REDESCOBRINDO A IDENTIDADE BRASILEIRA

a introdução da disciplina Educação das relações Étnico raciais na formação de graduandos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n1.57764

Palavras-chave:

Etnicidade, Formação profissional, Ensino Superior

Resumo

A materialização da temática das relações étnico-raciais introduzida no currículo escolar por meio das leis 10.639/2003 e 11.645/2008 têm sido um desafio na formação profissional em ensino superior, por ser um assunto de formação cidadã e não técnica, o qual, muitas vezes, não tem espaço no currículo profissional. Observando a importância da temática na formação de graduandos, este artigo tem o objetivo apresentar os desafios e as possibilidades de inserção dos conteúdos associados às relações étnico raciais nos currículos de ensino superior, apresentando a opção teórico-metodológica e os resultados alcançados em cursos de Agronomia, Zootecnia, Medicina Veterinária, Bacharelados e Licenciaturas de Biologia e Química.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Cristina Silva Daxenberger, Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Doutora em Educação Escolar pela Universidade Estadual Julio de Mesquita Filho e Professora Associada I da Universidade Federal da Paraíba.

Rosivaldo Gomes de Sá Sobrinho, Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal da Paraíba e Professor Adjunto III da Universidade Federal da Paraíba.

Referências

BRASIL. Lei nº. 12. 711, de 29 de agosto de 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12711.htm. Acesso em 18 de Janeiro. de 2021.

BRASIL. Lei nº 10.639, que trata da implantação dos conteúdos sobre a história da África e as contribuições dos povos africanos. Brasília: Senado Federal. Disponível: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em: 18 de dezembro de 2020.

BRASIL. Lei nº. 11.645, de 10 de março de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm. Acesso em: 15 de dezembro de 2020.

BRANDÃO, A. P. (org.). A cor da cultura: saberes e fazeres, modos de ver. v. 1, 2, 3. Rio de Janeiro: Fundação Roberto Marinho, 2006. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/kit. Acesso em: 13 de janeiro de 2021.

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. São Paulo: Globo, 2008. Vol 1.

FERREIRA, Michele Guerreiro. SILVA, Jassen Felipe. Currículo e educação das relações étnico-raciais: elementos para construção de práxis curriculares antirracistas. in RODRIGUES, Ana Claudia da Silva, ALBINO, Angela Cristina Alves; SÜSSEKIND, Maria Luiza. Democracia, educação e políticas curriculares nas pesquisas com currículos. João Pessoa: Editora UFPB, 2020.

FREIRE. Paulo. Pedagogia da Esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

FREIRE. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

FREIRE. A importância do ato de ler: três artigos que se complementam. São Paulo: Cortez, 1999.

FIGUEIREDO, Maria do Amparo Caetano. Trabalho, desemprego e exclusão no Brasil, in RICHARDSON, Robert Jarry. Exclusão, Inclusão e diversidade. João Pessoa: UFPB, 2009.

GOMES, Laurentino. Escravidão: do primeiro leilão de cativos em Portugal à morte de Zumbi dos Palmares. vol. 1. Rio de Janeiro: Globo Livros, 2019.

MOURA, Clóvis. A sociologia do negro brasileiro. São Paulo, Perspectiva, 2019.

MORIN. Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2001.

MUNANGA, K. (org.) Superando o racismo na escola. MEC, SECAD, Brasília, 2005. Disponível em: < Disponível em: http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/racismo_escola.pdf. Acesso em: 15 de fevereiro de 2015.

OLIVEIRA, Iolanda. Educação e relações raciais: o papel das universidades. in OLIVEIRA, Iolanda. Negritude e Universidade: evidenciando questões relacionadas ao ingresso e aos projetos curriculares. Niterói: Alternativa, 2015.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SCHWARCZ, Lilia Moritz, GOMES, Flávio. Dicionário da Escravidão e liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

SKIDMORE, Thomas. E. Preto, no Branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. São Paulo: Companhia das letras, 2012.

RIBEIRO, Débora. A lei Nº. 10. 639/03: limites e perspectivas para a educação das relações étnico-raciais. in Anais de XII Congresso de Educação. PUCPR, 2015. Disponível em https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/16356_7463.pdf Acesso em 18 de fevereiro de 2021.

UFPB. Resolução 16, que trata sobre regulamentação dos cursos de graduação da UFPB. Consepe: UFPB, 2015.

Downloads

Publicado

2021-03-24

Como Citar

DAXENBERGER, A. C. S.; SOBRINHO, . R. G. de S. REDESCOBRINDO A IDENTIDADE BRASILEIRA: a introdução da disciplina Educação das relações Étnico raciais na formação de graduandos. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 1–9, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n1.57764. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/57764. Acesso em: 13 maio. 2021.