AS PESQUISAS COM OS COTIDIANOS DAS ESCOLAS: pistas para se pensar a potência das imagensnarrativas na invenção dos currículos e da formação

Autores

  • Carlos Eduardo Ferraço
  • Nilda Alves

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v8i3.27465

Resumo

Trata-se da problematização das pesquisas com os cotidianos e da potência das imegensnarrativas na invenção dos currículos e dos processos de formação. O interesse é provocar uma permanente abertura para a reflexão e o debate sobre os cotidianos e a pesquisa com os cotidianos, e não fechar a questão com uma proposta sistemática. Vale-se dos estudos desenvolvidos em diferentes instituições educacionais, cujos objetivos buscaram desencadear, entre os praticantes dos cotidianos dessas instituições, práticas de realização dos currículos e das formações iniciais e continuadas, assumidas como processos complexos que se interpenetram em meio às redes de saberesfazeres tecidas e partilhadas pelos sujeitos praticantes. Podemos inferir, a partir das pistas encontradas, que os cotidianos exigem dos pesquisadores em educação outras possibilidades teórico-metodológicas, diferentes daquelas herdadas da modernidade, para superar o aprisionamento desses cotidianos em categorias prévias e assegurar a impossibilidade de usarmos apenas os processos de singularização para tratar da diversidade que se manifesta na vida. Com isso, assumimos que qualquer tentativa de pesquisa com os cotidianos só se sustenta enquanto possibilidade de algo que tem sentido para a vida cotidiana, se acontecer com as relações entre pessoas que praticam esses cotidianos e, sobretudo, também a partir das questões e temas que se colocam como pertinentes às redes cotidianas. Isso posto, precisamos considerar, então, que os sujeitos cotidianos, mais do que objetos de nossas análises são, de fato, também protagonistas e autores coletivos de nossas pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

25-01-2016

Como Citar

FERRAÇO, C. E.; ALVES, N. AS PESQUISAS COM OS COTIDIANOS DAS ESCOLAS: pistas para se pensar a potência das imagensnarrativas na invenção dos currículos e da formação. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 8, n. 3, 2016. DOI: 10.15687/rec.v8i3.27465. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/rec.2015.v8n3.306316. Acesso em: 20 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2