CURRÍCULO E DIFERENÇA

reflexões a partir da realidade brasileira atual

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i1.66134

Palavras-chave:

Currículo, Diferença, Discurso

Resumo

Este artigo tem o objetivo de lançar uma reflexão sobre o currículo partindo de uma perspectiva pós-estrutural que entende a realidade social como sempre disputada politicamente. Nesse sentido, apresentamos, mesmo que de maneira rápida, algumas inquietações que emergem das disputas mais recentes no Brasil em torno da educação e do currículo e argumentamos, sobretudo, com base em outros trabalhos recentes, como uma política de currículo que valorize a diferença do outro, ao invés de querer simplesmente aniquilá-la, é, certamente, a possibilidade mais concreta de estabelecermos na educação espaços mais vivíveis para cada vez mais pessoas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

George Souza de Melo, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Mestre e Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco.

Melanie Laura Mariano da Penha Silva, Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, Brasil.

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco e Assessora pedagógica no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco.

Thais Priscila de Souza Torres, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Mestra e doutoranda em educação pela Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.

BENEVIDES, Bruna. (org). Dossiê assassinatos e violências contra travestis e transexuais brasileiras em 2021. Brasília: Distrito Drag, ANTRA, 2022.

BIROLI, Flávia; VAGGIONE, Juan Marco; MACHADO, Maria das Dores. Gênero, neoconservadorismo e democracia: disputas e retrocessos na América Latina. São Paulo: Boitempo, 2020.

BROWN, Wendy. Nas ruínas do neoliberalismo. São Paulo: Editora Politeia, 2019.

BURITY, Joanildo. Discurso, política e sujeito na teoria da hegemonia de Ernesto Laclau. In: MENDONÇA, Daniel de.; RODRIGUES, Léo Peixoto. Pós-estruturalismo e teoria do discurso: em torno de Ernesto Laclau. 2. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2014.

BURITY, Joanildo. TEORIA DO DISCURSO E EDUCAÇÃO: reconstruindo o vínculo entre cultura e política. Revista Teias v. 11, n. 22, p. 07-29, maio/agosto. 2010.

BUTLER, Judith. Vida precária: os poderes do luto e da violência. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

CARRARA, Sérgio. MORALIDADES, RACIONALIDADES E POLÍTICAS SEXUAIS NO BRASIL CONTEMPORÂNEO. MANA. 21(2): 323-345, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-93132015v21n2p323. Acesso em: 20. fev. 2023

GLYNOS, Jason; HOWARTH, David. Explicação crítica em Ciências Sociais: a abordagem das lógicas. In: LOPES, Alice Casimiro; OLIVEIRA, Anna Luiza Martins de; OLIVEIRA, Gustavo Gilson Sousa (org.). A teoria do discurso na pesquisa em educação. Recife: Editora UFPE, 2018.

JUNQUEIRA, Rogério Diniz. “Ideologia de gênero”: a gênese de uma categoria política reacionário – ou: a promoção dos direitos humanos se tornou uma “ameaça à família natural”? In: RIBEIRO, Paula Regina Costa; MAGALHÃES, Joanalira Corpes. (org.). Debates contemporâneos sobre a Educação para a sexualidade. Rio Grande: Ed. da FURG, 2017. p. 25-52.

LACLAU, Ernesto; MOUFEE, Chantal. Hegemonia e estratégia socialista: por uma política democrática radical. Tradução de Joanildo A. Burity, Josias de Paula Jr. e Aécio Amaral. São Paulo: Intermeios; Brasília: CNPq, 2015.

MACEDO, Elizabeth. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, maio/ago. 2006

SILVA, Melanie L. M. da Penha. INFÂNCIAS TRANS: A EMERGÊNCIA DE UMA NARRATIVA SOCIAL EM (CON)TEXTOS MIDIÁTICOS E SUAS INTER-RELAÇÕES COM A EDUCAÇÃO. 2018. 140f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018.

MELO, George Souza. Performances dissidentes no currículo: narrativas, diferença e construção de subjetividades. 2020. 113f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2020.

MISKOLCI, R. Pânicos morais e controle social – reflexões sobre o casamento gay. Cadernos Pagu, [S. l.], n. 28, p. 101–128, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644798. Acesso em: 05 mar. 2023.

RANNIERY, Thiago. Manifesto Beyoncé no currículo: a força da música e o brilho erótico do corpo que dança. In: PARAÍSO, Marlucy Alves; CALDEIRA, Maria Carolina da Silva (org.). Pesquisas sobre currículo, gênero e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2018. p. 199-218.

TORRES, Thaís Priscila de Souza. “Em papel carbono e barbante” : currículo, normatividade e agência a partir de experiências escolares de jovens lésbicas. 2018. 113f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018

VATTIMO, Gianni. Adeus à verdade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

Downloads

Publicado

22-04-2023

Como Citar

MELO, G. S. de .; PENHA SILVA, M. L. M. da; TORRES, T. P. de S. . CURRÍCULO E DIFERENÇA : reflexões a partir da realidade brasileira atual. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 1–10, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i1.66134. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/66134. Acesso em: 28 maio. 2024.