Uma revisão integrativa sobre tecnologias digitais no ensino de Ciências

Autores

Palavras-chave:

Ensino de Ciências, Ambientes Digitais, Mediação

Resumo

Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação estão presentes em diferentes atividades sociais, de trabalho e estudo, do nosso cotidiano. Seu emprego em metodologias ativas de ensino, para favorecer a aprendizagem de Ciências de forma crítica e responsável, constitui-se no objeto de estudo de pesquisadores de diferentes áreas de conhecimento. apresentamos uma ponderação sobre como o uso das tecnologias digitais foram empregadas na mediação de atividades experimentais no ensino de circuitos elétricos simples, a partir da análise de trabalhos publicados, no período de 2017-2022. A intenção é alcançar conhecimento da literatura disponibilizada na área e ofertar uma exposição crítica das pesquisas como uma possibilidade de direção das suas ações. No caso deste trabalho, optou-se por uma investigação bibliográfica seguindo as etapas de uma revisão integrativa, para efetuar uma análise da literatura recente, sobre como o uso das tecnologias digitais podem cooperar com a mediação realizada pelo professor ao desenvolver atividades experimentais no ensino de circuitos elétricos simples. Como resultado, identificamos que: i- a introdução das tecnologias digitais ocorre, na maioria das vezes, sem a ancoragem de um referencial teórico de ensino; ii- mesmo que diferentes tecnologias digitais sejam utilizadas, todos os trabalhos utilizaram somente simulação estática; iii- os artigos analisados apontam evidências de que o uso de tecnologias digitais promove a aprendizagem de conceitos em circuitos elétricos. Apenas dois deles sugeriram discutir circuitos usando tecnologias digitais como forma de resolver situações-problema do cotidiano.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Naltilene Teixeira Costa Silva, UFMS

Doutoranda de Ensino de Ciências (INFI-UFMS). Professora no Ensino Médio em Araçoiaba-PE.

Paulo Ricardo da Silva Rosa, UFMS

Bacharel em Física (1984), mestre em Física (1986) e doutor em Ciências (1993) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor Titular aposentado da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Membro do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino de Ciências. Email: paulo.rosa@ufms.br

 

Nádia Cristina Guimarães Errobidart, UFMS

Licenciada em Física (1997), mestra em Física (2002) e doutora em Educação (2010) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Coordenadora do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino de Ciências. Email: nadia.guimaraes@ufms.br

Referências

ARIAS, E. Una propuesta didáctica experimental aplicada a la unidad Electricidad en un colegio científico de Costa Rica. Revista de Enseñanza de la Física, Volumen 33, Número 2, p. 55-62, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.55767/2451.6007.v33.n2.35175

BOTELHO, L. L. R.; CUNHA, C. C. A.; MACEDO, M. (2011). O Método da Revisão Integrativa nos estudos organizacionais. Revista Eletrônica Gestão e Sociedade, vol. 5, nº 11, p. 121-136, 2011. Disponível em: http://www.spell.org.br/documentos/ver/10515/o-metodo-da-revisao-integrativa-nos-estudos-organizacionais/i/pt-br.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: 2018.

MALIK, A. et al. Hot lab-based practicum guide for pre-service physics IOP. Conf. Ser.: Mater. Sci.Eng. 288012027 (2017). DOI 10.1088/1757-899X/288/1/012027.

MORA, C.; MOREIRA, M. A.; MENESES-VILLAGRÁ, J. Á. Aprendizaje Activo de la Física y análisis de Rasch para circuitos eléctricos mediante physlets. Revista de Enseñanza de la Física, Volumen 33, Número 2 | Número especial, p. 365-378, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.55767/2451.6007.v33.n2.35284.

ORTIZ, G. S.; DENARDIN, L. O estudo de instalações elétricas: uma análise à luz das inteligências múltiplas de Gardner. Revista de Enseñanza de la Física. Vol. 33, nº. 2, p. 413-420, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.55767/2451.6007.v33.n2.35290.

PERMANA, A. H. et al. (2019). The development of an electricity book based on augmented reality Technologies. Publicado sob licença pela IOP Publishing Ltd Journal of Physics: Conference Series, Volume 1157, Issue 3. [S.l.]: J. Phys.: Conf. Ser. 1157 032027. DOI: 10.1088/1742-6596/3/032027.

ROSA, P. R. S. O uso de computadores no ensino de Física. Parte I: Potencialidades e uso real. Revista Brasileira de Ensino de Física, Vol.17, nº 2, p. 182-195, 1995. Disponível em: http://www.sbfisica.org.br/rbef/pdf/vol17a21.pdf.

ROSA, P. R. S. Instrumentação para o ensino de ciências. Campo Grande: UFMS, 2010.

SANTOS, J. C.; DICKMAN, A. G. Experimentos reais e virtuais: proposta para o ensino de eletricidade no nível médio. Revista Brasileira de Ensino de Física. Vol.41, nº 1, p. 1-12, e20180161, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1806-9126-RBEF-2018-0161.

SAPRIADIL, S. et al. Effect of Higher Order Thinking Virtual Laboratory (HOTVL) in Electric Circuit on Students’ Creative Thinking Skills. Conference Series, Volume 1204, 7º Asian Ph. p. 29 – 31, Abril, 2019. Bandung, Indonésia: Publicado sob licença pela IOP Publishing Ltd Journal of Physics. Disponível em: DOI.org/10.1088/1742-6596/1204/1/012025.

ÜLEN, S. et al. Evaluating the Effectiveness of Physlet-Based Materials in Supporting Conceptual Learning About Electricity. Journal of Science Education and Technology. Volume 26, p. 151-160, Abril, 2017. Disponível em: DOI 10.1007/s10956-016-9661-1.

Downloads

Publicado

2023-06-06 — Atualizado em 2023-06-06

Versões

Como Citar

SILVA, N. T. C.; ROSA, P. R. da S.; ERROBIDART, N. C. G. . Uma revisão integrativa sobre tecnologias digitais no ensino de Ciências. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e-rte321202333, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/66234. Acesso em: 21 fev. 2024.