EFEITO ESCOLA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: OBSERVAÇÕES A PARTIR DA PERSPECTIVA BOURDIEUSIANA

SCHOOL EFFECT IN BASIC EDUCATION: OBSERVATIONS UNDER THE BOURDIEUSIAN PERSPECTIVE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2020v29n1.47642

Palavras-chave:

Efeito Escola, Educação Básica, Abordagem Crítico-reprodutivista de Bourdieu

Resumo

O artigo apresenta uma análise do efeito escola das escolas públicas brasileiras da educação básica à luz da abordagem crítico-reprodutivista de Bourdieu. A característica essencial da abordagem do efeito escola é que a unidade de análise é a escola; não o estudante, individualmente. A escola deve ser analisada pelos seus resultados contextualizados, identificando o quanto acrescenta ao aprendizado dos estudantes, considerando seu ponto de partida. Foi utilizada a Análise Envoltória de Dados que permite identificar como a organização dos recursos pode influenciar os resultados de unidades que trabalham com os mesmos tipos de entrada e saída. Os resultados, analisados sob a perspectiva bourdieusiana, indicam que, quando se considera o ponto de partida de cada organização escolar, escolas em contextos socioeconômicos mais desfavorecidos podem apresentar eficiência similar ou até superior a unidades em contexto mais favorecidos, o que permite observar lacunas na perspectiva de Bourdieu que podem ser objetos de reflexão futuras.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Teixeira de Menezes, Universidade Federal Fluminense. Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF/Volta Redonda).

Mestre em Administração pela Universidade Federal Fluminense (UFF) - Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF/Volta Redonda).

Joysi Moraes, Universidade Federal Fluminense

Professora Associada da Universidade Federal Fluminense (UFF). Professora visitante da The University of Nottingham, no Reino Unido. Mestre e Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF/Volta Redonda).

Bruno Francisco Batista Dias, Universidade Federal Fluminense. Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF/Volta Redonda).

Mestre em Administração pela Universidade Federal Fluminense (UFF) - Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA/UFF/Volta Redonda).

Referências

ALVES, M.T.G.; SOARES, J.F. Contexto escolar e indicadores educacionais: condições desiguais para a efetivação de uma política de avaliação educacional. Educação e pesquisa, São Paulo, v.39, n.1, p. 177-194, 2013.

ALVES, T.; SILVA, R.M. Estratificação das oportunidades educacionais no Brasil: contextos e desafios para a oferta de ensino em condições de qualidade para todos. Educação & Sociedade, Campinas, v.34, n.124, p. 851-879, 2013.

BARBOSA, M. L. PAUL, J-J. Qualidade docente e eficácia escolar. Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v.20, n.1, p. 119-133, 2008

BOURDIEU, P. Escritos de educação. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 1998.

BOURDIEU, P. Pierre Bourdieu entrevistado Maria Andréa Loyola. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2002.

BOURDIEU, P. A distinção crítica social do julgamento. Edusp, 2007.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J.C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J.C. Os herdeiros: os estudantes e a cultura. Florianópolis: Editora da UFSC, 2015.

BRYK, A.S.; RAUDENBUSH, S.W. Toward a more appropriate conceptualization of research on school effects: A three-level hierarchical linear model. American Journal of Education, v.97, n.1, p. 65-108, 1988.

CASTRO, M.H.G. Sistemas nacionais de avaliação e de informações educacionais. São Paulo em perspectiva, São Paulo, v.14, n.1, p. 121-128, 2000.

EDMONDS, R.R. Some schools work and more can. Social policy, v.9, n. 5, p. 28-32, 1979.

FERRÃO, M.E.; BELTÃO, K.I.; DOS SANTOS, D.P. Políticas de não-repetência e a qualidade da educação: evidências obtidas a partir da modelagem dos dados da 4ª série do SAEB-99. Estudos em avaliação educacional, São Paulo, n. 26, p. 47-74, 2002.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo. Editora Unesp, 2000.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Nota Técnica: INSE das escolas. 2014. Disponível em: http://download.inep.gov.br/informacoes_estatisticas/indicadores_educacionais/2011_2013/nivel_socioeconomico/nota_tecnica_indicador_nivel_socioeconomico.pdf . Acesso em: 04 de mar. 2018.

HARBISON, R.H.; HANUSHEK, E.A. Educational Performance of the Poor: Lessons from Rural Northeast Brazil. New York: Oxford University Press, 1992.

KLITGAARD, R.E.; HALL, G.R. Are there unusually effective schools? Journal of Human Resources, p. 90-106, 1975.

MEC. Planejando a Próxima Década. Conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/images/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf . Acesso em: 18 mar. 2017.

NOGUEIRA, C.M.M; NOGUEIRA, M.A. Bourdieu & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

NOGUEIRA, C.M.M; NOGUEIRA, M.A. A sociologia da educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Educação & Sociedade, Campinas, v.23, n.78, p. 15-35, 2002.

OLIVEIRA, E.L.; GIVISIEZ, G.H.N. Defasagem idade-série no brasil: uma aplicação do modelo de análise de sobrevivência. Anais do XIX Encontro Nacional de Estudos Populacionais, p. 1-21, 2016.

PENA, A.C. Escala de Liderança Escolar. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2011.

PERDIGÃO, Denis A. O canto da sereia? a educação superior como uma (im)possibilidade de mudança na trajetória profissional da ralé brasileira. Tese (Doutorado em Administração). Faculdade de Ciências Econômicas. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

RAMANATHAN, R. Supplier selection problem: integrating DEA with the approaches of total cost of ownership and AHP. Supply Chain Management: an international journal, v.12, n.4, p. 258-261, 2007.

RIBEIRO, D. CIEPS: o fazimento principal de Darcy. In: FUNDAÇÃO DARCY RIBEIRO. Caderno 1 - fazimentos: Darcy e Oscar. Rio de Janeiro: Fundação Darcy Ribeiro, 2002.

RIBEIRO, R.; CACCIAMALI, M.C. Defasagem idade-série a partir de distintas perspectivas teóricas. Revista de Economia Política, São Paulo, v.32, n.3, p. 497-512, 2012.

RUTTER, M. School effects on pupil progress: Research findings and policy implications. Child development, p. 1-29, 1983.

SASS, O.; MINHOTO, M.A.P. Indicadores e Educação no Brasil: a avaliação como tecnologia. InterMeio: Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação-UFMS, Campo, Grande, v.17, n.33, p. 63-81, 2011.

SELLSTRÖM, E.; BREMBERG, S. Is there a “school effect” on pupil outcomes? A review of multilevel studies. Journal of Epidemiology & Community Health, v. 60, n. 2, p. 149-155, 2006.

SOARES, J.F.; CANDIAN, J.F. O efeito da escola básica brasileira: as evidências do PISA e do SAEB. Revista Contemporânea de Educação, Belo Horizonte, v. 2, n. 4, 2011.

SOARES, José F. e ALVES, Maria Tereza G. Escolas de ensino fundamental-Contextualização dos resultados. Retratos da Escola, Brasília, v.7, n.12, p. 145-158, 2013.

TRAVITZKI, R.; CÁSSIO, F.L. Tamanho das classes na rede estadual paulista: a gestão da rede pública à margem das desigualdades educacionais. Educação Temática Digital, v.19, n. Especial, Campinas, p. 159, 2017.

YALÇIN, S.; TAVŞANCIL, E. The Comparison of Turkish Students’ PISA Achievement Levels by Year via Data Envelopment Analysis. Educational Sciences: Theory & Practice, 2014, v.14, n.3, p. 961-968.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

MENEZES, D. T. de; MORAES, J.; DIAS, B. F. B. EFEITO ESCOLA NA EDUCAÇÃO BÁSICA: OBSERVAÇÕES A PARTIR DA PERSPECTIVA BOURDIEUSIANA: SCHOOL EFFECT IN BASIC EDUCATION: OBSERVATIONS UNDER THE BOURDIEUSIAN PERSPECTIVE. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 29, n. 1, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2020v29n1.47642. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/47642. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA