O CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA FORMAÇÃO DA CONCEPÇÃO DE MUNDO DOS ESTUDANTES

análise histórico-crítica da pesquisa em ensino de Sociologia no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i1.61382

Palavras-chave:

Ensino de Sociologia, Pedagogia Histórico-Crítica, Concepção de Mundo

Resumo

Este estudo tomou como objeto de pesquisa a relação entre a pedagogia histórico-crítica e o ensino de Sociologia. Trata-se de uma investigação que estabeleceu como objetivo principal a identificação e a análise da concepção histórico-crítica na pesquisa em ensino de Sociologia pela implicação dos conhecimentos científicos na formação da concepção de mundo dos estudantes da educação básica. O delineamento metodológico se deu pela realização de uma pesquisa bibliográfica, compreendida no estudo como técnicas e procedimentos para a constituição dos dados empíricos. Caracteriza-se como uma pesquisa teórico-empírica que, para além dos dados empíricos sistematizados, visou apresentar contribuições teóricas não apenas para o ensino de Sociologia, mas para o movimento coletivo de construção teórica da pedagogia histórico-crítica, defendendo a articulação marxista entre a epistemologia, a ontologia e a pedagogia na formação de uma concepção de mundo materialista histórica e dialética. As análises apontaram alguns limites no que tange à busca de unidade entre conteúdo e método no processo de conversão do conhecimento científico das Ciências Sociais em saber escolar. Embora a incorporação histórico-crítica no ensino de Sociologia tenha sido analisada tendencialmente como marxista, os limites observados indicaram um processo de identificação e escolha dos objetos de ensino da Sociologia reduzido ao plano factual-histórico, em detrimento de uma articulação epistemológica, ontológica e pedagógica, resultado que fragiliza a formação de uma concepção de mundo histórico-crítica nos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucas André Teixeira, Faculdade de Ciências e Letras, Departamento de Educação de Araraquara, Brasil

Doutor em Trabalho Docente e Educação Ambiental pela Universidade Estadual Paulista e professor da mesma instituição.

Vinicius Azevedo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Brasil.

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e mestrando na mesma instituição.

Sarah Arantes de Paula Oliveira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Brasil.

Graduanda em Pedagogia na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho".

Caio Azevedo Trindade, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Brasil.

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e professor no colégio Antônio Carlos Magalhães.

Referências

ALVES, Adaisa Adail. Juventudes assentadas em escola urbana: contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica para o ensino de Sociologia. Bauru: Unesp, 2019. 169 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Bauru, 2019.

BONA JÚNIOR, Aurélio. O corpo na educação emancipatória da sexualidade: uma análise das iniciativas do governo do Paraná (2003-2010). Campinas: Unicamp, 2013. 156 p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, 2013.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, v. 134, n. 248, 23 dez. 1996. seção 1, p. 27834-27841.

BRASIL. Lei Ordinária N° 11.684, de 2 de junho de 2008. Altera o art. 36 da Lei 9394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir a Filosofia e a Sociologia como disciplinas obrigatórias nos currículos do ensino médio. Diário Oficial da União [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 3 jun. 2008.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Diário Oficial da União [da República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 17 fev. 2017.

CARIDÁ, Ana Caroline Bordini Brabo. Sociologia no ensino médio: diretrizes curriculares e trabalho docente. Florianópolis: UFSC, 2014. 145 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, 2014.

CARVALHO, Lejeune Mato Grosso Xavier. A trajetória histórica da luta pela introdução da disciplina de sociologia no ensino médio no Brasil. In: CARVALHO, Lejeune Mato Grosso Xavier de. Sociologia e ensino em debate: experiências e discussão de sociologia no ensino médio. Ijuí: Unijuí, 2004. p. 17-60.

DUARTE, Newton. A catarse na didática da Pedagogia Histórico-Crítica. Pro-Posições, Campinas, v. 30, p. 1-23, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pp/a/3rcCdvWdLNrTgDLVdbMqP5R/. Acesso em: 14 out. 2021.

DUARTE, Newton. A importância da concepção de mundo para a educação escolar: porque a pedagogia histórico-crítica não endossa o silêncio de Wittgenstein. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 8-25, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/12808/9501. Acesso em 18 de out. 2021

DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.

DUARTE, Newton. Sociedade do conhecimento ou sociedade das ilusões?: quatro ensaios críticos-dialéticos em filosofia da educação. Campinas: Autores Associados, 2008.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “Aprender a Aprender”: Crítica às Apropriações Neoliberais e Pós-Modernas da Teoria Vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2000.

GALVÃO, Ana Carolina; LAVOURA, Tiago Nicola; MARTINS, Lígia Márcia. Fundamentos da didática histórico-crítica. 1. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2019.

KOPNIN, Pável Vassílyevitch. A Dialética como Lógica e Teoria do Conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

LAVOURA, Tiago Nicola; MARTINS, Lígia Márcia. A dialética do ensino e da aprendizagem na atividade pedagógica histórico-crítica. Interface, v. 21, n. 62, 531-541, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v21n62/1807-5762-icse-1807-576220160917.pdf. Acesso em: 20 out. 2021.

LENZI, Denise Aparecida. O ensino de sociologia na rede estadual de Francisco Beltrão: o que se ensina, como se ensina e por que se ensina?. Francisco Beltrão: UNIOESTE, 2017. 203 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Francisco Beltrão, 2017.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARTINS, Lígia Márcia; LAVOURA, Tiago Nicola. Materialismo histórico-dialético: contributos para a investigação em educação. Educar em Revista. Curitiba, v. 34, n. 71, p. 223-239, set/out. 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/59428/36843. Acesso em: 14 out. 2021.

MESQUITA, Afonso Mancuso de; FANTIN, Fernanda Carneiro Bechara; ASBHAR, Flávia Ferreira da Silva (Orgs.). Currículo Comum para o Ensino Fundamental Municipal. Bauru: Prefeitura Municipal de Bauru, 2016.

MARTINS, Lígia Márcia. O Desenvolvimento do Psiquismo e a Educação Escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2015.

NAPOLI, Paulo Henrique. Migrantes Nor(destinados): uma análise sobre estigma e a exclusão no ambiente escolar. Bauru: Unesp, 2016. 97 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Bauru, 2016.

PAGNONCELLI, Claudia; MALANCHEN, Julia; MATOS, Neide da Silveira Duarte de (Orgs.). O trabalho pedagógico nas disciplinas escolares: contribuições a partir dos fundamentos da pedagogia histórico-crítica. Campinas: Armazém do Ipê, 2016.

PASQUALINI, Juliana Campregher; EIDT, Nadia Mara. Periodização do desenvolvimento infantil e ações educativas. In: PASQUALINI, Juliana Campregher; TSUHAKO, Yaeko Nakadakari (Orgs.). Proposta Pedagógica para a Educação Infantil do Sistema Municipal de Ensino de Bauru. Bauru, Secretaria Municipal de Educação, 2016, p. 101-148.

PIRES, Marília Freitas de Campos. O materialismo histórico-dialético e a Educação. Interface – Comunic, Saúde, Educ. v.1, n.1, p. 83-94, ago. 1997. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/RCh4LmpxDzXrLk6wfR4dmSD. Acesso em 15 out. 2021.

ROSA, Júlia Mazinini. A apropriação dos princípios fundamentais da teoria da evolução e os alcances abstrativos na concepção de mundo. Araraquara: Unesp, 2018. 258 p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Araraquara, 2018.

SAVIANI, Dermeval. Apresentação. In: GASPARIN, João Luiz. Uma Didática para a Pedagogia Histórico-Crítica. 5. ed. revista. Campinas: Autores Associados, 2012

SAVIANI, Dermeval. Debate sobre as relações entre educação, formação humana e ontologia a partir do método dialético. Perspectiva, Florianópolis, v. 31, n. 1, p. 185-209, jan/abril 2013a. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2013v31n1p185. Acesso em: 14 out. 2021.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 19. ed. Campinas: Autores Associados, 2013b.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. Ed. comemorativa. Campinas: Autores Associados, 2008a.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2008b.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2005.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica, quadragésimo ano: novas aproximações. Campinas: Autores Associados, 2019.

SAVIANI, Dermeval. Sistema Nacional de Educação e Plano Nacional de Educação: significado, controvérsias e perspectivas. 2. ed. ver. e ampl. Campinas: Autores Associados, 2017.

SILVA, Márcio Magalhães. A sexualidade como tema pedagógico análise das propostas do MEC e da UNESCO para inserção do tema nas escolas. Araraquara: Unesp, 2013. 203 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Araraquara, 2013.

SOUZA, Davisson Charles Cangussu de. O ensino de sociologia e a pedagogia histórico-crítica: uma análise dos fundamentos teórico-metodológicos das propostas atuais. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 13, n. 51, p. 122-138, jun. 2013. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640268/7827. Acesso em: 18 out. 2021.

TEIXEIRA, Lucas André. Pedagogia histórico-crítica, a questão dos conteúdos de ensino e o problema das áreas de conhecimento: contribuições iniciais e coletivas. In: GALVÃO, Ana Carolina et al (Orgs.). Pedagogia Histórico-Crítica: 40 anos de luta por escola e democracia, volume 1. Campinas: Autores Associados, 2021, p. 83-111., 2021.

TUCKMANTEL, Maisa Maganha. Educação Sexual: mas qual? Diretrizes para a formação de professores em uma perspectiva emancipatória. Campinas: Unicamp, 2009. 401 p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, 2009.

TURINI, Mateus Henrique. Ensino de Sociologia e Pedagogia Histórico-Crítica: uma análise dos fundamentos teórico-metodológicos. Bauru, 2019. 133 p. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Docência para a Educação Básica, Universidade Estadual Paulista (Unesp), Bauru, 2019.

Downloads

Publicado

31-01-2023

Como Citar

TEIXEIRA, L. A.; AZEVEDO, V.; OLIVEIRA, S. A. de P.; TRINDADE, C. A. O CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA FORMAÇÃO DA CONCEPÇÃO DE MUNDO DOS ESTUDANTES: análise histórico-crítica da pesquisa em ensino de Sociologia no Brasil. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 1–19, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i1.61382. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/61382. Acesso em: 18 jul. 2024.