Este é o segundo número do vigésimo quinto volume da Acta Semiótica et Lingvistica–ASEL, aliás o primeiro número de fluxo contínuo deste ano, que reuniu artigos diversos, entre os quais, dois de natureza propriamente linguística, que destacam o fazer lexicográfico; dois em semiótica aplicada ao texto midiático e de propaganda e os demais que discutem as teorias (semiótica ou linguística) aplicadas à leitura do texto literário de: Sergio de Castro Pinto, Cecília Meireles; Carlos Drumond de Andrade, Gonçalves de Magalhães e Louis Braille.

Este número reafirma a direção para a interculturalidade que a revista toma na acolhida às diferenças. É bom lembrar que “uma cultura só pode ser descrita diferencialmente, como os objetos culturais que a compõem, em especial as línguas e os textos”, conforme afirma Rastier (2015: p.17) “para evitar o etnocentrismo e mesmo o nacionalismo e o racismo” (Id, 2002:p.).

Publicado: 2020-08-28