AS UNIVERSIDADES COMO MOTORES DA EXCELÊNCIA E DA INOVAÇÃO EDUCATIVAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v17i1.69931

Palavras-chave:

Inovação Educativa, Ensino Universitário, Grupos de Inovação Docente (GID), Projectos de Inovação, Universidade de Murcia

Resumo

Este estudo examina duas iniciativas institucionais de inovação educativa implementadas pela Universidade de Murcia em resposta às mudanças derivadas da criação do Espaço Europeu de Ensino Superior (EEES). Especificamente, são analisadas diferentes variáveis que gravitam em torno dos projectos de inovação educativa e dos grupos de inovação docente desenvolvidos nos últimos anos nesta universidade, tais como: os departamentos e faculdades envolvidos, o pessoal docente e investigador (PDI) e os colaboradores envolvidos, entre outros. Para o efeito, foi utilizada uma metodologia quantitativa baseada na recolha de informação institucional. Os principais resultados do estudo foram a análise de quase 400 projetos de inovação e a contabilização de 1.325 docentes universitários (incluindo colaboradores de outras instituições). No seu conjunto, e como se pode constatar após a leitura deste trabalho, é inegável que os docentes da Universidade de Murcia fazem um esforço inegável na procura constante de melhoria e inovação no seu desempenho docente. Da mesma forma, após a revisão deste trabalho, é evidente que os professores da Universidade de Murcia - e desta instituição - têm um compromisso notável com a procura contínua de melhoria e inovação no seu trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mónica Vallejo, Universidade de Múrcia, Espanha.

Doutor pela Universidade de Granada (Espanha). Professor da Universidade de Múrcia.

Ana Torres-Soto, Universidade de Múrcia, Espanha.

Doutor pela Universidade de Múrcia (Espanha). Professor da Universidade de Múrcia.

Francisco J. Hernandez Valverde, Universidade de Múrcia, Espanha.

Doctor por la Universidad de Murcia (España). Profesor de la Universidad de Murcia.

Referências

BONAFÉ, Jaume; ANAYA, Julio. El entorno y la innovación educativa. REICE. Revista Iberoamericana sobre Calidad, Eficacia y Cambio en Educación, v.19, n.4, p.71-81, 2021. DOI: https://doi.org/10.15366/reice2021.19.4.004

CARBONELL, Jaume. La aventura de innovar. El cambio en la escuela. Madrid: Morata, 2001.

COPLAND, Michael. A. Leadership of inquiry: building and sustaining capacity for school improvement. Educational Evaluation and Policy Analysis, v. 25, n. 4, p. 375-395, 2003. DOI: https://doi.org/10.3102/01623737025004375

EUROPEAN ASSOCIATION FOR QUALITY ASSURANCE IN HIGHER EDUCATION. Standards and guidelines for Quality Assurance in the European Higher Education Area. Disponible en: http://www.ehea.info/media.ehea.info/file/ENQA/05/3/ENQA-Bergen-Report_579053.pdf. Acceso en: 15 febrero 2024.

ESTEBARAZ, Araceli. Construyendo el Cambio: Perspectivas y Propuestas de Innovación Educativa. Sevilla: Universidad de Sevilla. 2000.

FIX, Marieke; RIKKERINK, Marleen; PIETERS, Jules M.; KUIPER, Wildman. Learning within sustainable educational innovation: An analysis of teachers’ perceptions and leadership practice. Journal of Educational Change, v. 22, p. 131-145, 2021. DOI: https://doi.org/10.1007/s10833-020-09410-2

GAIRÍN, Joaquín. Cambio de cultura y organizaciones que aprenden. Los retos de las nuevas organizaciones educativas. Educar, v. 27, p. 31-85, 2000. DOI: https://doi.org/10.5565/rev/educar.233

RODRÍGUEZ-GÓMEZ, David; GAIRÍN, Joaquín. Innovación, aprendizaje organizativo y gestión del conocimiento en las instituciones educativas. Educación, v. 24, n. 46, p.73-90, 2015. DOI: https://doi.org/10.18800/educacion.201501.004

POZUELOS, Francisco J. Innovar con sentido, el reto de la transformación educativa: algunos elementos clave. Un estudio multicaso. Márgenes, Revista de Educación de la Universidad de Málaga, v. 3, n. 3, p. 201-214, 2022. DOI: https://doi.org/10.24310/mgnmar.v3i3.15036

UNIVERSIDAD DE MURCIA. Protocolo de creación y gestión de los Grupos de Innovación Docente (GID). 2018. Disponible en: https://www.um.es/documents/4874468/9242754/Protocolo_creaci%C3%B3n_y_baremo_GID.+Aprobado+Consejo+Gobierno+20_07_2018_v1.pdf/4876fea7-8c1d-4d81-9435-602d394c4ebe. Acceso en: 18 febrero 2024.

Publicado

30-04-2024

Como Citar

VALLEJO, M.; TORRES-SOTO, A.; VALVERDE, F. J. H. AS UNIVERSIDADES COMO MOTORES DA EXCELÊNCIA E DA INOVAÇÃO EDUCATIVAS. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 17, n. 1, p. e69931, 2024. DOI: 10.15687/rec.v17i1.69931. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/69931. Acesso em: 18 jul. 2024.