OS SIGNIFICADOS DA PROCURA DA CONTINUIDADE DOS ESTUDOS E SUA RELAÇÃO COM PROJETOS DE CARREIRA

THE MEANINGS OF THE SEARCH FOR STUDY CONTINUITY AND ITS RELATIONSHIP WITH CAREER PROJECTS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2020v29n1.46897

Palavras-chave:

Projeto de Carreira, Mundo do Trabalho, Especialização, Latus Sensus, Continuidade dos Estudos

Resumo

O presente estudo tem como objetivo conhecermos o significado da procura da continuidade dos estudos e sua relação com projetos de carreira. Buscaram-se subsídios para um programa de ação que vise o atendimento consciente da escolha do curso de pós-graduação. A modalidade de pesquisa é qualitativa exploratória e os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com dez pessoas que procuraram os cursos de especialização em uma faculdade particular localizada na periferia de Curitiba. Os resultados apontam que os sujeitos entrevistados reproduzem o discurso de que, para a ascensão profissional, precisam se capacitar na academia; revelam “sentimentos de incompetência” em relação às exigências do mercado de trabalho e, embora não tenham formulado projetos de carreira, os sujeitos revelam o que pretendem realizar quando indicam a pretensão de tornarem-se docentes, de cursarem mestrado ou de realizarem concursos públicos para atingirem a estabilidade no emprego. Os significados expressos pelos participantes da pesquisa revelam que a procura por continuidade dos estudos em cursos de especialização remete aos discursos presentes no universo social onde estão inseridos e desenvolvem sua atividade. O eixo ideológico tais discursos responsabilizam exclusivamente os sujeitos pelo ingresso, oportunidade e permanência no mercado de trabalho.

 

Palavras-chave: Projeto de Carreira. Mundo do Trabalho. Especialização. LatusSensus. Continuidade dos Estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Sara de Lima Dias, UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ.

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009) possui mestrado (2004) em Psicologia da Infância e Adolescência e graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (1990). Especialista em Pedagogia Social pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente trabalha com projetos de Orientação Profissional e Planejamento de Carreira, e no Diagnóstico e implantação de Redes Sociais. Trabalha principalmente nos seguintes temas: projeto de vida, planejamento de carreira, psicologia social e comunitária , psicologia organizacional e do trabalho, psicologia da educação e saúde. Colabora com o Programa de Pós -Graduação do Mestrado em Psiologia Social Comunitária na UTP, atua na Universidade Tecnologica Federal do Parana, como professora do Departamento de Estudos Sociais.(DAESO)

Marcia Patella, Faculdades Santa Cruz

Professora e Coordenadora do EAD

Denise de Camargo, Universidade Federal do Paraná

Professora do Programa  de Pós Graduação Mestrado e Doutorado em Educação PPGE-UFPR

Referências

ALVES, Giovanni. Dimensões da reestruturação produtiva: ensaios de sociologia do trabalho. Londrina/Bauru.Praxis/Canal, v. 6, p. 298, 2007.

ANTUNES, Ricardo. O caracol e sua concha: ensaios sobre a nova morfologia do trabalho. Boitempo Editorial, 2015.

ANTUNES, Ricardo& POCHMANN, Márcio. O novo mundo do trabalho, o trabalho no novo mundo. Jornal da Unicamp, v. 354, 2007.

ARTHUR, Michael B.; HALL, Douglas T.; LAWRENCE, Barbara S. (Ed.). Handbook of career theory. Cambridge University Press, 1989.

MELO, Simone Lopes de; BORGES, Lívia de Oliveira. A transição da universidade ao mercado de trabalho na ótica do jovem. Psicologia: ciência e profissão, v. 27, n. 3, p. 376-395, 2007.

COUTINHO, M. C. Participação no trabalho (Coleção Trabalho Humano). São Paulo: Casa do Psicólogo. 2006.

DIAS, Maria Sara de Lima; SOARES, Dulce Helena Penna. Orientação e planejamento de carreira: uma experiência na universidade. PSI. Revista de Psicologia Social e Institucional, v. 4, p. 1-24, 2007.

DIAS, Maria Sara de. Lima. (2009). Sentidos do trabalho e sua relação com o projeto de vida de Universitários.Tese de Doutorado não publicada, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

FARIA, José Henrique de &MENEGHETTI, Francis Kanashiro(2007). As organizações e a Sociedade Unidimensional. InFARIA, José Henrique de. Análise crítica das teorias e práticas organizacionais. São Paulo: Atlas, v. 1, 2007.

GONZALES REY, Fernando Luís. Sujeito e subjetividade: uma aproximação histórico-cultural. Pioneira Thomson Learning, 2003.

DA ROCHA, Elisa Maria Pinto et al. Escola de governo Professor Paulo Neves de Carvalho da Fundação João Pinheiro: uma história de referência. Temas de Administração Pública, v. 1, n. 6, 2010.

GRAHAM, Colin; MCKENZIE, Alasdair. Deliveringthepromise: The transitionfromhighereducationtowork. Education+ Training, v. 37, n. 1, p. 4-11, 1995.

HALL, Douglas T. Careers in and out oforganizations. Sage, 2002.

LIEDKE, Elida Rubini. Trabalho e tecnologiaIn A. D.CATTANI, Antônio David; HOLZMANN, Lorena. Dicionário de trabalho e tecnologia. Editora da UFRGS, 2006.

MAGNIN, Luana Silvy de LorenziTezza. Pobres competentes!. 2014.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas. Boitempo editorial, 2015.

MELO-SILVA, Lucy Leal; LASSANCE, Maria Célia Pacheco; SOARES, Dulce Helena Penna. A orientação profissional no contexto da educação e trabalho. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 5, n. 2, p. 31-52, 2004.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14. ed. São Paulo: Hucitec, 2008.

NEIVA, Katia Maria Costa. Fim dos estudos universitários: efeitos das dificuldades do mercado de trabalho na representação do futuro profissional e no estabelecimento de projetos pós-universitários dos estudantes. Psicologia USP, v. 7, n. 1-2, p. 203-224, 1996

DAS NEVES, Tatiana Freitas Stockler. Ensaios sobre o desemprego: qualidades de um “novo” trabalhador?. Imaginário, v. 12, n. 13, p. 123-141, 2006.

POCHMANN, Marcio. A batalha pelo primeiro emprego: a situação atual e as perspectivas do jovem no mercado de trabalho brasileiro. Publisher Brasil, 2007.

RIBEIRO, Marcelo Afonso. A trajetória da carreira como construção teórico-prática ea proposta dialética da carreira psicossocial. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, v. 12, n. 2, p. 203-216, 2009.

RIBEIRO, M. A. Carreiras: novo olhar socioconstrucionista para um mundo flexibilizado. Curitiba: Juruá Editora, 2014

SALES, Shirlei Rezende; PARAÍSO, Marlucy Alves. Escola, Orkut e juventude conectados: falar, exibir, espionar e disciplinar. IN.: Pro-Posições, p. 225-242, 2010.

SARAIVA, Enrique. O Sistema de Carreira no Setor Público: Descrição, Análise Comparativa e Perspectivas. Gestão de carreiras: dilemas e perspectivas. São Paulo: Atlas, p. 150-178, 2013.

SATO, Leny; SCHMIDT, Maria Luisa Sandoval. Psicologia do trabalho e psicologia clínica: um ensaio de articulação focalizando o desemprego. Estudos de psicologia, v. 9, n. 2, p. 365-371, 2004.

SORATTO, Lúcia Helena. Servidor público: o mito do trabalhador que não quer trabalhar. Dissertação de Mestrado não publicada, Universidade de Brasília.2000.

SCHEIN, Edgar H., Identidade professional: Como ajustar suas inclinações a suas opções de trabalho (M. Black, Trad.). São Paulo: Nobel.1996.

SENNET, R. A corrosão do caráter: As consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo (M. Santarrita, Trad.). Rio de Janeiro: Record.(Original publicado em 1998), 2000.

SENNET, Richard. A cultura do novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2006.

SUPER, Donald E. A life-span, life-space approach tocareerdevelopment. Journalofvocationalbehavior, v. 16, n. 3, p. 282-298, 1980.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

DIAS, M. S. de L.; PATELLA, M.; CAMARGO, D. de. OS SIGNIFICADOS DA PROCURA DA CONTINUIDADE DOS ESTUDOS E SUA RELAÇÃO COM PROJETOS DE CARREIRA: THE MEANINGS OF THE SEARCH FOR STUDY CONTINUITY AND ITS RELATIONSHIP WITH CAREER PROJECTS. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 29, n. 1, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2020v29n1.46897. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/46897. Acesso em: 28 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)