POLÍTICAS E PRÁTICAS CURRICULARES NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

século XX à pandemia da COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n1.56618

Palavras-chave:

EJA, Práticas Curriculares, Politicas

Resumo

O presente artigo trata de uma reflexão provocada pelos organizadores do IX Colóquio Internacional de Políticas e Práticas Curriculares/2020, na mesa redonda que discutiu sobre Políticas curriculares, Educação de Jovens e Adultos e Educação do Campo. De nossa parte, apresentamos algumas reflexões sobre as práticas curriculares na Educação de Jovens e Adultos (EJA), tomando, como norte histórico, o final do século XX até os dias atuais. Nossa reflexão está alicerçada em documentos legais e em autores como Paulo Freire (1958; 2002a; 2002b; 2005), Paiva (2003), Silva (2005; 2008; 2011; 2017; 2018), entre outros. Nesse ínterim, constatamos o quanto a EJA, uma da modalidades da educação básica nacional, tem vivenciado poucos avanços no cenário das políticas públicas e curriculares.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eduardo Jorge Lopes Silva, Universidade Federal da Paraíba, Brasil.

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco e  Professor Adjunto I da Universidade Federal da Paraíba.

Referências

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Constituição da República Federativa do Brasil. Publicado no Diário Oficial da União em 05/10/1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei 9.394/96: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 20/12/1996.

BRASIL. Marco da Ação de Belém: Sexta Conferência Internacional de Educação de Adultos. Brasília: MEC: UNESCO, 2010.

BRASIL. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2019. Brasília: IBGE, divulgados online em: 16/07/2020.

DI PIERRO, Maria Clara; JÓIA, Orlando; RIBEIRO, Vera Masagão. Visões da educação de jovens e adultos no Brasil. Cadernos Cedes, ano XXI, n. 55, nov., 2001 (Disponível online).

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. 2. ed. Brasília: Editora da UnB, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 32. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002a.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 26. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002b.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, Paulo. A educação de adultos e as populações marginais: mocambos. Recife: [s.n.], 1958.

IRELAND, Timothy Denis et al. (Orgs.). Projeto Escola Zé Peão: relato de experiência. João Pessoa: Ideia, 2016

IRELAND, Timothy Denis; SILVA, Eduardo Jorge Lopes da; ARAÚJO, Lindemberg Medeiros de (Orgs.). Aprendendo com o trabalho: 25 anos da Escola Zé Peão. Jundiaí/SP: Paco Editorial, 2017.

MELUCCI, Alberto. A invenção do presente: movimentos sociais nas sociedades complexas. Tradução Maria do Carmo Alves do Bomfim. Petrópolis: Vozes, 2001. Tradução de: L`invenzione del presente.

MUÑOZ, Maria Mercedes Ruiz. Outra educación: aprendizajes sociales y producción de saberes. México: Universidad Iberoamericana: CREFAL, 2009.

PAIVA, Vanilda. Educação popular e educação de adultos. 6. ed. revista e ampliada, São Paulo: Loyola, 2003.

PORTO, Dorinha de Oliveira; LAGE, Iveline Lucena da Costa. CEPLAR: história de um sonho coletivo. João Pessoa/PB: Conselho Estadual de Educação da Paraíba, 1995.

SILVA, Eduardo Jorge Lopes da. Fórum de Educação de Jovens e Adultos: uma nova configuração em movimentos sociais. João Pessoa: Editora da UFPB, 2005.

SILVA, Eduardo Jorge Lopes da. O papel O papel político dos fóruns de educação de jovens e adultos. Campina Grande: EDUEP, 2008.

SILVA, Eduardo Jorge Lopes da. Paulo Freire e a educação popular libertadora dos homens/mulheres. In: LOPES, Eduardo Jorge; AMORIN, Roseane Maria de (Orgs.). Paulo Freire: culturas, ética e subjetividades no ensinar e aprender. João Pessoa: Editora do CCTA, 2018.

SILVA, Eduardo Jorge Lopes da. Prática discursiva de formação de professores alfabetizadores de jovens e adultos em uma experiência de educação popular. 2011. 431f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

SILVA, Eduardo Jorge Lopes da; LINS, Evelin Carolyne de França; SILVA, Kalídia Costa da. Ações de formação continuada de professores da EJA no agreste paraibano. In: SILVA, Nilvânia dos Santos et al (Orgs.). Educação do campo e interconexões. João Pessoa: Editora da UFPB, 2016.

SOUZA, João Francisco de. E a educação popular: ??quê??: uma pedagogia para fundamentar a educação, inclusive escolar, necessária ao povo brasileiro. Recife: Bagaço, 2007.

SOUZA, João Francisco de. A vigência da educação popular. In: Educação popular na América Latina: diálogos e perspectivas. Brasília: UNESCO, MEC, CEAAL, 2005. p. 247-255.

VENTURA, Jaqueline P. Educação de Jovens e Adultos Trabalhadores no Brasil: revendo alguns marcos históricos, 2006. Documento eletrônico disponível em: http://ejatrabalhadores.sites.uff.br/wp-content/uploads/sites/296/2017/12/educacao-jovens-adultos-trabalhadores-revendo-marcos.pdf. Acesso em 17/05/2018.

Downloads

Publicado

2021-03-24

Como Citar

SILVA, E. J. L. POLÍTICAS E PRÁTICAS CURRICULARES NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS : século XX à pandemia da COVID-19 . Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 1–9, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2021v14n1.56618. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/56618. Acesso em: 13 maio. 2021.