO DA DIMENSÃO IDENTITÁRIA DOS SABERES DOCENTES: AS MANEIRAS DE SER PROFESSOR E AS CONCEPÇÕES SOBRE FORMAÇÃO CONTINUADA

Autores

  • Edmila Silva de Oliveira Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
  • Denise Barreto Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2021v30n3.59484

Palavras-chave:

Saberes docentes. Dimensão Identitária. Formação docente.

Resumo

O presente artigo é parte de um estudo realizado no Mestrado em Educação, na linha de pesquisa “Formação, Linguagem, Memória e Processos de Subjetivação”. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa que investigou 06 professores atuantes nos cursos de Pedagogia de uma Universidade pública do Sudoeste da Bahia. O objetivo foi investigar a dimensão identitária dos saberes docentes, enfatizando as maneiras de ser professor/a e as concepções desses profissionais sobre a formação continuada. A Entrevista semiestruturada foi o instrumento de coleta de dados utilizado e, para o tratamento dos dados recorreu-se à Análise de Conteúdo proposta por Bardin (2011). Os resultados da pesquisa evidenciaram que os modos de ser professor/a fazem parte de um processo de construção que é decorrente das práticas desenvolvidas durante a trajetória enquanto docentes, visto que envolve aprendizagens relacionadas à aquisição de saberes práticos que advém das experiências. A análise dos dados obtidos também nos permitiu ratificar que os saberes docentes são adquiridos, mobilizados e construídos no decorrer de suas trajetórias pessoais e profissionais e são fundamentais para a sustentação das práticas dos/as professores/as.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edmila Silva de Oliveira, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Mestra em Educação. Professora substituta da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia-UFRB. Membro  do  Grupo  de Pesquisa Estudos em Linguagem, Formação de Professores e Práticas Educativas (GELFORPE).

Denise Barreto, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

Doutora  em  Educação. Professora da  Universidade  Estadual  do  Sudoeste  da  Bahia - UESB.  Líder do  Grupo  de  Pesquisa  Estudos  em  Linguagem,  Formação  de  Professores  e Práticas Educativas (GELFORPE).

Referências

AMADO, João; COSTA, André Pedro; CRUSOÉ, Nilma. Procedimentos de análise de dados. In: AMADO, João. Manual de investigação qualitativa em Educação. 3. ed. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2017. p. 301-354.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BARRETO, Denise Aparecida Brito Barreto; SOUZA, Ester Maria Figueredo. Em torno da noção da formação continuada de docentes: a terminalidade do curso e a profissão como balizadoras. In: (Orgs) LIMA, Adenaide Amorim; BARRETO, Denise Aparecida Brito.; SANTOS, Tamires Dias. Educação e Formação Docente: reflexões filosóficas, estéticas, políticas e étnico-raciais. Curitiba: CRV, 2016. p. 152.

BARRETO, Denise Aparecida Barreto, OLIVEIRA, Albertina Lima; SEIXAS, Ana Maria (2017). A dimensão social e política da autonomia. Revista Educação Em Questão, 55(46), 59-83. https://doi.org/10.21680/1981-1802.2017v55n46ID13292 Acesso em 10 mar 2020

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GAUTHIER, Clermont. Por uma teoria da Pedagogia. Pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2013.

MELO, Geovana Ferreira; PIMENTA, Selma Garrido. Socialização profissional de docentes na universidade: contribuições teóricas para o debate. Revista Linhas, v. 20, p. 51-77, 2019.

MORIN, Edgar. Meus Demônios. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997.

NÓVOA, Antonio. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, Antonio. Os professores e as histórias de vida. In: NÓVOA, António. Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2013.

PIMENTA, Selma Garrido. Saberes pedagógicos e atividade docente. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Lea das Graças Camargos. Docência no Ensino Superior. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

TARDIF, Maurice; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Revista Educação & Sociedade, v. 21, p. 209-244, Dezembro XXI.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

SILVA DE OLIVEIRA, E.; BARRETO, D. REFLEXÕES EM TORNO DA DIMENSÃO IDENTITÁRIA DOS SABERES DOCENTES: AS MANEIRAS DE SER PROFESSOR E AS CONCEPÇÕES SOBRE FORMAÇÃO CONTINUADA. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 30, n. 3, p. 176–194, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2021v30n3.59484. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/59484. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

COMUNICAÇÃO DE TRABALHOS/PESQUISAS EM ANDAMENTO