ANÁLISE DE UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA COM ÊNFASE NA BNCC: AVALIAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOCENTE

Resumo

Este artigo objetiva analisar a participação, avaliação e entendimentos quanto a implementação da BNCC na área de Ciências da Natureza, levando em consideração um grupo de doze docentes em decorrência da participação no Programa de Formação Continuada: Ensino de Ciências nos Anos Iniciais a partir da BNCC. Para tanto, adota-se a abordagem qualitativa, na forma de estudo de caso, considerando-se os princípios da análise de conteúdo. O referido Programa foi realizado no decorrer do segundo semestre do ano de 2017 e envolveu momentos de diagnóstico inicial, estudos conceituais, análises curriculares e oficinas didáticas, além de avaliação realizada a partir da análise de dados apresentados em um questionário e no diário de bordo da mobilizadora dos encontros. Dentre os resultados, destacam-se a participação ativa e comprometida dos docentes que atuaram de forma colaborativa, o reconhecimento das atividades de leitura e reflexão sobre a BNCC, a aprovação e construção de conhecimento teórico e prático relacionado às unidades temáticas da área das Ciências da Natureza, bem como a troca de experiências e a produção de materiais didáticos.

Biografia do Autor

Vanessa de Cassia Pistóia Mariani, Universidade Federal de Santa Maria

Doutoranda do PG- Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde- UFSM

Lenira Maria Nunes Sepel, Universidade Federal de Santa Maria

Docente do Departamento de Ecologia e Evolução. Centro de Ciências Naturais e Exatas.  Universidade Federal de Santa Maria

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 4. ed. Lisboa: Edições70, 2010.

BRASIL. Ministério de Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília. Distrito Federal. 2017.Disponível em:< http://basenacionalcomum.mec.gov.br/> Acesso em: 13 de julho de 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394/1996. Brasília. 1996. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em 10 de abril de 2018.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=02/07/2015&jornal=1& pagina=8&totalArquivos=72.

CARVALHO, A. M. P.; GIL-PÉREZ, D.. Formação de professores de ciências: tendências e inovações. 10 edição. São Paulo: Cortez, 2011.

DEMO, Pedro. Professor do futuro e reconstrução do conhecimento. Petropolis, RJ: Vozes, 2004.

HERNÁNDEZ SAMPIERI, R. et al. Metodologia de Pesquisa. 5 ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

IMBERNÓN, Francisco. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo: Cortez, 2009.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Continuada de Professores. Trad. Juliana dos Santos Padilha, Porto Alegre,: Artmed, 2010.

LIBÂNEO, José. Carlos. Adeus professor, adeus professora? São Paulo: Cortez, 2010.

LUDKE, Menga, ANDRÉ, Marli E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, Editora Pedagógica e Universitária, 1986. 99p.

NÓVOA, Antonio. Formação de Professores e Profissão Docente. In: Os professores e a sua formação. Nóvoa, Antonio (Org). Lisboa: Dom Quixote, 1991.

NÓVOA, António. Professores imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente. Elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

PINTO, João Bosco Guedes. Pesquisa-Ação: Detalhamento de sua sequência metodológica. Recife: Mimeo. 1989.

TARDIF. Maurice, Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Editora Vozes, 2008.

SILVA, Vantilen da Silva, O ensino de ciências nos anos iniciais: um estudo sobre os saberes necessários à atuação docente. IV Simpósio Nacional de Ensino de Ciências e Tecnologia. Ponta Grossa. PR: Anais IV Simpósio Nacional de Ensino de Ciências e Tecnologia. 2014. Disponível em: <http://www.sinect.com.br/anais2014/anais2014/artigos/ensino-de-ciencias-nos-anos-iniciais/01406384156.pdf>. Acesso em:03 de mar.2017.

Publicado
2019-12-08
Como Citar
Mariani, V. de C. P., & Sepel, L. M. N. (2019). ANÁLISE DE UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA COM ÊNFASE NA BNCC: AVALIAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOCENTE. Revista Temas Em Educação, 28(3). https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n3.47587
Seção
ARTIGO DE REVISÃO