EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA GLOBAL

desafios para a BNCC e formação docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13nEspecial.54368

Palavras-chave:

Currículo, BNCC, BNC-Formação, Cidadania Global, Ensino Superior

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar e debater o conceito de cidadania global. Nossa problemática central é refletir sobre as possibilidades para a construção da Educação para Cidadania Global (ECG) no contexto brasileiro, estabelecendo uma relação com os debates curriculares, notadamente aqueles que dizem respeito à Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Além disso, para colocar em cena os contextos de formação, apresentaremos um estudo exploratório realizado com estudantes do ensino superior, de diferentes instituições do Brasil, cujo objetivo foi conhecer o que os estudantes pensam sobre o processo de educação para a cidadania global. O conceito de educação para a cidadania global aparece com destaque na agenda educacional de 2030 e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (UNESCO, 2015), de forma que a implementação da ECG perpasse todos os níveis do sistema educacional.  Se essa ideia aparece na continuidade das orientações promovidas por organizações internacionais, é, no entanto contestada e difícil de operar nos sistemas nacionais de educação. Para além do que está presente nos documentos oficiais é fundamental problematizar como os currículos praticados nos cursos das áreas já mencionadas contribuem (ou não) para a compreensão do que seja cidadania global, com possibilidades de construção e ressignificação do conceito de cidadania, visando ampliá-lo, desde uma perspectiva crítica, englobando aspectos que perpassam pela superação da intolerância e construção de um pensamento global mais solidário.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mylene Cristina Santiago, Universidade Federal de Juiz de Fora, Brasil.

Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), professora adjunta e vice coordenadora do Núcleo de Apoio à Inclusão da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pesquisadora do Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação Pedagógica.

Katiuscia Cristina Vargas Antunes, Universidade Federal de Juiz de Fora, Brasil.

Doutorado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e professora do Departamento de Educação, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Abdeljalil Akkari, Universidade de Genebra, Suiça.

Doutor em Ciências da Educação e professor na Universidade de Genebra na Suiça.

Referências

AKKARI, Abdeljalil et MALEQ, Kathrine. Global citizenship: Buzzword or new instrument for educational change? Europe's Journal of Psychology. 2019, vol. 15, no 2, p. 176-182.

ANDREOTTI, Vanessa Oliveira de. Soft versus critical global citizenship education. In: S. McCloskey (Ed.), Development education in policy and practice. London: Palgrave Macmillan, 2014, p. 21-31.

BRASIL. Resolução CNE/CP no. 2, de 20 de Dezembro de 2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação), 2019.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em 11/06/2020.

CARVALHO, J. M. de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 2 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

CORRÊA, Dárcisio. A construção da cidadania: reflexões histórico-políticas. 3.ed. Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 2002.

DAVIES, Ian.; EVANS, Mark.; RIED, Alan. Globalising citizenship education? A critique of ‘global education’ and ‘citizenship education’. British Journal of Educational Studies, vol. 53, ed. 1, 2005, p. 66-89.

LILLEY, Kathleen; BARKER, Michelle; HARRIS, Neil. The global citizen conceptualized: Accommodating ambiguity. Journal of Studies in International Education, v. 21, 2017, p. 6-21.

MIEDEMA, Siebren; Bertram-Troost, GERDIEN. The Challenges of Global Citizenship for Worldview Education. The Perspective of Social Sustainability. Journal of Teacher Education for Sustainability, vol. 17, ed.2, 2015, p. 44-52.

OSLER, Audrey. Teacher interpretations of citizenship education: national identity, cosmopolitan ideals, and political realities. Journal of Curriculum Studies, vol. 43, ed.1, 2011, p. 1-24. https://doi.org/10.1080/00220272.2010.503245

PINSKY, Jaime. e PINSKY, Carla Bassanezi. História da Cidadania. São Paulo: Editora Contexto, 2008.

RHOADS, Robert.; SZELENYI, Katalin. Global citizenship and the university: Advancing social life and relations in an interdependent world. Stanford, CA: Stanford University Press, 2011.

RICHARDSON, G.; DE FABRIZIO, L.; ANSU-KYEREMEH, K. ‘It’s overwhelming and hard to articulate’: Analyzing student narratives of an international global citizenship education field experience. Global citizenship education in post-secondary education institutions: Theories, practices, and policies. New York: Peter Lang, 2011, p. 95-107.

SANTOS, Boaventura de Sousa. “Direitos humanos: o desafio da interculturalidade”. Revista Direitos Humanos, vol. 2, 2009, p. 10-18.

SKLAD, M.; FRIEDMAN, J.; PARK, E.; Oomen, B. ‘Going Glocal’: a qualitative and quantitative analysis of global citizenship education at a Dutch liberal arts and sciences college. Higher Education, vol. 72, ed. 3, 2016, p. 323-340.

STOER, S. R. MAGALHÃES, A. M. A reconfiguração do contrato social moderno: novas cidadanias e educação. In: RODRIGUES, David (org.). Perspectivas sobre a inclusão: da educação à sociedade. Porto Editora. Porto/Portugal, 2003.

TAWIL, Sobhi. Education for ‘Global Citizenship’: A framework for discussion. UNESCO Education Research and Foresight Working papers, vol. 7, 2013, p. 1-8.

UNESCO. Education 2030. Déclaration d’Incheon. Vers une éducation inclusive et équitable de qualité et un apprentissage tout au long de la vie pour tous. Paris: UNESCO, 2015.

Downloads

Publicado

2020-12-11

Como Citar

SANTIAGO, M. C.; VARGAS ANTUNES, K. C.; AKKARI, A. EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA GLOBAL: desafios para a BNCC e formação docente. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 13, n. Especial, p. 687–699, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13nEspecial.54368. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/54368. Acesso em: 3 dez. 2021.