O ENSINO FUNDAMENTAL DA BNCC: proposta de um currículo na contramão do conhecimento

Janaína Farias de Ornellas, Luana Cristeinsen Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar uma análise documental da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Fundamental sob a perspectiva dos estudos de Michael Young. Para isso, em um primeiro momento apresentamos os estudos de Young sobre sua teoria do currículo e explicitamos os conceitos, conhecimento poderoso e conhecimento dos poderosos. Após, apresentamos como a BNCC do Ensino Fundamental está organizada, como as disciplinas escolares aparecem e o que elas indicam para compor o currículo. Por fim, tecemos reflexões com o propósito de apontar questões e problematizar a BNCC sob a luz dos estudos de Young. Acreditamos que a organização proposta neste artigo permite compreender para além dos conceitos elaborados por Young e da estrutura da BNCC Ensino Fundamental, já que também permite sinalizar inquietações/problematizações que podem motivar futuros estudos e pesquisas.

Texto completo:

PDF

Referências


AVELAR, M.; BALL, S. J. Mapping new philanthropy and the heterarchical state: The Mobilization for the National Learning Standards in Brazil. International Journal of Educational Development. UCL Institute of Education, United Kingdom. Disponível

em:https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0738059317302080?via%3Dihub.Acessado em: 09 de nov. 2018.

CORREA, A.; MORGADO, J. C. A construção da Base Nacional Comum Curricular no Brasil: tensões e desafios. In: Colóquio Luso-Brasileiro de Educação. v.3, 2018, Portugal.. Anais... IV COLBEDUCA. Portugal, 2018. p.1-12

GALIAN C. V. A.; LOUZANO, P. B. J. Michael Young e o campo do currículo: da ênfase no “conhecimento dos poderosos” à defesa do “conhecimento poderoso”. Educação e Pesquisa, v. 40, n. 4, p. 1109-1124, out.-dez. 2014.

MOVIMENTO PELA BASE NACIONAL COMUM (MBNC). Disponível em: http://movimentopelabase.org.br/audiencias-publicas-cne/. Acessado em: 09 de nov.2018.

MOREIRA, A. F.; SILVA, T. T. (Orgs.). Currículo, cultura e sociedade. 7ª Ed. São Paulo: Cortez, 2002.

OCDE. Preparing our youth for an inclusive and sustainable world. [s.l: s.n.]. Disponível em: . Acesso em: 9 de nov. 2018.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8ª ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez, 1998.

DUARTE, N. As pedagogias do aprender a aprender e algumas ilusões da assim chamada sociedade do conhecimento. Revista Brasileira de Educação. Editora Autores Associados, n. 18, p. 35-40, 2004.

YOUNG, M. A superação da crise em Estudos Curriculares: uma abordagem baseada no conhecimento. In: FAVACHO, A. M. P.; PACHECO, J. A.; SALES, S. R. (Orgs.). Currículo, conhecimento e avaliação: divergências e tensões. 1. ed. Curitiba, PR: CRV, 2013. p. 11-27.

__________. Conhecimento e currículo: do socioconstrutivismo ao realismo social na sociologia da educação. Porto: Porto editora, 2010.

__________. Knowledge and control: new directions for the sociology of education. London: Collier Macmillan, 1971.

__________. O currículo do futuro: da “nova sociologia da educação” a uma teoria crítica do aprendizado. Campinas: Papirus, 2000.

__________. O futuro da educação em uma sociedade do conhecimento: o argumento radical em defesa de um currículo centrado em disciplinas. Revista Brasileira de Educação, v. 16 n. 48, set./dez. 2011.

__________. Para que servem as escolas? Educação e Sociedade. vol. 28, n. 101. Campinas: set./dez. 2007.

__________. Por que o conhecimento é importante para as escolas do século XXI? Cadernos de Pesquisa, v. 46, n.159, p. 18-37 jan/mar. 2016.

__________. Teoria do currículo: o que é e porque é importante. Cadernos de Pesquisa. V. 44, nº. 51, p. 190-202, jan./mar. 2014.




DOI: https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2019v12n2.43516

Direitos autorais 2019 Revista Espaço do Currículo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.





Este periódico está indexado nas bases:



Licença Creative Commons
A Revista Espaço do Currículo, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.