LUZ E SOMBRA NO PERCURSO CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE ARARAQUARA

  • Eliza Maria Barbosa Universidade Estadual Paulista
  • Júlia Inês Pinheiro Bolota Pimenta Faculdade de Araraquara

Resumo

O artigo apresenta a trajetória de constituição da rede municipal de Educação Infantil de Araraquara/SP, revelando o movimento de avanços e descontinuidade de políticas e ações com vistas à consolidação de uma proposta curricular que expresse as especificidades daquela rede, ao mesmo tempo em que visa, pioneiramente, superar a hegemônica e prevalecente concepção assistencialista do então pré-escolar. Buscamos demonstrar as contradições próprias dos processos históricos que, ora produziram cenários locais dissidentes das políticas nacionais, ora as incorporaram. Por meio de um recorte nas duas últimas décadas contextualizamos as últimas reflexões e iniciativas que precederam e originaram a criação do Programa Cresça e Apareça, programa de formação continuada de educadores e professores daquela rede, que tinha por finalidade e sob os preceitos teóricos da Psicologia Histórico-Cultural e da Pedagogia Histórico-Crítica, repensar os conteúdos necessários à humanização das crianças, incorporá-los às práticas dos educadores e professores, em substituição à tendência nelas evidenciada, em sublimar o ensino de conceitos e desenvolvimento de novas habilidades exigidas para consolidar nas crianças, sua condição de sujeitos sócio históricos. O programa tinha ainda o objetivo de escrever uma nova Proposta Curricular. Revelamos os passos que foram dados no interior do Programa Cresça e Apareça, reafirmando nossa compreensão de que o ensino sistemático e intencional da experiência coletiva, sintetizada nas ciências, oferecido às crianças que frequentam a Educação Infantil, tem a prerrogativa de assegurar-lhes o desenvolvimento pleno de sua humanização.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliza Maria Barbosa, Universidade Estadual Paulista
Professora Assistente Doutora do Departamento de Psicologia da Educação da Faculdade de Ciências e Letras - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho.
Júlia Inês Pinheiro Bolota Pimenta, Faculdade de Araraquara
Mestre em Educação Escolar atua a 20 anos em educação, especialmente em Educação infantil e Formação de Educadores. Possui graduação em Pedagogia Hab Adm Escolar e Mag Mat Pedagógicas de pela Federação das Faculdades Isoladas de Araraquara (1990), graduação em Hab Orientação Educacional pela Universidade Estadual Paulista Fac Ciências e Letras Araraquara (1994) e graduação em Hab Supervisão Escolar de 1º e 2º Graus pela Universidade Estadual Paulista Fac Ciências e Letras Araraquara (1999), Bem Como especialização em Planejamento e Gestão de Organizações Educacionais (2001).Atuou como Coordenador do Programa de Educação Infantil da Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Araraquara.Atualmente dá aulas no Curso de Pedagogia da UNIARA e participa de assessorias educacionais. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem

Referências

ABRAMOVAY, Miriam; KRAMER, Sonia. “O rei está nu”: um debate sobre as funções da pré-escola. Cadernos CEDES, Campinas, v.1, n. 9, p. 27-38, 1984.

ARARAQUARA. Secretaria Municipal de Educação. Diretrizes Pedagógicas Municipais, Araraquara, 1997.

______. Secretaria Municipal de Educação. Manual de Procedimentos. Araraquara, 2000.

______. Secretaria Municipal de Educação. Orientações Curriculares da Pré-Escola. Araraquara, 2011

BARBOSA. Eliza. Maria. Educar para o desenvolvimento: críticas a esse modelo em consolidação da educação infantil. 2008. 198 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2008.

BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

______. Ministério de Educação. COEDI. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília: MEC / SEF / DPEF / COEDI, 1995.

______. Assembléia Legislativa. Ministério da Educação e do Desporto (MEC). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Lei n.º 9.394/96. Brasília: Centro Gráfico, 20 de dezembro de 1996a. 68 p.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. COEDI. Propostas Pedagógicas e Currículo em Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF/DPE/COEDI, 1996b.

______. Ministério da Educação e do Desporto (MEC). Secretaria da Educação Fundamental (SEF). Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998. 3v.

______. MEC. CNE. CEB. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução CNE/SEB, 2009.

CAMPOS, Maria Malta. Dimensões Práticas. Educação Infantil, São Paulo, n. 1, set. 2011.

DEHEINZELIN, Monique. A fome com a vontade de comer: uma proposta curricular de educação infantil. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003. 215 p.

EDWARDS, Carolyn. (Org.). As cem linguagens da criança: a abordagem Reggio Emília na educação da primeira infância. Porto Alegre: Artmed, 1999. 296 p.

KRAMER, Sônia. A política do pré-escolar no Brasil: a arte do disfarce. São Paulo: Cortez, 2003. 305 p.

______. O papel social da pré-escola pública: contribuições para o debate. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, v. 58, p. 77-81, ago.1986.

KRAMER, Sonia; SOUZA, Solange Jobim. Avanços, retrocessos e impasses da política de educação pré-escolar no Brasil. Educação e Sociedade, São Paulo, n. 28, p. 12-31, dez. 1987.

MACHADO, Maria Lúcia. A pré-escola é não é escola: A busca de um caminho. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.163 p.

MIRANDA, Marília Gouveia. Pedagogias psicológicas e reforma educacional. In: DUARTE, Newton (Org.) Sobre o Construtivismo. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 23-40.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Coordenadoria de

Estudos e Normas Pedagógicas, Proposta Curricular para a Educação Pré-escolar. 2. ed. São Paulo,1991.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2012. 137 p.

SILVA, Janaina Cassiano. Práticas educativas: a relação entre cuidar e educar e a promoção do desenvolvimento infantil à luz da Psicologia Histórico-Cultural. 2008. 214f. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2008.

SARMENTO, Manuel Jacinto. Visibilidade social e estudo da infância. In: VASCONCELLOS, Vera Maria Ramos de.; SARMENTO, Manuel Jacinto. (Org.). Infância (in) visível. Araraquara: Junqueira & Marin, 2007, p.25-53.

Publicado
2018-08-31
Como Citar
BARBOSA, E. M.; BOLOTA PIMENTA, J. I. P. LUZ E SOMBRA NO PERCURSO CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE ARARAQUARA. Revista Espaço do Currículo, v. 2, n. 11, 31 ago. 2018.