CONCEPÇÕES DE CURRÍCULO E AS TECNOLOGIAS

os usos em debate

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i1.60306

Palavras-chave:

Currículos, Tecnologias, Usos

Resumo

Este artigo objetiva transitar pela trajetória das principais concepções de currículo, e abordar como cada uma esteve vinculada com determinado uso das tecnologias. O intuito é problematizar os usos instrumentais e acríticos das tecnologias que são praticados nos currículos. Em contraposição a essa proposta, é defendido que tanto os currículos, quanto as tecnologias podem ser entendidas por meio de sua dimensão cultural, quer dizer, de prática de significação. De natureza teórica, este estudo foi desenvolvido estabelecendo redes de conversa com pensamento freireano e autores do campo do currículo e da filosofia da tecnologia, na tentativa de problematizar as principais tradições curriculares e as diferentes concepções e usos da tecnologia. Ao final, propomos o que denominamos de práticas tecno-curriculares, a partir de uma perspectiva pós-estrutural, as quais podem ser compreendidas como um conjunto de práticas curriculares que se fazem dos usos das tecnologias, e estão implicadas com os processos simbólicos que fabricam conhecimentos, significados, territórios existenciais, desejos, e tudo isso, permeado por relações de poder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Hugo Souza Garcia Ramos, Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil.

Mestre em Psicologia Institucional e Doutorando em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Alexsandro Rodrigues, Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil.

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santoe professor da mesta instituição.

Geide Rosa Coelho, Universidade Federal do Espírito Santo, Brasil.

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais e professor da Universidade Federal do Espírito Santo.

Referências

APPLE, Michael. Relacoes de classe e de gênero e modificacoes no processo do trabalho docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 60, p. 3–14, 1987.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

CUPANI, Alberto. Filosofia da tecnologia: um convite. 3. ed. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011.

FEENBERG, Andrew. What is Philosophy of Technology? In: 2003, Tokyo. Anais [...]. Tokyo: Komaba, 2003.

FEENBERG, Andrew. Teoria Crítica da Tecnologia: um panorama. Tailor-Made BioTechnologies, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 99–117, 2005.

FONSECA, Tania Mara Galli; COSTA, Luiz Artur; KIRST, Patrícia Gomes. Ritornelos para o pesquisar no contexto das tecnologias virtuais do sensível. Informática na educação: teoria e prática, [S. l.], v. 11, n. 1, p. 38–46, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. In: A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 41. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

HEINSFELD, Bruna Damiana; PISCHETOLA, Magda. O discurso sobre tecnologias nas políticas públicas em educação. Educação e Pesquisa, [S. l.], v. 45, p. 1–18, 2019.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de currículo. 1. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MACEDO, Elizabeth. Currículo como espaço-tempo de fronteira cultural. Revista Brasileira de Educação, [S. l.], v. 11, n. 32, p. 285–296, 2006.

MITCHAM, Carl. Que és la filosofía de la tecnología? 1. ed. Barcelona: Ed. Anthropos, 1989.

PARASKEVA, João Menelau; OLIVEIRA, Lia Raquel. Teoria crítica, currículo e tecnologias educativa. In: PARASKEVA, João M.; OLIVEIRA, Lia R. (org.). Currículo e Tecnologia Educativa - Volume 2. Portugal: Edições Pedago, 2008.

RODRIGUES, Alexsandro. Conversas introdutórias sobre um campo de estudo: o currículo em questão. In: RODRIGUES, Alexsandro (org.). Currículo na formação de professores: diálogos possíveis. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, Secretaria de Ensino a Distância, 2018.

SILVA, Tomas Tadeu Da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

SILVA, Tomaz Tadeu Da. O currículo como fetiche: a poética e a política do texto curricular. 1. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

SIMON, Roger. A pedagogia como uma tecnologia cultural. In: SILVA, Tomaz Tadeu Da (org.). Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

Downloads

Publicado

25-01-2023

Como Citar

RAMOS, H. S. G.; RODRIGUES, A.; COELHO, G. R. CONCEPÇÕES DE CURRÍCULO E AS TECNOLOGIAS: os usos em debate. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 1–11, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i1.60306. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/60306. Acesso em: 14 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)