CURRÍCULO ESCOLAR E PRÁTICAS ESCOLARES DE PROFESSORAS SOBRE OS SABERES CULTURAIS DA AMAZÔNIA BRAGANTINA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n1.51278

Palavras-chave:

Currículo, Prática escolar, Saberes culturais, Comunidade tradicional

Resumo

O presente estudo busca trazer as concepções das professoras que atuam em uma escola da comunidade tradicional da Amazônia Bragantina sobre o currículo escolar, as práticas escolares e os saberes culturais. O trabalho analisa a relação entre os saberes culturais da comunidade da Vila-Que-Era, com o currículo escolar e as práticas vivenciadas pelas professoras que atuam na escola da comunidade. A pesquisa é de uma abordagem do tipo qualitativa por se tratar de articular entre sujeitos interlocutores e objeto estudado. Para a coleta dos dados, os dados primários foram originados pelo roteiro de entrevista e organizados pela técnica da análise de conteúdo, com a utilização de recursos tecnológicos, como gravador, para obter os relatos das professoras, bem como foram usados registros fotográficos e registros de diário de campo; os dados secundários, por sua vez, são levantados na revisão bibliográfica, a fim de situar quais os estudos já realizados na área estudada. Participaram da pesquisa os interlocutores representando a escola e a comunidade, duas professoras e o líder Comunitário. Os achados do estudo revelam a existência de fatores que dificultam um currículo articulado com os saberes culturais da comunidade, bem como os aspectos físicos, didáticos, estruturais e de formação continuada, além de um currículo que segue uma conduta imposta pela Secretaria de Educação Municipal.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Deyverson Luener de Oliveira Ferreira, Universidade Federal do Pará, Brasil.

Mestrando do Programa de pós-graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia, Na Linha de pesquisa: Educação, Linguagens e Culturas na Amazônia pela Universidade Federal do Pará (2019 - Em andamento). Professor do Centro Universitário Planalto do Distrito Federal- UNIPLAN, Unidade de Bragança- PA.

Ana Paula Vieira de Souza, Universidade Federal do Pará, Brasil.

Professora da Universidade Federal do Pará do Campus Universitário de Bragança e do Programa Linguagens e Saberes na Amazônia (PPLSA) na Linha de Educação, Linguagens e Culturas na Amazônia. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa Trabalho e Educação (GEPTE/NEB/UFPA) e do Núcleo Infâncias em Bragança-PA.

Referências

ARROYO, Miguel. Currículo, território em disputa, Petrópolis: Vozes, 2011.

BAUER, Martin; GASKELL, George. ALLUM, Nicholas. Qualidade, quantidade e interesses do conhecimento- evitando confusões. In: BAUER, Martin; GASKELL, George (ed.). Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: Um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. Cap 1. P. 17-36.

______. Análise de conteúdo clássica: Uma revisão. In: BAUER, Martin. GASKELL, George (ed.). Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som: Um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002. Cap. 8 p.189-217.

BRASIL. Lei Nº 13.415, De 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm. Acesso em: 28 de fev de 2019.

______.Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf>. Acesso em: 28 de fev. 2019.

______.Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Coordenação de Edições Técnicas, 2016. 496 p. Brasília, 1988.

______.. Ministério da Educação. CNE/CEB Resolução CNE/CEB nº 01, de 03 de abril de 2002. Brasília, 2002.

______. Ministério da Educação. CNE/CEB Resolução CNE/CEB nº 04, de 13 de julho de 2010. Brasília, 2010.

______. Lei n°6040, de 7 de fevereiro de 2007. Institui a Política Nacional de DesenvolvimentoSustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007¬2010/2007/decreto/d6040.htm>. Acesso em 26/03/2019.

CALDART, Roseli Salete. A escola do campo em movimento. In: BENJAMIN, César. CALDART, Roseli Salete. (Org.) Projeto popular e escolas do campo. Articulação Nacional por uma educação do campo. v. 3. 2. ed. Brasília: UnB, 2000.

_______. Educação do campo: notas para uma análise de percurso. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 7 n. 1, p. 35-64,mar./jun.2009.

CHIZZOTTI, Antonio.; Pesquisa em ciências humanas e sociais. 5. Ed – São Paulo: Cortez, 2001.

______. SILVA, Rosa Eulalia Vital da. Base Nacional Comum Curricular e as Classes Multisseriadas na Amazônia. Revista e-curriculum, São Paulo, v.16, n.4, p.1408-1436 out./dez.2018.

EYZAGUIRRE, Indira. Elaborado com dados do Google Earth (sapefiles) e com o software ArcGiS 10.0. 2019.

FERNANDES, Daniel; FERNANDES, José. Guilherme. A “experiência próxima”: saber e conhecimento em povos tradicionais. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 9, n. 1, p. 127-150, jan./jun. 2015.

GIROUX, Henry; SIMON, Roger. Cultura popular e pedagogia crítica: A vida cotidiana como base para o conhecimento curricular. In: MOREIRA, Antonio Flavio; SILVA, Tomaz Tadeu da. (org.) Currículo, cultura e sociedade. 11 ed. – São Paulo, Cortez, 2009.

HAGE, Salomão Antônio Mufarrej. Transgressão do Paradigma da (Mult)seriação como referência para a construção da Escola Pública do Campo. Educ. Soc., Campinas, v.35, nº.129, p.1165-1182, Out.-Dez, 2014.

______. BARROS, Oscar. Currículo e educação do Campo: Referencias para o Debate sobre a Multisseriação na Escola do Campo. Espaço do Curriculo, v.3, n.1, pp 348-362, março de 2010 a setembro de 2010.

______. Classes Multisseriadas: desafios da educação rural no Estado do Pará/Região Amazônica. In: HAGE, Salomão Antônio Mufarrej. (Org). Educação do Campo na Amazônia: retratos de realidade das escolas multisseriadas no Pará. Belém: Gráfica e Editora Gutemberg, 2005.

LOPES, Alice Casemiro; MACEDO, Elizabeth. (org.) Currículo debates contemporâneos. 2ed. São Paulo. 2005.

MOREIRA, Antonio Flavio. O campo de currículo no Brasil- origens e desenvolvimento inicial. In: MOREIRA, Antonio Flavio. Currículo e programas no Brasil. Campinas, SP; Papirus, 1990.

______. SILVA, Tomaz Tadeu da; Sociologia e teoria crítica do Currículo: Uma introdução. In: MOREIRA, Antonio Flavio; SILVA, Tomaz Tadeu da; (org.) Currículo, cultura e sociedade. 11 ed. – São Paulo, Cortez, 2009.

OLIVEIRA, Silvia do Nascimento. Memórias de saberes construídos no processo de se constituir professor em Vila-Que-Era (Bragança-Pará). Bragança, Pará. Dissertação (mestrado em Linguagens e Saberes na Amazônia, 2013.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e terra, 1993.

PIMENTA, Selma Garrido. Professor reflexivo construindo uma crítica. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (Orgs.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito.- 5 ed.- São Paulo: Cortez, 2008.

SACRITÁN, José Gimeno. O Currículo: uma Reflexão sobre a Prática. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SAVIANI, Nereide. Saber escolar e didática: problemas da unidade conteúdo/método no processo pedagógico. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2000.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Globalização e Interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

______. As culturas negadas e Silenciadas no Currículo. In: SILVA, Tomaaz Tadeu. (org). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

Downloads

Publicado

29-03-2020

Como Citar

LUENER DE OLIVEIRA FERREIRA, D. .; VIEIRA DE SOUZA, A. P. . CURRÍCULO ESCOLAR E PRÁTICAS ESCOLARES DE PROFESSORAS SOBRE OS SABERES CULTURAIS DA AMAZÔNIA BRAGANTINA. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 32–46, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n1.51278. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/51278. Acesso em: 9 fev. 2023.