A “TIA DOS BICHOS”

currículos em práticas de conhecimento-emancipação solidárias

Autores

  • Maria Luiza Süssekind Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7296-615X
  • Clarissa Teixeira Lopes Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n3.51686

Palavras-chave:

Currículo, Desobediência, Solidariedade

Resumo

Apresentamos neste artigo, reflexões a partir da noção de desobediência dos praticantespensantes (OLIVEIRA, 2019) como recurso na luta emancipatória cotidiana pela democracia. Trazemos maneiras de fazer (CERTEAU, 2004) a docência nadacom uma favela tensionando com Santos (2010) a abissalidade do conhecimento curricular e dos direitos humanos, que produzem este território social como inexistente. Propomos com este relato, criar um teatro de ações (CERTEAU, 2004) que enreda as aprendizagensensinagens (SÜSSEKIND, 2012) da lei do morro nas práticas de conhecimento-emancipação solidário (SANTOS, 2000). Compreendendo os currículos como criações cotidianas nas redes de obediênciadesobediência (OLIVEIRA, 2012a, 2019) das comunidades escolares, buscamos desinvisibilizar os conhecimentos locais compartilhados nas práticas de espaço (CERTEAU, 2004) que teceram o pertencimento da professora ingressante no grupo social.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – o cotidiano na escola nas lógicas das redes cotidiana. In: OLIVEIRA, I. B.; ALVES, N. Pesquisa no/do cotidiano das escolas, sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2001. p. 13-27.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 2004. 349 p.

GIARD; Luce. Artes de nutrir. In: CERTEAU, Michel de; GIARD, Luce.; MAYOL, Pierre. A invenção do cotidiano 2: morar, cozinhar. Petrópolis: Vozes, 2018. p. 211-233.

LOPES, Clarissa Teixeira. Desobediências de uma professorapesquisadora nosdoscom os cotidianos. Dissertação. Mestrado. PPGEdu/UNIRIO. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2019.

MAFFESOLI, Michel. O conhecimento comum: introdução à sociologia compreensiva. Porto Alegre: Sulina, 2010, 295 p.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Currículos Praticados: regulação e emancipação no cotidiano escolar. XXVI Reunião anual da ANPEd. Poços de caldas: 2003. 19 p. Disponível em: < http://26reuniao.anped.org.br/trabalhos/inesbarbosadeoliveira.pdf>. Acesso em: 15 de dez. de 2019.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de; GERALDI, João Wanderley. Narrativas outros Conhecimentos, outras formas de expressão. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Narrativas: outros conhecimentos, outras formas de expressão. Petrópolis: DP et Alii, 2010, p. 13-28.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. O currículo como criação cotidiana. Petrópolis: DP et Alli, 2012a, 136 p.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Contribuições De Boaventura De Sousa Santos Para A Reflexão Curricular: Princípios Emancipatórios E Currículos Pensadospraticados. Revista E-Curriculum. São Paulo: PUC, v. 9, n. 2, p. 1 – 22, ago. 2012b.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Cotidianos aprendentes: Nilda Alves, Regina Leite Garcia e as lições nos/dos/com os cotidianos. MOMENTO - Diálogos em Educação. Rio Grande, FURG, v. 25, n. 1, p. 33 – 59, jun. 2016.

OLIVEIRA, Inês Barbosa de. Artes de fazerpensardizer com as desobediências de Inês Barbosa de Oliveira. [Entrevista concedida a] Clarissa Teixeira Lopes. In: LOPES, Clarissa Teixeira. Desobediências de uma professorapesquisadora nosdoscom os cotidianos. Dissertação (Mestrado em Educação) – PPGEdu, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2019.

PRADO, Guilherme do Val Toledo; FERREIRA, Cláudia Roberta; FERNANDES, Carla Helena. Narrativa Pedagógica e Memoriais de Formação: escrita dos profissionais da educação. Revista Teias, Rio de Janeiro, UERJ, v. 12, n. 26, p. 143 – 153, set./dez. 2011.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Por uma concepção multicultural de direitos humanos. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, UC, nº 48, p. 11-32, jun. 1997.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1999, 299 p.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Crítica da razão indolente: contra o desperdiço da experiência. São Paulo: Cortez, 2000, 415 p.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Prefácio. São Paulo: Editora Cortez, 2010, 637p.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Editora Cortez, 2010, p. 31-83.

SANTOS, Boaventura de Sousa. O fim do império cognitivo: a afirmação das epistemologias do Sul. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2019, 478 p.

SILVA, Rodrigo Torquato da. Escola-favela, conhecimentos, transgressão e poder – esses meninos não têm jeito? Revista de Educação, Campinas, PUC, n.27, p. 87-96, jul./dez. 2009.

SIMMEL, George. A sociologia do segredo e das sociedades secretas. Tradução Simone Carneiro Maldonado. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, UFSC, v. 43, n.1, p. 219-242, abr. 2009.

SÜSSEKIND, Maria Luiza. O ineditismo dos estudos nosdoscom os cotidianos: currículos e formação de professores, relatos e conversas em uma escola pública no rio de janeiro, Brasil. Revista e-Curriculum, São Paulo, PUC, v. 9, n. 2, p. 1-21, ago. 2012.

SÜSSEKIND, Maria Luiza; PAVAN, Ruth. Outras metodologias e outras epistemologias: pesquisas com currículos a caminho de bacurau. Revista Teias, Rio de Janeiro, UERJ, v. 20, n. 59, p. 1-7, out./dez. 2019.

Downloads

Publicado

2020-10-17

Como Citar

SÜSSEKIND, M. L.; LOPES , C. T. . A “TIA DOS BICHOS” : currículos em práticas de conhecimento-emancipação solidárias. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 368–380, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1983-1579.2020v13n3.51686. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rec/article/view/51686. Acesso em: 27 set. 2021.