UM OLHAR PARA AS NORMAS SOBRE COMPUTAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i3.66749

Palavras-chave:

Computação, Formação de professores, Hermenêutica, Educação Matemática, Ensino Médio

Resumo

Neste artigo direcionamos nosso olhar para as Normas sobre Computação na Educação Básica. Sendo uma pesquisa qualitativa de análise documental, onde assumiremos a hermenêutica como um modo ontológico da compreensão, para assim, identificar o que subentende-se na normativa e quais as suas inferências para a formação de professores. Ao discutirmos para além da palavra e do sentido imediato dos verbos destacados nas competências e habilidades, evidenciamos que estes precisam ser vislumbrados para além da pedagogia das competências, pois indicam muito mais do que pode ser percebido. É preciso, por parte do professor, compreender a profundidade das ações requeridas pelas competências expostas na normativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mariangela Deliberalli, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil.

Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Centro-Oeste e Doutoranda em Educação Matemática na Universidade Estadual do Oeste do Paraná. 

Tiago Emanuel Klüber, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil.

Doutor em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina e professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Clodis Boscarioli, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil.

Doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo e professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Referências

ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia. 2. ed. – São Paulo: Mestre Jou, 1982.

AGIR. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/agir/. Acesso em: 29/09/2022.

ALVES, M. A. Da hermenêutica filosófica à hermenêutica da educação. ActaScientiarum. Education, v. 33, n. 1, p. 17-28, 23 maio 2011. Disponível em: doi:https://doi.org/10.4025/actascieduc.v33i1.11265. Acesso em: 26/01/2023. DOI: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v33i1.11265

ANALISAR. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/analisar/. Acesso em: 29/09/2022.

ARAUJO, R. M. de L. As referências da pedagogia das competências. PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 22, n. 02, p. 497-524, jul./dez. 2004. Disponível em: http://www.ced.ufsc.br/nucleos/nup/perspectivas.html. Acesso em: 21/01/2023.

BRANCO, E. P.; BRANCO, A. B. de G.; IWASSE, L. F. A.; ZANATTA, S. C. BNCC: a quem interessa o ensino de competências e habilidades? Debates em Educação, v. 11, n. 25, p. 155-171, 2019. DOI: 10.28998/2175-6600.2019v11n25p155-171. Disponível em: https://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/7505 . Acesso em: 30 nov. 2022. DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n25p155-171

BRASIL, Base Nacional Comum Curricular: Ensino Médio. Brasília, DF: MEC 2018. Acesso em:15 de abril de 2022. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/.

BRASIL, Lei nº 10.753, de 30 de outubro de 2003. Institui a Política Nacional do Livro. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2003/lei-10753-30-outubro-2003-497306-publicacaooriginal-1-pl.html#:~:text=Institui%20a%20Pol%C3%ADtica%20Nacional%20do%20Livro. Acesso em: 24/01/2023.

BRASIL. Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10260.htm#:~:text=LEI%20No%2010.260%2C%20DE%2012%20DE%20JULHO%20DE%202001.&text=Disp%C3%B5e%20sobre%20o%20Fundo%20de,Superior%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 24/01/2023.

BRASIL. Lei nº 9.448, de 14 de março de 1997. Transforma o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP em Autarquia Federal, e dá outras providências. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9448.htm. Acesso em 24/01/2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Normas sobre Computação na Educação Básica – Complemento à BNCC. Processo Nº 23001.001050/2019-18.

BRASIL. LEI Nº 14.533, de 11 de janeiro de 2023. Institui a Política Nacional de Educação Digital e altera as Leis nºs 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), 9.448, de 14 de março de 1997, 10.260, de 12 de julho de 2001, e 10.753, de 30 de outubro de 2003. Disponível em: https://anec.org.br/legislacao/lei-no-14-533-de-11-de-janeiro-de-2023/ . Acesso em: 31/01/2023.

CCIFUENTES, J. C. Do Conhecimento Matemático à Educação Matemática: Uma “Odisséia Espiritual”. In: (Orgs) CLARETO, S. M.; DETONI, A. R.; PAULO, R. M. Filosofia, Matemática e Educação Matemática: compreensões dialogadas – Juiz de Fora: Editora UFJF, 2010. 188p (biblioteca Formem)

COMPREENDER. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/compreender/. Acesso em: 29/09/2022.

CONSTRUIR. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/construir/. Acesso em: 29/09/2022.

DELIBERALLI, M.; KLÜBER, T. E.; BOSCARIOLI, C. A Matemática e os sentidos manifestados nas competências específicas e habilidades do Referencial Curricular do Novo Ensino Médio no Paraná. em teia - Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, v. 13, n. 3, p. 235-260, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/emteia/article/view/254690. Acesso em: 31/01/2023. DOI: https://doi.org/10.51359/2177-9309.2022.254690

DESENVOLVER. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/desenvolver/. Acesso em: 29/09/2022.

DUARTE, E. S.; FARIAS, V. G; OLIVEIRA, N. A. O método hermenêutico e a pesquisa na área das ciências humanas. Salão do Conhecimento, 2017. Disponível em: unijui.edu.br

EXPRESSAR. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/expressar/. Acesso em: 29/09/2022.

FERRATER MORA, J. Dicionario de filosofia. Brasil: Martins Fontes, 1994.

GADAMER, Hans-Georg. O problema da consciência histórica. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2003. 96 p.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Tradução Marcia Sá Cavalcante Schuback. 13. Rio de Janeiro: Vozes, 2004.

JOSGRILBERG, Rui. Que é hermenêutica. Revista Internacional d’Humanitats, v. 39, 2017.

KRIPKA, R.; SCHELLER, M.; BONOTTO, D. L. Pesquisa documental: considerações sobre conceitos e caraterísticas na pesquisa qualitativa. Atas CIAIQ2015. Investigação Qualitativa em Educação/Investigación Cualitativa en Educación, v. 2, p. 243-247, 2015. Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2015/article/view/252. Acesso em: 21/01/2023.

PALMER, R. E. Hermenêutica. Maria Luísa Ribeiro Ferreira (Trad.). Lisboa: Edições 70, 1969.

PARANÁ. Referencial Curricular para o Ensino Médio do Paraná: Formação Geral Básica – Área de Matemática e suas Tecnologias. Curitiba, PR: SEEPR, 2021. Disponível em: https://www.educacao.pr.gov.br. Acesso em: 15 de abril de 2022.

PARTILHAR. In: DICIO, Dicionário Online de Português. Porto: 7Graus, 2022. Disponível em: https://www.dicio.com.br/partilhar/. Acesso em: 29/09/2022.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

SEIBT, C. L. A interpretação do sentido do ser heideggeriano em Lévinas. ANALECTA, Guarapuava, Paraná v.11 n. 2 p. 89-102 jul./dez. 2010. Disponível em: https://revistas.unicentro.br/index.php/analecta. Acesso em: 31/01/2023.

SIDI, Pilar de M.; CONTE, Elaine. A hermenêutica como possibilidade metodológica à pesquisa em educação. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 12, n. 4, p. 1942-1954, 2017. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6229841. Acesso em: 30/11/2022. DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n4.out./dez.2017.9270

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

Downloads

Publicado

28-10-2023

Como Citar

DELIBERALLI, M.; KLÜBER, T. E.; BOSCARIOLI, C. UM OLHAR PARA AS NORMAS SOBRE COMPUTAÇÃO NA EDUCAÇÃO BÁSICA E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 1–16, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i3.66749. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/66749. Acesso em: 24 abr. 2024.