MULHERES E A SOCIEDADE AGRÁRIA: REPRESENTAÇOES SOCIAIS E RELAÇÕES DE GÊNERO

Autores

  • Losandro Antonio Tedeschi

Resumo

As mulheres nunca estiveram ausentes da história, embora a historiografia oficial as tenha esquecido. Pesquisadoras(es) tem se debruçado sobre estudos da história das mulheres em sociedades agrárias e suas lutas em todos os processos civilizatórios. Além disso, as mulheres do campo têm garantido o seu lugar de cidadã na vida, no mundo e na própria história. No decorrer da história há uma relação entre gênero e poder que precisa ser estudada, revelada, reescrita, pois a história tradicional antropocêntrica e universalizante criou o mito do sexo frágil, da impotência feminina e da sua dependência existencial do masculino. Esse artigo analisa as funções e papéis sociais instituídos pela história às mulheres camponesas e os processos de reprodução e transformação sócio-culturais pelos quais estão passando, levando-nos a afirmar que as identidades humanas são construídas ao longo da vida, pelos significados que os grupos sociais alimentam em seus contextos culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-30

Como Citar

TEDESCHI, L. A. MULHERES E A SOCIEDADE AGRÁRIA: REPRESENTAÇOES SOCIAIS E RELAÇÕES DE GÊNERO. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 26, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/15050. Acesso em: 16 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Questão Agrária