AVALIAR, ENSINAR E APRENDER: DIÁLOGOS CONSTITUTIVOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

EVALUATE, TEACH AND LEARN: DIALOGUES CONSTITUTIVE IN THE FORMATION OF TEACHERS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n1.41945

Palavras-chave:

Avaliação, Prova, Encontros Formativos, Investigação-Ação

Resumo

Pensar na avaliação escolar como parte intrínseca do processo de ensinar e aprender requer entender alguns limites e possibilidades que perpassam o contexto educacional. Um tema que exige estudo para desmistificar o processo de avaliação de um instrumento avaliativo. Os dados da pesquisa foram produzidos a partir da degravação de dois encontros formativos por meio da investigação-ação envolvendo a tríade - professor da escola, formador e licenciandos/estagiários - de forma colaborativa em diálogo e reflexão crítica no foco da avaliação da aprendizagem. Os eixos interpretativos foram construídos a partir das concepções e diferentes estratégias avaliativas externadas pelos sujeitos da tríade. Enfim, o caminho trilhado apontou para alguns indícios a partir dos discursos a respeito das potencialidades e das dificuldades a serem enfrentadas, quando se deseja uma avaliação da aprendizagem com princípio formativo efetivado no processo de ensino, visando transformar as estratégias deterministas para as que emancipam os sujeitos em contexto educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangela Inês Matos Uhmann, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo

Doutora e Mestre em Educação nas Ciências e Graduação em Química Licenciatura pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). Professora do Curso de Química Licenciatura da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Ensino de Ciências e Matemática (GEPECIEM). Coordenadora PIBID Química.

Kamila Maria Rudek, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Curso de Graduação que Química Licenciatura pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Referências

CARR, W. KEMMIS, S. Teoria crítica de la enseñanza: investigación-acción en la formación del profesorado. Barcelona: Martinez Roca, 1988.

ESTEBAN, M. T. O que sabe quem erra? Reflexões sobre avaliação e fracasso escolar. Petrópolis, RJ: De Petrus et alii, 2013.

ESTEBAN, M. T. Pedagogia de Projetos: entrelaçando o ensinar, o aprender e o avaliar à democratização do cotidiano escolar. In: SILVA, J. P. da. HOFFMANN, J. ESTEBAN, M. T. (Org.). Práticas avaliativas e aprendizagens significativas. Porto Alegre: Mediação. 8.ed. 2010. p. 83-89.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas a outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.

FREIRE. P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GÜLLICH, R. I. da C. O livro didático, o professor e o ensino de Ciências. Ijuí: Unijuí, 2013. [Tese de Doutorado].

HOFFMANN, J. M. L. Avaliação Mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. Porto Alegre: Mediação, 2003.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e preposições. 19. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. de. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MALDANER, O. A. Formação Inicial e Continuada de Professores de Química: Professores/Pesquisadores. Ijuí, RS: Unijuí, 2000.

MORETTO, V. P. Prova: um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. 9. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2010.

ROSA, M. I. F; SCHNETZLER, R. P. A investigação-ação na formação continuada de professores de Ciências. Ciência & Educação, Bauru, v. 9, n.1, p. 27-39, 2003.

SAUL, A. M. Avaliação Emancipatória: desafio à Teoria e à Prática de Avaliação e Reformulação de Currículo. São Paulo: Cortez, 1994.

SCHÖN, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo designe para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artimed, 2000.

UHMANN, R. I. M. Interações e Estratégias de Ensino de Ciências com foco na Educação Ambiental. Curitiba: Prismas, 2013.

UHMANN, R. I. M.; ZANON, L. B. O paradigma da avaliação escolar em discussão na docência em ciências/química. 33º EDEQ (Movimento Curriculares da Educação em Química: o Permanente e o Transitório), 2014.

Downloads

Publicado

2019-04-18

Como Citar

UHMANN, R. I. M.; RUDEK, K. M. AVALIAR, ENSINAR E APRENDER: DIÁLOGOS CONSTITUTIVOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: EVALUATE, TEACH AND LEARN: DIALOGUES CONSTITUTIVE IN THE FORMATION OF TEACHERS. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 41–59, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n1.41945. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/41945. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO DE REVISÃO