O CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO INFANTIL EM FACE DAS ORIENTAÇÕES DE UM SISTEMA APOSTILADO DE ENSINO

Karla Bianca Freitas de Souza Monteiro

Resumo


Visando compreender a participação das crianças, na construção do currículo de uma instituição de Educação Infantil em Imperatriz- MA, este trabalho baseia-se em um referencial teórico interdisciplinar pautado em três principais áreas:  Sociologia da Infância; Pedagogia da Infância e nos estudos curriculares. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, na qual foram utilizados como procedimentos metodológicos para a construção dos dados, a observação do cotidiano e escuta das crianças por meio de histórias para completar. Os dados revelam que a participação das crianças no currículo é bastante limitada pois, são muitas as imposições e relações de poder que as segregam e colocam-lhes em uma posição passiva diante dos interesses do sistema de ensino.

 

Palavras - chave: Educação infantil. Currículo. Participação.

 


Texto completo:

PDF

Referências


APPLE, Michael. Ideologia e Currículo. Porto Alegre: Artemed, 2006.

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei Federal nº 9.394/96 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília DF: Senado Federal, 1996.

BRASIL.Projeto de cooperação técnica MEC e UFRGS para construção de orientações curriculares para a Educação Infantil: práticas cotidianas na Educação Infantil - bases para a reflexão sobre as orientações curriculares. Brasília: MEC/SEB/UFRS, 2009.

BROUGÉRE, A. Brinquedo e cultura. São Paulo: Cortez, 2008 (Coleção Questões de nossa época).

CORSARO, William A. A reprodução interpretativa no brincar ao “faz-de-conta” das crianças. Educação, Sociedade e Culturas, nº 17, 2002, p. 113-134.

___________. Sociologia da Infância. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CHARLOT, Bernard. A mistificação pedagógica: realidades sociais e processos ideológicos na teoria da educação. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1983.

CRUZ, Sílvia H. V. A qualidade da educação infantil, na perspectiva das crianças. In. OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia. A escola vista pelas crianças. Portugal: Porto Editora, 2008, p. 75-93.

DAHLBERG, G; MOSS, P; PENCE, A. Qualidade na educação da primeira infância: perspectivas pós-modernas. Porto Alegre: Artemed, 2003.

FARIA, Vitória; DIAS, Fátima. Currículo na Educação Infantil: Diálogo com os demais elementos da Proposta Pedagógica. São Paulo: Scipione, 2007.

FORTUNATI, Aldo. A educação infantil como projeto da comunidade: crianças, educadores e pais nos novos serviços para a infância e a família: a experiência de San Miniato. Porto Alegre: Artmed, 2009

FRANCISCHINI, Rosângela; CAMPOS, Herculano Ricardo. Crianças e infâncias, sujeitos de investigação: bases teórico- metodológicas. In. CRUZ, Silvia Helena V. A criança fala: a escuta de crianças em pesquisas. São Paulo: Cortez, 2008. p. 102-117.

GIROUX, Henry. Teoria crítica da resistência em educação. Petrópolis: Vozes, 1986.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia. Pedagogia(s) da infância: reconstruindo uma práxis de participação. In. OLIVEIRA-FORMOSINHO; KISHIMOTO, Tizuko. M; PINAZZA, Mônica. A. (Org.) Pedagogia(s) da infância: Dialogando com o passado, construindo o futuro. Porto Alegre: Artemed, 2007. p. 13-36.

OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia; FORMOSINHO, João. Pedagogia-em-participação: a perspectiva da Associação Criança. In. OLIVEIRA-FORMOSINHO, Júlia. (Org.). O espaço e o Tempo na Pedagogia –em-Participação.Porto: Porto Editora, 2011 (Coleção Infância, vol. 16).

ROCHA, Eloisa. A. C. Por que ouvir as crianças? Algumas questões para um debate científico multidisciplinar. In. CRUZ, Silvia Helena V. (Org.). A criança fala: a escuta de crianças em pesquisas. São Paulo: Cortez, 2008.p.43-51.

SARMENTO, Manuel; ABRUNHOSA, Albertina; SOARES, Natália Fernandes. Participação infantil na organização escolar. In. Quinteiro, Jucirema; CARVALHO, Diana Carvalho de. (Org.) Participar, brincar e aprender: exercitando os direitos da criança na escola. Brasília, DF: CAPES, 2007.

_____________. Sociologia da Infância: correntes e confluências. In. SARMENTO, M; GOUVÊA, Maria. C. S. (Org.) Estudos da Infância: educação e práticas sociais. Petrópolis, RJ:Vozes, 2008.

WALLON, Henri. A evolução psicológica da criança. São Paulo: Martins Fontes, 2007. (Coleção psicologia e pedagogia).




DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2019v12n2.42478

Direitos autorais 2019 Revista Espaço do Currículo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.





Este periódico está indexado nas bases:



Licença Creative Commons
A Revista Espaço do Currículo, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.