Práticas de ensino e aprendizagem da Matemática na Educação Infantil:

um relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.62234

Palavras-chave:

Matemática, Ensino e aprendizagem, Educação infantil

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir e refletir sobre o ensino e a aprendizagem da matemática na Educação Infantil, a partir da observação das práticas de professoras. Para tanto, foram acompanhadas duas professoras da Educação Infantil – Sara e Paula – em suas salas de aula. A turma de Sara tinha 6 crianças de 4 e 5 anos e, de Paula, 12 crianças de 3 e 4 anos. Verificou-se que elas utilizam diferentes atividades que possibilitam trabalhar com variados conceitos e conteúdos matemáticos que precisam ser desenvolvidos desde esse nível de ensino. Essas atividades abarcaram jogos, brincadeiras e a resolução de problemas que permitiram a interação entre as crianças, além do uso do computador e da história da matemática. As crianças tiveram contato com práticas que abordaram noções de cores, de coordenação motora, conceitos de perto e longe, direita e esquerda, para cima e para baixo, além do reconhecimento das figuras geométricas planas. Também foram trabalhados conceitos de correspondência um a um, contagem, comparação, ordenação e funções do número. As situações vivenciadas nas salas de aula evidenciaram que a matemática pode ser trabalhada de forma lúdica, divertida e motivadora que faz com que as crianças tenham interesse em aprender e em desenvolver as práticas propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Reginaldo Fernando Carneiro, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutor em Educação e Licenciado em Matemática pela UFSCar. Professor da Faculdade de Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da UFJF.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2018.

CHICA, Cristiane H. Por que formular problemas? In: SMOLE, Kátia S.; DINIZ, Maria I. Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 151-173.

DIAS, Maria Flávia M. A percepção matemática na Educação Infantil a partir de brincadeiras. 2017. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal de Juiz de Fora, 2017.

DINIZ, Maria I. Resolução de problemas e comunicação. In: SMOLES, Kátia S.; DINIZ, Maria I. Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender matemática. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 87-97.

ITACARAMBI, Ruth R. O jogo como recurso pedagógico para trabalhar matemática na escola básica. São Paulo: Livraria da Física, 2013.

KISHIMOTO, Tizuko M. O jogo e a educação infantil. In: KISHIMOTO, Tizuko M. (org.). Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. São Paulo: Cortez: 2011. p. 15-48.

LORENZATO, Sergio. Educação infantil e percepção matemática. Campinas: Autores Associados, 2011.

MAIA, Rosilani M. S. Práticas docentes em ensino matemático na Educação Infantil. 2017. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal de Juiz de Fora, 2017.

MORETTI, Vanessa D.; SOUZA, Neusa M. M. Educação matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental: princípios e práticas pedagógicas. São Paulo: Cortez, 2015.

PASSOS, Cármen L. B.; ROMANATTO, Mauro C. A matemática na formação de professores dos anos iniciais: aspectos teóricos e metodológicos. São Carlos: EdUFSCar, 2010.

RIBEIRO, Caroline P. O método Montessori no ensino e aprendizagem da matemática na Educação Infantil. 2018. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal de Juiz de Fora, 2018.

ROMANATTO, Carlos M. Resolução de problemas nas aulas de matemática. Revista Eletrônica de Educação. São Carlos, SP: UFSCar, v. 6, n. 1, p. 299-311, maio 2012.

SCHAFRANSKI, Elvio. As contribuições da lateralidade no desenvolvimento motor em adolescentes. 2013. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/ cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2013/2013_unicentro_edfis_pdp_elvio_schafranski.pdf. Acesso em: 15 jul. 2020.

VAN DE WALLE, John A. A matemática no Ensino Fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Downloads

Publicado

2023-03-03

Como Citar

CARNEIRO, R. F. Práticas de ensino e aprendizagem da Matemática na Educação Infantil: : um relato de experiência. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e-rte321202324, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.62234. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/62234. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

RELATOS DE EXPERIÊNCIA