OS PROCESSOS HISTÓRICOS DE IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO MUNICÍPIO DE COLATINA – ES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n2.57608

Palavras-chave:

Movimentos Sociais, Políticas Públicas, Educação do Campo

Resumo

Este artigo traz uma breve socialização dos processos históricos de implantação da educação do campo no município de Colatina – ES, rememorando os principais marcos deste movimento em território camponês. Tem como objetivo apresentar a organização e atuação dos movimentos sociais comunitários, em vista da garantia de uma educação do campo. A metodologia baseou-se num estudo qualitativo. O estudo de caso foi a estratégia utilizada na abordagem da coleta de dados e informações acerca da temática investigada. Os resultados revelaram a insatisfação das famílias residentes na região de São João Pequeno e nas comunidades camponesas dos Vales de Boa Esperança e Santa Joana, observando seus filhos estudarem em escolas distantes e com realidades divergentes do contexto camponês. Essas constatações foram vivenciadas por muitos estudantes, familiares e camponeses de todo o Brasil, contribuindo com a organicidade dos movimentos sociais na luta, reivindicação e garantia de políticas públicas de educação do campo nos territórios camponeses. Evidenciamos nos resultados obtidos com a pesquisa bibliográfica, documental e de campo, a importância dessas organizações sociais no fortalecimento da educação do campo, enquanto modalidade da educação básica, até consolidar-se como direito da população camponesa. Nessa conjuntura, é cada vez mais necessário, semear e colher os frutos conquistados pelos movimentos organizados no chão das escolas do campo, na formação crítica e emancipadora dos educadores, familiares e comunidade escolar.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ramofly Bicalho, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Brasil.

Doutor em Educação e Professor na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Gizele Kelfer, Secretaria Municipal de Educação do município de Colatina, Espírito Santo, Brasil

Mestre em Educação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Professora de escola multisseriada.

Referências

ANTUNES ROCHA, Maria Isabel; ALMEIDA MARTINS, Maria de Fátima; ALVES MARTINS, Aracy. Territórios Educativos na Educação do Campo: Escola, Comunidade e Movimentos Sociais. 2. ed. Belo Horizonte: Gutenberg, 2012.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Políticas de formação de educadores (as) do campo. Caderno Cedes, Campinas, v. 27, n. 72, p. 157-176, maio/ago. 2007. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 13 jun. 2020.

ARROYO, Miguel Gonzalez. Prefácio. In: KOLLING, Edgar Jorge (Org.). Por uma educação básica do campo. Brasília: Fundação Universidade de Brasília, 1999.

BETTO, Frei. O que é Comunidade Eclesial de Base. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BICALHO, Ramofly. Possíveis Interfaces entre Educação do Campo, Educação Popular e Questões Agrárias. Curitiba: Appris, 2017. v. 1. 234 p.

BICALHO, Ramofly; SILVA, M. A. Políticas públicas em educação do campo: PRONERA, PROCAMPO e PRONACAMPO. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 10, n. 2, p. 135-144, 2016.

COMITÊ DE EDUCAÇÃO DO CAMPO DO MUNICÍPIO DE COLATINA. Regimento Interno. Colatina, 2012. p. 5-6.

ESCOLA MUNICIPAL COMUNITÁRIA RURAL “PADRE FULGÊNCIO DO MENINO JESUS”. Plano de Desenvolvimento Institucional. Colatina, 2017-2021.

ESCOLA MUNICIPAL COMUNITÁRIA RURAL “SÃO JOÃO PEQUENO”. Plano de Desenvolvimento Institucional. Colatina, 2017-2021.

FERNANDES, Bernardo Mançano; ARROYO, Miguel Gonzalez. A educação básica e o movimento social do campo. Coleção Por uma Educação Básica do Campo, Brasília, v. 2, 1999.

FOERSTE, Erineu; GAVA, Marleide Pimentel Miranda. Educação do Campo: Diálogos Interculturais em “Terras Capixabas”. Vitória: Edufes, 2013. p. 262.

GAVA, Marleide Pimentel Miranda. Professores do campo e no campo: um estudo sobre a formação continuada e em serviço na Escola Distrital “Padre Fulgêncio do Menino Jesus”, no município de Colatina/ ES. Vitória: UFES, 2011.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Painel Representativo do Desenvolvimento Socioeconômico Cultural de Colatina. Panorama da educação do campo. Brasília: INEP, 2007.

MOSCHEN, Ana Paula. Memorial acadêmico de uma professora dos anos iniciais de uma escola multisseriada do campo: a diversidade de tempos, idades e saberes das crianças do campo. São Mateus - ES, 2020.

REGIONAL DAS ASSOCIAÇÕES DOS CENTROS FAMILIARES DE FORMAÇÃO EM ALTERNÂNCIA DO ESPÍRITO SANTO. Cultivando a Educação dos Povos do Campo do Espírito Santo. São Gabriel da Palha, 2015. p. 29.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Ata da reunião do Comitê de Educação do Campo do Município de Colatina. Colatina, 2015.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Plano Municipal de Educação: Bases Político – Pedagógicas da Educação Municipal- por uma escola participativa 2004 – 2013. Colatina, 2004.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Plano Municipal de Educação de Colatina: 2015 – 2025. Colatina, 2015.

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE COLATINA – ES. Projeto de Desenvolvimento Local Sustentável: Vales de Boa Esperança e Santa Joana. 1. ed. Colatina: Gráfica Tidabel, 2002. p. 41/63.

ZAGO, Nadir. Migração rural-urbana, juventude e ensino superior: Universidade Comunitária da Região de Chapecó. Revista Brasileira de Educação, Chapecó, v. 21 n. 64, p. 18/19, jan/mar. 2016.

ZANOTELLI, Marta Elena. Caminhos da Educação do Campo: Um olhar sobre a Comunidade de São João da Barra Seca- Curso de Pedagogia da Alternância. Colatina: Secretaria Municipal de Educação, 2015.

Downloads

Publicado

2021-06-09

Como Citar

BICALHO, R.; KELFER, G. . OS PROCESSOS HISTÓRICOS DE IMPLANTAÇÃO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO MUNICÍPIO DE COLATINA – ES. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 1–16, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n2.57608. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/57608. Acesso em: 18 set. 2021.