Nós vamos invadir sua praia: a criação da BIZZ

Autores

  • Fernando de Castro Além Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2022v27n46.60208

Palavras-chave:

BIZZ, rock brasileiro, indústria cultural

Resumo

A revista BIZZ, voltada para o público jovem e adolescente, foi uma publicação veiculada inicialmente pela Editora Abril. Surgiu em 1985, quando se encerrou a ditadura militar no Brasil, onde um clima de liberdade se instalou após décadas de repressão, dando vazão a uma cultura de consumo infanto-juvenil no país. A indústria cultural brasileira entendeu o momento, difundindo pelas rádios e televisões Brasil afora programações voltadas para este nicho. Nesse processo, o rock brasileiro foi alçado ao topo do mercado de bens culturais, o que transformou jovens artistas em estrelas da cultura de massas. A BIZZ, revista de música de maior vendagem no Brasil, garantia espaço privilegiado a estes artistas, além daqueles identificados com o universo da música pop internacional, bem como aos grandes nomes da MPB. As bandas de rock brasileiro que não faziam sucesso à época, tanto as underground quanto as que viriam a se tornar famosas, também eram notícia na revista, mas eram noticiadas de forma diferente, quando comparadas aos grupos de sucesso. Um exemplo está nas críticas: aos artistas do mainstream, as críticas eram, em sua maioria, negativas; já aquelas direcionadas aos desconhecidos, os textos tinham teor positivo. Tensões surgiram a partir desta postura jornalística, em um impresso voltado principalmente para as estrelas da música pop e rock. Tal contradição era resolvida pela excelente vendagem da revista, o que garantia uma certa autonomia a estes jornalistas na produção de seus textos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando de Castro Além, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutor em História pela Universidade Federal da Grande Dourados (MS). Professor do curso de História da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul/Unidade de Amambai; Professor da Rede Pública Estadual de Ensino do Mato Grosso do Sul. Artigo escrito a partir da tese de doutorado do autor, intitulada “A revista BIZZ, o rock nacional e a indústria cultural (1985-2001)”, financiada através de bolsa concedida pela CAPES.

Referências

ADORNO, Teodor W.; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1985.

ALEXANDRE, Ricardo. Dias de luta: o rock e o Brasil dos anos 80. 2 ed. Porto Alegre: Arquipélago Editorial, 2013.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. Porto Alegre: L&PM, 2017.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 5 ed. São Paulo: Perspectiva, 2001.

BOURDIEU, Pierre; ORTIZ, Renato (org.). Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

CHARTIER, Roger. A História cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

CORRÊA, Thomaz Souto. A era das revistas de consumo. In MARTINS, Ana Luiza; LUCA, Tânia Regina de (orgs.). História da imprensa no Brasil. 2 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2015, p. 207-232.

DAPIEVE, Arthur. BRock: o rock brasileiro dos anos 80. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

FORASTIERI, André. O dia em que o rock morreu. Porto Alegre: Arquipélago Editorial, 2014.

LUCA, Tânia Regina de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In PINSKY, Carla B (org.). Fontes históricas. 2 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2006. p. 111-154.

MARTEL, Frédéric. Mainstream: a guerra global das mídias e das culturas. Tradução de Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

MIRA, Maria Celeste. O leitor e a banca de revista: a segmentação da cultura no século XX. São Paulo: Olho d’Água/Fapesp, 2001.

PEREIRA, Mateus H. de F. A máquina da memória: o tempo presente entre a história e o jornalismo. Bauru: EDUSC, 2009.

THORNTON, Sarah. Club cultures: music, media and subcultural capital. Cambridge: Polity Press, 1995.

Fontes:

BIZZ nº 1, agosto de 1985, p. 7 – Editorial de Victor Civita.

BIZZ Nº 1, agosto de1985, P. 15 – Seção Showbizz – Inverno em brasa: reportagem sobre o circuito underground paulistano.

Documentário Bizz, Jornalismo, causos e Rock And Roll (2012). Direção: Almir Santos e Marcelo S. Costa. Produção: Almir Santos. Edição e trilha: Antonio Basílio. Assistente de edição: Mariana Velozo. Câmera: Antonio Basilio. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=pg0KuPIXvRE. Acesso em 11 de janeiro de 2013.

Entrevista com Alex Antunes, realizada por Almir Santos, para o documentário BIZZ – jornalismo, causos e rock’n’roll, em 27 de novembro de 2011.

Entrevista com Carlos Arruda, realizada por telefone, em 17 de janeiro de 2018.

Entrevista com José Augusto Lemos, realizada pelo Messenger da rede social Facebook, em 06 de abril de 2016.

Entrevista com Ricardo Alexandre, por Clemente Nascimento para o programa do Youtube Show Livre, sobre a revista BIZZ. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=MZU1PANW4ew. Acessado em 18 de janeiro de 2017.

Entrevista com Sônia Maia, realizada por Almir Santos, para o documentário BIZZ – jornalismo, causos e rock’n’roll, em 20 de novembro de 2011.

Figura 1 – capa da BIZZ nº 1, de agosto de 1985

Figura 2 – reportagem com grupos da cena underground paulistana – BIZZ Nº 1, agosto de 1985, p. 30.

Figura 3 – crítica de José Augusto Lemos ao disco Dois da Legião Urbana – BIZZ nº 15, outubro de 1986, p. 18.

Downloads

Publicado

2022-07-08

Como Citar

ALÉM, F. de C. Nós vamos invadir sua praia: a criação da BIZZ. Sæculum – Revista de História, [S. l.], v. 27, n. 46, p. 161–177, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2022v27n46.60208. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/60208. Acesso em: 2 out. 2022.