DIRETRIZES CURRICULARES DE ARTE (2008) E CREP-ARTE (2020)

da pedagogia histórico-crítica ao limbo teórico

Palavras-chave: Diretrizes Curriculares de Arte, CREP-Arte, Pedagogia Histórico-Crítica

Resumo

O trabalho aborda a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) no Paraná e o abandono das Diretrizes Curriculares de Arte e, consequentemente, da Pedagogia Histórico-Crítica na Rede Estadual de Educação Básica, enquanto fundamentação teórico-metodológica da disciplina, repercutindo na fragilização e esvaziamento dos conteúdos do currículo de Arte. A proposta de mudança de grade curricular ocorre a partir de 2020, com a imposição do Currículo da Rede Estadual Paranaense (CREP). Tendo como base a problemática apresentada, traçamos primeiras impressões sobre este Currículo e apontamos possíveis consequências para a disciplina de Arte. As fontes documentais utilizadas na pesquisa são as Diretrizes Curriculares de Arte do Paraná (2008), o Referencial Curricular do Paraná (2018), o Currículo da Rede Estadual Paranaense (2019) e a BNCC (2017). Buscamos encontrar nos três últimos documentos citados suas conexões com o neoprodutivismo, neoescolanovismo, neoconstrutivismo, neotecnicismo, bem como o alinhamento destes com a reforma de cunho empresarial da educação. Nas Diretrizes Curriculares de Arte procuramos destacar as contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica para a disciplina. Para fundamentar esta análise foram adotados autores como Saviani (2013; 2016), Duarte (2013), Zanotto e Sandri (2018) e Freitas (2018). Após a análise dos dados, constatamos que a disciplina de Arte concebida no CREP tende a descaracterizar a arte em seu potencial de humanização, transformando-a em mero instrumento para o desenvolvimento de habilidades e competências objetivadas na necessidade do mercado.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alinne Martins de Souza, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Brasil.

Mestranda em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Professora  de Arte da Rede Estadual de Educação Básica do Paraná. 

Juliana Aparecida Poroloniczak, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Brasil.

Doutora em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho com Doutorado sanduíche na Universidad de La Habana em Cuba.  

Referências

ARCO-VERDE, Y. F. S. Reformulação Curricular No Estado Do Paraná – Um Trabalho Coletivo. Primeiras Reflexões Para A Reformulação Curricular Da Educação Básica No Estado Do Paraná. Curitiba, Secretaria de Estado da Educação, 2004,

BRASIL. Lei Nº 9.394, De 20 De Dezembro De 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 15 fev. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais Da Educação Básica. Brasília: MEC; SEB; DICEI, 2013. Disponível em:<http://portal.mec.gov.br/docman/julho-2013-pdf/13677diretrizes-educacao-basica-2013-pdf/file>. Acesso em: 24 maio. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (Bncc). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wpcontent/uploads/2018/04/BNCC_19mar2018_versaofinal.pdf>. Acesso em: 18 fev. 2020.

DUARTE, Newton. Os Conteúdos Escolares E A Ressurreição Dos Mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas, SP; Autores Associados, 2016.

FREITAS, Luis Carlos de. A Reforma Empresarial Da Educação: Nova Direita, Velhas Idéias. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2018.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do. Diretrizes Curriculares De Arte Para A Educação Básica. Departamento de Educação Básica. Curitiba, 2008.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do. Estudo e Planejamento 2020. Departamento de Educação Básica. Curitiba, 2008. Disponível em <http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/estudos_planejamento/fevereiro_2020/escolas_regulares_eja/segundo_dia/professores/roteiro_professores_escolas_regulares_eja.pdf> Acesso em 19 jun. 2020.

PARANÁ. Referencial Curricular Do Paraná: Princípios, Direitos E Orientações. Curitiba, 2018.

PARANÁ. Currículo Da Rede Estadual Paranaense – Arte - Ensino Fundamental. Curitiba, 2019.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Currículo Básico Para A Escola Pública Do Estado Do Paraná. Curitiba: SEED, 1990.

SAVIANI, Demerval. O Neoprodutivismo e suas variantes: Neoescolanovismo, Neoconstrutivismo, Neotecnicismo (1991-2001). In: Histórias Das Idéias Pedagógicas No Brasil. - 4ªed. – Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia Histórico-crítica: Primeiras Aproximações. 9. ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

SAVIANI, Demerval. Educação escolar, currículo e sociedade: o problema da Base Nacional Comum Curricular. In Moviment-Revista de Educação. UFF, Rj, 2016. Disponível em < http://periodicos.uff.br/revistamovimento/article/view/32575>. Acesso em: 12 fev. 2020.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia Histórico- Crítica. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2003.

ZANOTTO, Marijane; SANDRI, Simone. Avaliação Em Larga Escala E Bncc: Estratégias Para O Gerencialismo Na Educação. In: Temas & Matizes, Cascavel, v. 12, n. 23, p. 127 – 143, jul./dez. 2018. Disponível em <http://e-revista.unioeste.br/index.php/temasematizes/article/view/21409>. Acesso em: 12 fev. 2020.

Publicado
2020-12-11
Como Citar
SOUZA, A. M. DE; POROLONICZAK, J. A. DIRETRIZES CURRICULARES DE ARTE (2008) E CREP-ARTE (2020). Revista Espaço do Currículo, v. 13, n. Especial, p. 781-793, 11 dez. 2020.