MOVIMENTOS DE TRADUÇÃO DAS POLÍTICAS-PRÁTICAS CURRICULARES DOCENTES NO AGRESTE PERNAMBUCANO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v16i3.68265

Palavras-chave:

Práticas curriculares, Tradução curricular, Pol´íticas curriculares

Resumo

Considerando que é importante compreender movimentos de tradução das políticas curriculares mobilizados por professores, foi realizado um estudo que analisou práticas curriculares tradutórias de professoras dos anos iniciais do ensino fundamental, em Caruaru, Pernambuco. O estudo recorreu à compreensão dos atos de tradução (DERRIDA, 2006) de sentidos de currículo presentes nas práticas curriculares docentes, vislumbrando que os discursos (LACLAU, 2000) das demandas das políticas atravessam as práticas curriculares docentes sem, no entanto, que estas se ocupem da restituição de sentidos desses mesmos discursos em suas práticas. Assim, o currículo e as práticas curriculares foram estudados em diálogo com a noção desconstrucionista da tradução em Derrida (2001, 2006, 2016) articulada à Teoria do Discurso em Laclau (1987, 2000) por ressaltarem a impossibilidade da transparência da constituição curricular e do controle e da fixação de sentidos de currículo, posto o seu caráter flutuante e contingencial demarcado pela indecidibilidade que habita em toda a decisão curricular. A análise realizada permitiu constatar que quanto mais as políticas curriculares intencionam prescrever o cotidiano, mais aumentam a demanda tradutória. Isso aponta para a compreensão de que a relação de fidelidade infiel com os textos políticos que fazem parte dos cotidianos das professoras possibilita a tessitura de espaços-tempos de decisões curriculares que desafiam as professoras a, no ato de tradução curricular, traduzirem a si mesmas e a todos os discursos que compõem as suas formações discursivas. Assim, a tradução não é uma perspectiva, um método ou um momento, mas, sim, uma atitude política frente ao acontecimento curricular.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Angélica da Silva, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Doutora em educação pela Universidade Federal de Pernambuco e Professora desta mesma instituição.

Lucinalva Andrade Ataide de Almeida, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Doutora em educação pela Universidade Federal de Pernambuco e Professora desta mesma instituição.

Carlinda Leite, Universidade do Porto, Portugal.

Doutora em educação pela Universidade do Porto e Professora desta mesma instituição.

Referências

BALL, Stephen. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem fronteiras. Porto Alegre, v. 1, n. 2, p. 99-116, 2001. Disponível em: https://gestaoeducacaoespecial.ufes.br/sites/gestaoeducacaoespecial.ufes.br/files/field/anexo/ball.pdf Acesso em: 10 de set. de 2023.

BARRETO, Junia. Nota da Tradutora. In: DERRIDA, Jacques. Torres de Babel. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006, p.7-9.

DERRIDA, Jacques. Posições. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica. 2001.

DERRIDA, Jacques. Torres de Babel. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.

DERRIDA, Jacques. Observações sobre desconstrução e pragmatismo. In: MOUFFE, Chantal (org.). Desconstrução e pragmatismo. Tradução Victor Maia. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016, p.119-134.

DERRIDA, Jacques. Limited Inc. Northwestern University Press Evanston, IL. 1988.

FARIAS, Isabel Maria Sabino de. Didática e docência: aprendendo uma profissão. Brasília: Liber Livro, 2011.

FERRAÇO, Carlos Eduardo; GABRIEL, Carmem Teresa; AMORIM, Antonio Carlos. (Orgs.) Políticas de currículo e escola. Campinas, São Paulo. Faculdade de Educação/UNICAMP, 2012.

FERREIRA, Élida. Tradução/Desconstrução: Um legado de Jacques Derrida. Rev. Let., São Paulo, v.49, n.2, jul./dez. p.229-242, 2009. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/letras/article/view/2050 Acesso em: 10 de set. de 2023.

FRANGELLA, Rita de Cássia Prazeres. A tarefa da pesquisa como tradução: significando a investigação em educação. In: GUEDES, Neide Cavalcante; ARAÚJO, Hilda Mara Lopes; IBIAPINA, Ivana Maria Lopes de Melo. (Orgs.) Pesquisa em educação: Contribuição ao debate na formação docente. Teresina: EDUFPI, 2013.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Políticas docentes no Brasil: Um estado da arte. 1ª Edição. Editora UNESCO. 2011.

HYPOLITO, Álvaro Moreira; VIEIRA; Jarbas Santos. Reestruturação educativa e trabalho docente: autonomia contestação e controle. In: Trabalho docente: formação e identidade. HYPOLITO, A. M; VIEIRA, J S; GARCIA, M (Orgs.). Pelotas: Seiva, p.2002.285.

LACLAU, Ernesto. Nuevas reflexiones sobre la revolución de nuestro tempo. Buenos Aires: Nueva Visión, 2000.

LACLAU, Ernesto; MOUFFE, Chantal. Hegemonía y estrategia socialista - Hacia una radicalización de la democracia. Madrid: Siglo XXI, 1987.

LACLAU, Ernesto. Desconstrução, pragmatismo, hegemonia. In: MOUFFE, Chantal (org.). Desconstrução e pragmatismo. Tradução Victor Maia. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016. p.77-106.

LIMA, Érica; SISCAR, Marcos. O decálogo da Desconstrução: tradução e desconstrução na obra de Jacques Derrida. Alfa- Revista de linguística. v. 44 - Especial: Tradução, desconstrução e pós-modernidade. São Paulo. p.99-112, 2000. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/article/view/4282 Acesso em: 10 de set. de 2023.

LOPES, Alice Casimiro. Currículo e Epistemologia. Ijuí: Editora Unijuí, 2007.

LOPES, Alice Casimiro. Por um currículo sem fundamentos. Linhas Críticas, Brasília, DF, v.21, n.45, p. 445-466, mai./ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/4581 Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.26512/lc.v21i45.4581

LOPES, Alice Casimiro. Palestra teoria do Discurso e as Políticas Curriculares. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – Auditório do Centro de Educação (CE). 21 de junho de 2017.

LOPES, Alice Casimiro; BORGES, Verônica. Currículo, Conhecimento e Interpretação. Currículo sem Fronteiras, v. 17, n. 3, p. 555-573, set./dez. 2017. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol17iss3articles/lopes-borges.pdf Acesso em: 10 de set. de 2023.

LOPES, Alice Casimiro; CUNHA, Erika Virgílio Rodrigues da; COSTA, Hugo Heleno Camilo. Da Recontextualização à tradução: investigando políticas de currículo. Currículo sem Fronteiras, v.13, n. 3, p. 392-410, set. /dez. 2013. Disponível em: https://www.curriculosemfronteiras.org/vol13iss3articles/lopes-cunha-costa.pdf Acesso em: 10 de set. de 2023.

LULKIN, Sergio Andrés. Derridianas intenções. In: SKLIAR, Carlos. (Org.) Derrida & a Educação. Coleção Pensadores e a Educação. Belo Horizonte: Editora Autêntica. 2008. p.117-125.

MACEDO, Elizabeth. A imagem da Ciência: folheando um livro didático. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 86, p. 103-129, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/Ngxp4HwXpmpG7b87N7rmyFB/abstract/?lang=pt Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302004000100007

MAGALHÃES, Priscila Maria Vieira dos Santos. As artes de fazer da avaliação fabricadas no cotidiano escolar: um olhar para as táticas avaliativas dos professores dos anos iniciais do ensino fundamental. (165 f.). Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação Contemporânea, Universidade Federal de Pernambuco – Campus Acadêmico do Agreste, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/30885. Acesso em: 10 de set. de 2023.

MELO, Maria Júlia Carvalho de. Ações articulatórias nos movimentos de recriação das práticas curriculares coletivas dos professores do ensino fundamental. (238 f.) Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação – Centro de educação, Universidade Federal de Pernambuco, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/35261 Acesso em: 10 de set. de 2023.

MELO, Maria Julia Carvalho de; VELOSO, Tamires Barros; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataíde de. Processos de negociações-articulações no terreno do indecidível: produção de políticas-práticas curriculares no agreste pernambucano. In: FRANGELLA, Rita de Cássia Prazeres (Org.). Políticas curriculares, alfabetização e infância: por outras passagens. Curitiba: CRV, p.183-201, 2021.

MELO, Maria Julia Carvalho de; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataide de; LEITE, Carlinda. Currículos de formação de professores: o poder de agência em questão. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 48, e247432, 2022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/Bzd4JbzmXBDLP3tMYFgQGHb/ Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/s1678-4634202248247432por

MELO, Maria Julia Carvalho de; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataide de; LEITE, Carlinda. Negociação das políticas/práticas curriculares: o desenvolvimento profissional de professores(as) orientado para a decisão curricular. Educar em Revista, Curitiba, v. 39, e87031, 2023. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/Dw8zPDcjPh4mV7tY7Rv9nCj/ Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/1984-0411.87031-t

OLIVEIRA, Inês Barbosa de; MACEDO Regina Coeli Moura de. Políticas de currículo e escola invenções cotidianas e tensões políticopráticas. In: FERRAÇO, Carlos Eduardo; GABRIEL, Carmem Teresa; AMORIM, Antonio Carlos. (Orgs.) Políticas de currículo e escola. Campinas, São Paulo. Faculdade de Educação/UNICAMP, 2012. p.63-71

ROSA, Marcelo D’Aquino. O livro didático, o currículo e a atividade dos professores de Ciências do Ensino Fundamental. Revista Insignare Scientia. Vol. 1, n. 1. Jan./Abr. 2018. p.1-20. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/7664 Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.36661/2595-4520.2018v1i1.7664

SAMPAIO, Shaula Maíra Vicentini. Estilhaços depois da tempestade: Divagações sobre identidade, escrita, pesquisa... In: SKLIAR, Carlos. (Org.) Derrida & a Educação. Coleção Pensadores e a Educação. Belo Horizonte: Editora Autêntica. 2008. p.97-115.

SANTOS, Adriana Cavalcanti dos; LEITE, Carlinda. Professor agente de decisão curricular: uma scriptura em Portugal. Magis. Revista Internacional de Investigación en Educación, 2020, p.1-21. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/2810/281068067009/html/ Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.11144/Javeriana.m13.padc

SILVA, Maria Angélica da; GONÇALVES, Crislainy de Lira; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataide de. Sentidos de Prática Curricular: uma construção cotidiana. In: LEITE, Carlinda et. al. Currículo, Avaliação, Formação e Tecnologias educativas (CAFTe): Contributos teóricos e práticos. Porto – Portugal, Ed. CIIE; FPCE; UP, 2018, E-book, ISBN: 978-989-8471-32-1. Disponível em: https://www.fpce.up.pt/cafte/1cafte/assets/Ebook_CAFTe2018.pdf. Acesso em: 10 de set. de 2023.

SISCAR, Marcos. Jacques Derrida, o intraduzível. Tradução, desconstrução e pós-modernidade. ALFA - Revista de Lingüística (Fundação Editora da UNESP) São Paulo, SP, Brasil. 44(n.esp.), 2000. P.59-70. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/alfa/issue/view/301 Acesso em: 10 de set. de 2023.

SOUZA, Fernanda Amaral de. Políticas educativas, avaliação e trabalho docente: O caso de um programa de intervenção pedagógica no Rio Grande do Sul. (181 f.) Dissertação. (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas. 2011. Disponível em: https://guaiaca.ufpel.edu.br/handle/123456789/1618 Acesso em: 10 de set. de 2023.

VELOSO, Tamires Barros; ALMEIDA, Lucinalva Andrade Ataíde de. Processos de negociações-articulações de políticas-práticas curriculares no cenário pandêmico da COVID-19. Revista Espaço do Currículo, v. 15, n. 2, p. 1-16, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/rec/article/view/62480 Acesso em: 10 de set. de 2023. DOI: https://doi.org/10.15687/rec.v15i2.62480

VIANNA, Heraldo Marelin. Pesquisa em Educação: A observação. Brasília: Plano Editora, 2003.

Downloads

Publicado

21-12-2023

Como Citar

SILVA, M. A. da; ALMEIDA, L. A. A. de .; LEITE, C. MOVIMENTOS DE TRADUÇÃO DAS POLÍTICAS-PRÁTICAS CURRICULARES DOCENTES NO AGRESTE PERNAMBUCANO. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 16, n. 3, p. 1–18, 2023. DOI: 10.15687/rec.v16i3.68265. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/68265. Acesso em: 24 abr. 2024.