TEORIA CURRICULAR E POLÍTICA CURRICULAR

apostando no compromisso político com a alteridade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v15i2.63837

Palavras-chave:

Teoria Curricular, Política Curricular, Alteridade

Resumo

O artigo focaliza o debate sobre a teoria curricular e a política curricular nas atuais reformas e políticas educacionais, argumentando que tais políticas intentam sobre o controle do outro e na tentativa de dar uma resposta ao que é lido como conhecimento “faltoso” busca definir conhecimentos centralizados, excluindo as diferenças das políticas e dos currículos. A partir de um estudo e de revisão teórica, discutimos à luz da Teoria do Discurso e das contribuições do pensamento de Derrida, os processos contingentes de subjetivação das políticas, a tradução que impede o controle do conhecimento, dos currículos, da formação, da decisão e do sujeito.  Concluímos, provisoriamente que, o conflito em torno do pensamento curricular e das teorias, bem como a disputa pelo poder de decidir o que deve ser ensinado e aprendido, tem marcado a tentativa de fixar nas políticas e nos currículos para a escola do campo projetos de formação que tentam controlar a formação desses povos e produzir sujeitos universais, desconsiderando os processos de diferir e as diferenças. Nesse sentido, defendemos a ideia de teoria e de política comprometida e marcada pelo comprometimento ético-político com a alteridade e com a desconstrução. Apostamos em uma teoria e política negociada e produzida nas ambivalências e contingências provocadas pelos processos de diferir, comprometidas com a alteridade na desconstrução de normatividades, da BNCC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Jéssica Rochelly Da Silva Ramos, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Mestre em Educação Contemporânea pela Universidade Federal de Pernambuco.

Kátia Silva Cunha, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco e Professora na mesma instituição.

Leonardo da Silva Santos, Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Doutor em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba.

Referências

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013. 2ª edição. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis, Gláucia Renate Gonçalves.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Base Nacional Comum Curricular. (Versão definitiva). Brasília: MEC, 2018.

COSTA, Hugo Heleno Camilo; LOPES, Alice Casimiro. O conhecimento como resposta curricular. In: Revista Brasileira de Educação, v. 27, 2022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/jrPMcNpkw3Pp9XrszTjCr7m/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 25 jun. 2022.

LACLAU, Ernesto. Desconstrução, pragmatismo e hegemonia. In: CRITCHLEY, Simon; DERRIDA, Jacques; LACLAU, Ernesto; RORTY, Richard. MOUFFE, Chantal (org.). Desconstrução e pragmatismo. Tradução: Victor Dias Maia Soares.1 ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantal. Hegemonia e estratégia socialista: por uma política democrática radical. São Paulo: Inttermeios, Brasília: CNPq, 2015. Tradução de Joanildo A. Burity; Josias de Paula Jr; Aécio Amaral.

LOPES, Alice Casimiro. Teoria pós-críticas, política e currículo. Revista Educação, sociedade e culturas, nº 39, 2013, p. 7- 23.

LOPES, Alice Casimiro. Normatividade e intervenção política: em defesa de um investimento radical. In: LOPES, A. C.; MENDONÇA, D. (Orgs.). A teoria do discurso de Ernesto Laclau: ensaios críticos e entrevistas. São Paulo: Annabrume, 2015.

LOPES, Alice Casimiro; BORGES, Veronica. Currículo, conhecimento e interpretação. In: Revista Currículo sem Fronteiras, v. 17, n.3, p. 555-573, setembro/dezembro, 2017. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol17iss3articles/lopes-borges.pdf. Acesso em: 20 jun. 2021.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Uma alternativa às políticas curriculares centralizadas. Roteiro, Joaçaba, v. 46, jan./ dez. 2021. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/27181. Acesso em: 27 jul. 2022.

MACEDO, Elizabeth. A teoria do currículo e o futuro monstro. In: LOPES, Alice Casimiro; SISCAR, Marcos (Orgs.). Pensando a política com Derrida: responsabilidade, tradução e porvir. Cortez Editora, São Paulo, 2018.

MACEDO, Elizabeth. Base Nacional Curricular Comum: Novas formas de sociabilidade produzindo sentidos para educação. Revista e-Curriculum (PUCSP), v. 12, p. 1530-1555, 2014. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum. Acesso em: 28 mai. 2017.

MACEDO, Elizabeth. Mas a escola não tem que ensinar?: conhecimento, reconhecimento e alteridade na teoria do currículo. Currículo sem fronteiras. V. 17, n. 03, p. 539-554, set. /dez. 2017. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol17iss3articles/macedo.pdf. Acesso em: 09 mai, 2021.

OLINI, Polyana; CORAZZA, Sandra Mara. Noologia do Currículo: dramatização do projeto escrileituras. Currículo sem fronteiras, v. 16, n. 3, p. 559-577, set / dez. 2016. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol16iss3articles/olini-corazza.pdf. Acesso em: 20 jun. 2021.

PINAR, William F. O que é a Teoria do Currículo? Porto Editora, Portugal, 2007. (Adaptação para Língua Portuguesa de Ana Paula Barros/Sandra Pinto).

RAMOS, Jéssica Rochelly da Silva. CUNHA, Katia Silva (2018b). Políticas de currículo para as escolas do campo: entre negociações e articulações políticas. Revista Currículo sem Fronteiras. v. 18, n. 3, p. 871-894, set./dez. 2018. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol18iss3articles/ramos-cunha.pdf. Acesso em: 09 jun. 2021.

THIESEN, Juarez da Silva. O que há no “entre” teoria curricular, políticas de currículo e escola?. Educação, Porto Algere, v. 35, n. 1, p. 129-136, jan./ abr. 2012. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/7407. Acesso em: 23 jun. 2021.

YOUNG, Michael. Superando a crise na teoria do currículo: uma abordagem baseada no conhecimento. Cadernos Cenpec, São Paulo, v.3, n. 2, p. 225-250, junho/ 2013. (Tradução de Leda Beck e revisão técnica de Paula Louzano).

Downloads

Publicado

15-10-2022

Como Citar

RAMOS, J. R. D. S.; CUNHA, K. S.; SANTOS, L. da S. TEORIA CURRICULAR E POLÍTICA CURRICULAR: apostando no compromisso político com a alteridade. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 1–14, 2022. DOI: 10.15687/rec.v15i2.63837. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/63837. Acesso em: 25 jun. 2024.