A LEI DE TERRAS E A AFIRMAÇÃO DA GRILAGEM NO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Cristiano Luís Christillino

Resumo

Neste trabalho, discutimos a aplicação da Lei de Terras de 1850 na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Nosso recorte temporal se estende de 1850 a 1880, período que abrange a promulgação da Lei até a década em que foi produzido o maior volume de processos de legitimação e revalidação de terras. Eles resultaram, principalmente, do avanço da colonização e da exploração da erva-mate. A expansão da fronteira fundiária, sobre as terras florestais, multiplicou o número de litígios entre os terra-tenentes e, com isso, aumentou a procura pelos expedientes da Lei para reconhecimento do direito de acesso a terras. No entanto, os velhos mecanismos de afirmação de propriedade permaneceram entre as estratégias dos fazendeiros para enfrentarem as disputas por terras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-30

Como Citar

CHRISTILLINO, C. L. A LEI DE TERRAS E A AFIRMAÇÃO DA GRILAGEM NO RIO GRANDE DO SUL. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 26, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/15037. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Questão Agrária