IGREJA E ESTADO, CASAMENTO E FAMÍLIA (BELÉM, 1916-1940)

Autores

  • Ipojucan Dias Campos Universidade Federal do Pará (UFPA)

Palavras-chave:

Igreja, Estado, Casamento

Resumo

O caráter central das reflexões a seguir é o de compreender, nas primeiras décadas novecentistas, as estratégias da Igreja Católica e as do Estado aquando dos diálogos em torno do Código Civil de 1916. Mais especificamente, o estudo procurou interpretar o casamento, a família e o divórcio quando se buscava firmá-los mais uma vez à lei do Estado. Em conformidade com isso, a respeito das temáticas em pauta, ficou-se atento à compreensão das teses elaboradas pelas instâncias de poder voltadas ao convencimento dos sujeitos sociais que construíam a sociedade belenense da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ipojucan Dias Campos, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutor em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Professor Adjunto III da Faculdade de História da Universidade Federal do Pará (UFPA/IFCH). Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará (UEPA)

Publicado

2016-08-03

Como Citar

CAMPOS, I. D. IGREJA E ESTADO, CASAMENTO E FAMÍLIA (BELÉM, 1916-1940). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 34, p. 179–194, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/20057. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê