MUDANÇAS CURRICULARES NA CONSTRUÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE SOCIOLOGIA NO URUGUAI

mudou a concepção de sociologia que ensinamos?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n2.51122

Palavras-chave:

Currículo, Práticas curriculares, Ensino de Socioelogia

Resumo

Este trabalho busca fornecer contribuições essenciais para incentivar o debate sobre práticas curriculares, que por si só abrigam tensões e conflitos nos processos de mudança curricular. Tensões e conflitos que podem ser observados na história do corpo docente de Sociologia do Ensino Médio no Uruguai. Para o ensino de Sociologia no Ensino Secundário no Uruguai, foi necessário até 2008 se formar necessariamente na Especialização em Educação Cívica-Direito-Sociologia. Especialidade nutrida por duas epistemologias diferentes, jurídica e sociológica. Esse treinamento foi enquadrado na hegemonia do direito, fundamentalmente uma educação formalista-legal. Essa realidade inibiria o desenvolvimento autônomo do ensino de Sociologia. Um tour pelas mudanças curriculares propostas pelo corpo docente de sociologia no ensino médio do Uruguai, abordando a análise dos planos 1977, 1986, 1996, reformulação 2005, 2008. Busca refletir sobre os obstáculos epistemológicos no ensino da Sociologia ao longo das mudanças curriculares em sua história, considerando os mitos e tradições construídas em seu desenvolvimento como sujeito do Ensino Secundário. Finalmente, pretendemos começar a delinear uma hipótese de trabalho na qual investigamos o que aconteceu quando ocorreram mudanças curriculares, perguntando-nos se a concepção de sociologia que ensinamos mudou? Isso permitiria observar se as mudanças curriculares ocorridas geraram mudanças nas práticas curriculares, ou se, pelo contrário, professores e alunos não os apropriam.

 

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Daniela Sabatovich, Instituto de professores "Artigas" Consejo de Formación en Educación, Uruguai.

Doutor em Estudos de Desenvolvimento, Sociólogo, Economista. Professor efetivo no Centro Regional de Professores; Departamento de Sociologia; Conselho de Treinamento em Educação; Administração Nacional de Educação Pública. Professor da Unidade Curricular de Economia da América Latina; Unidade Acadêmica de História e Desenvolvimento; Departamento de Economia; Faculdade de Ciências Econômicas e Administração; Universidade da República. Pesquisador ativo do Sistema Nacional de Pesquisadores do Uruguai.

Oscar Mañan, Universidade da República, Uruguai.

Doutor em Estudos de Desenvolvimento, Sociólogo, Economista. Professor efetivo no Centro Regional de Professores; Departamento de Sociologia; Conselho de Treinamento em Educação; Administração Nacional de Educação Pública (CFE-ANEP). Professor da unidade curricular de economia da América Latina; Unidade Acadêmica de História e Desenvolvimento; Departamento de Economia; Faculdade de Ciências Econômicas e Administração; Universidade da República (UDELAR). Pesquisador ativo do Sistema Nacional de Investigadores.

Referências

El trabajo elaborado plantea los cambios curriculares del profesorado de Sociología

Publicado

2020-04-14

Como Citar

SABATOVICH, D.; MAÑAN, O. MUDANÇAS CURRICULARES NA CONSTRUÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE SOCIOLOGIA NO URUGUAI: mudou a concepção de sociologia que ensinamos?. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 203–218, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n2.51122. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/51122. Acesso em: 28 jan. 2022.