KAMBA'I: ENSAIO SOBRE O USO DA LITERATURA INDÍGENA PARA UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL

Autores

  • Francis Mary Soares Correia da Rosa Universidade Estadual de Feira de Santana.

Resumo

Este artigo pretende discutir sobre como a literatura indígena pode ser um mecanismo de aplicabilidade da Lei 11.645/2008 na educação, no que diz respeito ao ensino da cultura indígena, por meio do pressuposto teórico da interculturalidade. Para isso, utiliza a noção de livro-rizoma (na perspectiva filosófica deleuzeana) como mecanismo capaz de permitir uma mediação dialógica entre culturas e modos de vida diferenciados. Para tal, será analisada uma das obras literárias do autor guarani, Olívio Jekupé, como possibilidade de viabilizar a aplicação da lei supracitada no que concerne ao ensino e ao empoderamento das minorias historicamente destituídas de voz e exiladas da história oficial como as sociedades indígenas.

Palavras-chave: Literatura. Interculturalidade. Educação. Indígena. Lei 11.645/2008.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francis Mary Soares Correia da Rosa, Universidade Estadual de Feira de Santana.

É aluna regular do Mestrado em Critica Cultural e Pós-Critica da Universidade Estadual da Bahia na linha de pesquisa "Margens das Literatura" onde estuda a produção literária de Olívio Jekupé como uma literatura menor. É membro do grupo de pesquisa Lingua(gem) e Crítica Cultural na linha Literatura, subalternidade e micropolítica e Teorias contemporâneas: recepção, mapas e poiéticas (Diretório 5.0 CNPq). Graduou-se em Licenciatura Plena em História pela Universidade do Estado da Bahia (2005) e possui Especialização em Filosofia Contemporânea pela UEFS (2010). Possui pós-graduação (modalidade atualização) em Educação Ambiental pela UFBA (2013) e gradua-se em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Feira de Santana e em Filosofia pelo Centro Universitário Claretiano. Além de mestranda, cursa pós-graduação em Ensino de Filosofia no Ensino Médio (UFBA). Cursou duas disciplinas como aluna especial do Mestrado em Desenho, Cultura e Interatividade (UEFS-2013) e do Mestrado em Educação (UEFS-2013) dedicando suas pesquisas ao estudo do pensamento deleuziano e sua implicância na educação e no estudo da literatura menor, concentrando-se nas textualidades indígenas. Atualmente é professora auxiliar da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) atuando na área de História da Filosofia, sendo também professora efetiva da Secretária Estadual de Educação. Tem experiência na área de História, Educação Ambiental, Literatura comparada, História da Filosofia, Ensino de Filosofia, Teoria Critica, pós-Critica e Filosofia Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura menor, Subalternidade, Micropolítica, Literatura comparada, critica cultural e rizoma. Enquanto pesquisadora, interessa-se pela relação entre teoria pós-crítica, Literatura Indígena e literatura menor.

Referências

CANDAU, Vera Maria. Educação Intercultural no contexto brasileiro: questões e desafios. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, GÊNERO E MOVIMENTOS SOCIAIS, 2, 2000, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2003.

COLL, Agustí Nicolau. Propostas para uma diversidade cultural intercultural na era da globalização. São Paulo: Pólis, 2002a. (Cadernos de Proposições para o Século XXI, 2)

______. "As Culturas não são Disciplinas: existe o Transcultural?" em Educação e Transdisciplinaridade II. São Paulo: TRIOM/UNESCO, 2002b.

DELEUZE, Gilles. Conversações. (1972-1990). Tradução Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2000.

______. Diferença e Repetição. Tradução Luiz Orlandi e Roberto Machado. Lisboa. [S.l.]: Relógio d`Água, 2006.

______. Proust e os signos. 2. ed. Tradução Antonio Piquet e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003. Disponível em: <http://www.dossie_deleuze.blogger.com.br/>. Acesso em: 2 out. 2010.

DELEUZE, Gilles; PARNET. Claire. Diálogos. Tradução Eloisa Araújo Ribeiro. São Paulo: Escuta, 1998. Disponível em: <http://www.dossie_deleuze.blogger.com.br/>. Acesso em: 2 out. 2010.

DELEUZE, G. GUATTARI, F. Mil platôs. Tradução Aurélio Guerra Neto e Celia Pinto Costa. São Paulo: Ed. 34, 2009. 1 v.

______. Mil platôs. Tradução Aurélio Guerra Neto e Celia Pinto Costa. São Paulo: Ed. 34, 2009. 2 v.

FLEURI, Reinaldo Matias. (Org.). Educação intercultural: mediações necessárias. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

GRAÚNA, Graça. Contrapontos da literatura indígena contemporânea no Brasil. Belo Horizonte, Mazza, 2013.

GIMÉNEZ, Gilberto. Estudios sobre la cultura y las identidades sociales. [S.l.: s.n.], 2007. (Colección Intersecciones).

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomás Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2011.

JEKUPÉ, Olívio. Literatura escrita pelos povos indígenas. São Paulo: Scortecci, 2009.

______. Ajuda do Saci. São Paulo: DCL, 2006.

MOÇO, Mafalda. O texto literário como veículo de diálogo intercultural no ensino/aprendizagem da língua portuguesa. 2012. Dissertação (Mestrado em Letras) - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 2012.

Wanderley, Monica Cauhi. Interculturalidade em sala de aula: uma proposta educativa que reflete a natureza em suas múltiplas interpretações. Juiz de Fora, v. 1, n. 2, p. 62-74, 2. sem. 2008.

SILVA, Maria da Penha da. A temática indígena no currículo escolar à luz da lei 11.645/2008. Cad. Pesq., São Luís, v. 17, n. 2, maio./ago. 2010.

VACHON, Robert. Le Mythe émergent du pluralisme et de l ’interculturalisme de la réalité. Conferência dada no seminário Pluralisme et Société . Conférence donnée au séminaire I Pluralisme et Société, Discours alternatifs à la culture dominante, organisé par l'Institut Interculturel de Montréal, le 15 février 1997. Disponivel em: <http://www.dhdi.free.fr/recherches/horizonsinterculturels/articles/vachonpluralism.htm>. Acesso em: 2 ago. 2013.

VIDAL, Waldomiro Nunes; VIDAL, Maria Rosária Rodrigues. Botânica organográfica: quadros sinóticos ilustrados de fanerógamos. 4. ed. Viçosa,MG: UFV, 1990.

Zourabichvili, François. O vocabulário de Deleuze. Tradução André Telles. Rio de Janeiro: [s.n.], 2004. Disponível em: <http://www.dossie_deleuze.blogger.com.br/>. Acesso em: 2 out. 2013.

______. Deleuze, une philosophie de l'événement. Paris: Presses Universitaires de France. 2e. éd. [S.l.; s.n.], 1996. Disponível em: <http://avaxhome.ws/ebooks/Deleuze.html>. Acesso em: 2 out. 2013.

______. Deleuze e a questão da literaridade. Educ. Soc., Campinas, v. 26, n. 93, p. 1309-1321, set./dez. 2005. Disponível em: <http://www.dossie_deleuze.blogger.com.br/>. Acesso em: 2 out. 2013.

Downloads

Publicado

2015-12-29

Como Citar

ROSA, F. M. S. C. da. KAMBA’I: ENSAIO SOBRE O USO DA LITERATURA INDÍGENA PARA UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 167–178, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rteo/article/view/23728. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

PONTOS DE VISTAS/NOTAS/COMENTÁRIOS