DIRETORES/AS EM AÇÃO: FORMAÇÃO AUDIOVISUAL ATRAVESSADA POR METODOLOGIAS FEMINISTAS

DIRETORS IN ACTION: AUDIOVISUAL TRAINING PASSED THROUGHT FEMINISTS METHODOLOGIES

Autores

  • Lara Lima Satler UFG

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n1.36354

Palavras-chave:

Formação de professores/as., Metodologias feministas., Educação da cultura visual.

Resumo

Este texto discute sobre algumas ações que os sujeitos envolvidos nesta investigação (eu e os participantes das disciplinas/ e do projeto de extensão Pezinho de Jatobá) dirigiram. Tal direção diz respeito tanto a função de estar a frente de uma produção audiovisual quanto de seu próprio aprender. A fim de construir processos de interformação, abarco tanto os objetivos de aprendizagem da minha prática docente, quanto as metas de aperfeiçoamento audiovisual, ambos pautados por referências de metodologias feministas. Como metodologia de pesquisa foram utilizadas a reflexão-ação, bem como os diários da professora-pesquisadora e dos discentes. Como resultados, pretende-se contribuir com a discussão sobre os atravessamentos de metodologias feministas em práticas docentes envolvendo o audiovisual.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lara Lima Satler, UFG

Doutorado em Arte e Cultura Visual (PPGACV/ FAV / UFG), com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG), em 2016. Professora na Universidade Federal de Goiás (UFG), na Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), onde ministra as disciplinas Cinema Colaborativo I e II, Iniciação Acadêmica - Práticas de Pesquisa, é vinculada ao Núcleo de Pesquisa em Teoria da Imagem (NPTI / PRPG-UFG / CNPq). E-mail: satlerlara@gmail.com 

Referências

BUTLER, J. Sujeitos do sexo/gênero/desejo. In: ________. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rido de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, p. 15-37.

DIAS, Belidson. O i/mundo da educação em cultura visual. Brasília: Ed. da Pós-graduação em Arte da UnB, 2011, 210 p.

CARVALHO, R. I. B. de. A prática pedagógica do bacharel professor da área de Comunicação Social. Brasília, 2012. 250 p. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade de Brasília.

DEWEY, John. The philosophy of Jonh Dewey. Two volumes in one: The sctruture of experience/ The lived experience. Chicago: The University of Chicago Press, 1981, 723 p.

GARCÍA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999, 271 p.

MARTINS, Alice Fátima. Arena aberta de combates, também alcunhada de Cultura Visual – anotações para uma Aula de Metodologia de Pesquisa. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Cultura das imagens: desafios para a arte e para a educação. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2012, p. 207-230.

MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. Reflexividade e pesquisa empírica nos infiltráveis caminhos da cultura visual. In: _____; _____ (Orgs.). Processos e práticas de pesquisa em cultura visual e educação. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2013, p. 61-76.

MIRANDA, F. Imágenes, artefactos visuales y tecnologias: condiciones y realciones. In: __________; VICCI; G. (Orgs.). Artes visuales: tecnologías, contenidos y aprendizajes en la cultura visual y el arte. Montevideo: Ediciones Santillana, 2015a, p.11-24.

MIRANDA, F. Los aprendizajes con relación al arte y la cultura visual. In: __________; VICCI; G. (Orgs.). Artes visuales: tecnologías, contenidos y aprendizajes en la cultura visual y el arte. Montevideo: Ediciones Santillana, 2015b, p.25-58.

OLIVEIRA, Marilda Oliveira de. O que pode um diário de aula? In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Processos e práticas de pesquisa em cultura visual e educação. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2013, p. 225-236.

OLIVEIRA, Marilda Oliveira de. Por uma abordagem narrativa e autobiográfica: diários de aula como foco de investigação. In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene. (Orgs.). Educação da Cultura Visual: conceitos e contextos. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2011, p. 175-190.

PORTELLA, Ana Paula; GOUVEIA, Taciana. Introdução: feminismo, educação e gênero. In: Ideias e dinâmicas para trabalhar com gênero. Recife: SOS Corpo Gênero e Cidadania, 1999. (Metodologia SOS Corpo)

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação e Realidade, Ano 20, n. 2, jul./dez.1995, pp. 71-99.

THIOLLENT, Michel. Notas para o debate sobre pesquisa-ação. In: BRANDÃO, Carlos R. (Org.) Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1985, p.82-103

Downloads

Publicado

2019-04-18

Como Citar

SATLER, L. L. DIRETORES/AS EM AÇÃO: FORMAÇÃO AUDIOVISUAL ATRAVESSADA POR METODOLOGIAS FEMINISTAS: DIRETORS IN ACTION: AUDIOVISUAL TRAINING PASSED THROUGHT FEMINISTS METHODOLOGIES. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 76–99, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n1.36354. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/36354. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA