O ESPAÇO FORMATIVO DO PIBID COMO LÓCUS DE DESESTABILIZAÇÕES E EX-POSIÇÕES SOBRE AS QUESTÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE

THE FORMATIVE SPACE OF THE PIBID AS LOCUS OF DESTABILIZATION AND EX-POSITIONS ON ISSUES OF GENDER AND SEXUALITY

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n3.48043

Palavras-chave:

Formação Docente, Relações de Gênero, Sexualidade, Programa PIBID

Resumo

Este artigo narra e problematiza algumas cenas construídas durante uma pesquisa-intervenção desenvolvida por meio de encontros formativos com um grupo de educadoras, licenciandas e docente participantes de um projeto de educação infantil (creche) do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) de uma universidade federal de Minas Gerais. As temáticas debatidas nos momentos formativos focalizaram-se nas relações de gênero e sexualidade e foram trabalhadas em seis encontros com a turma. As provocações, preocupações e angústias associadas aos questionamentos das crianças sobre a sexualidade capturaram os pensamentos das participantes que trouxeram à tona o dilema entre o desconhecer e o supersaber. Os episódios emergiram, em geral, de situações imprevisíveis ocorridas no contexto escolar, mobilizando os saberes sobre gênero e sexualidade produzidos durante a formação inicial e continuada das participantes. O espaço do PIBID desenvolvido na universidade também potencializou a expressão dessas cenas, pois as participantes o reconheceram como lugar de desestabilizações, exposições e de investimentos em sua formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Lopes de Souza, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)

Professor Titular do Departamento de Ciências Biológicas da UESB, campus de Jequié-BA.

Anderson Ferrari, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professor Adjunto de Ensino de História da Faculdade de Educação da UFJF

Referências

AGUIAR, K. F.; ROCHA, M. L. Micropolítica e o exercício da pesquisa-intervenção: referenciais e dispositivos de análise. Psicologia Ciência e Profissão, v. 27, n. 4, p. 648-663, 2007.

BRASIL. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil Sem Homofobia: Programa de combate à violência e à discriminação contra GLTB e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Presidência da República. Decreto n° 7.219, de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID e dá outras providências. D. O. U. de 25/06/2010.

FELIPE, J. Infância, gênero e sexualidade. Educação e Realidade, v. 25, n. 1, p. 115-131, jan./jun., 2000.

FELIPE, J.; GUIZZO, B. S. Entre batons, esmaltes e fantasias. In: MEYER, D. E.; SOARES, R. F. R. (orgs.). Corpo, gênero e sexualidade. Porto Alegre: Mediação, 2004, p. 31-40.

FERRARI, A.; FRANCO, E. “Lidando com as homossexualidades” – a formação de professores em debate. Instrumento: Revista de Estudo e Pesquisa em Educação. Juiz de Fora, v. 12, n. 2, p. 9-20, jul./dez. 2010.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

FOUCAULT, M. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

FOUCAULT, M. “Sexualidade e Poder”, In: FOUCAULT, Michel. Ética, sexualidade e poder. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006, p. 56-76.

LARROSA, J. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

LOURO, G. L. (org). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

LOURO, G. L. Um corpo estranho – ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 1 ed. 1 reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

MEYER, D. E. E.; SOARES, R. F. Modos de ver e de se movimentar pelos “caminhos” da pesquisa pós-estruturalista em Educação: o que podemos aprender com – e a partir de – um filme. In: COSTA, M. V.; BUJES, M. I. E. (org.). Caminhos investigativos III: riscos e possibilidades de pesquisar nas fronteiras. Rio de Janeiro: DP&A, 2005, p. 23-44.

ROHDEN, F. Gênero, sexualidade e raça/etnia: desafios transversais na formação do professor. Cadernos de Pesquisa, v. 39, n. 136, p.157-174, jan./abr., 2009.

SCHINDHELM, V. G. A sexualidade na educação infantil. RevistAleph, ano V, n. 16, p. 35-47, dez., 2011.

Downloads

Publicado

2019-12-08

Como Citar

SOUZA, M. L. de; FERRARI, A. O ESPAÇO FORMATIVO DO PIBID COMO LÓCUS DE DESESTABILIZAÇÕES E EX-POSIÇÕES SOBRE AS QUESTÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADE: THE FORMATIVE SPACE OF THE PIBID AS LOCUS OF DESTABILIZATION AND EX-POSITIONS ON ISSUES OF GENDER AND SEXUALITY. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 28, n. 3, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2019v28n3.48043. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/48043. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA