A IGREJA COMO MÃE: O CASO DA ORDEM PRIMEIRA CARMELITA DA CIDADE DA PARAÍBA

Autores

  • André Cabral Honor

Resumo

Tudo começou dentro da própria Igreja Católica Apostólica Romana. No século XVI, um monge agostiniano chamado Martinho Lutero, pregou na porta da Igreja de Wittenberg um texto intitulado 95 teses, no qual questionava várias práticas da Igreja Católica. Era o início do fim de uma unicidade cristã europeia. O surgimento de novas expoentes desse movimento, com destaque para Calvino e Zwinglio, pôs em cheque a hegemonia da Igreja Católica na condução do cristianismo no ocidente. A identidade religiosa comum se rompeu e o cristianismo cindiu-se mais uma vez, a semelhança do que havia ocorrido no século XI, com a fundação da Igreja Ortodoxa. Todavia, nesse caso, a situação era mais grave...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

HONOR, A. C. A IGREJA COMO MÃE: O CASO DA ORDEM PRIMEIRA CARMELITA DA CIDADE DA PARAÍBA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 28, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/18188. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e História da Arte