Ciência da Informação, História e Política

  • Icléia Thiesen Professora Titular/ Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Georgete Medleg Rodrigues Professora Associada 1/Universidade de Brasília (UnB)
  • Maria Guiomar da Cunha Frota Professora Associada 2/Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Priscila Cabral Almeida Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Resumo

O presente artigo constitui a memória dos trabalhos apresentados no Seminário Ciência da Informação, História e Política, realizado no âmbito do XVIII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), no Grupo de Trabalho Estudos Históricos e Epistemológicos da Ciência da Informação, no dia 25 de outubro de 2017, seguindo uma tendência do GT-1 de propor discussões dentro dos Grupos de Trabalho, valorizando experiências de pesquisas integradas pela temática, mas também por sua natureza histórica e/ou epistemológica.

Biografia do Autor

Icléia Thiesen, Professora Titular/ Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
Professora Titular da UNIRIO, do Departamento de História, do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) e do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Biblioteconomia (PPGB). Desenvolve a pesquisa “Da produção à recuperação de informações em arquivos sensíveis: um estudo quali-quantitativo da documentação da Ditadura de 1964 no Brasil”, com o apoio do CNPq.
Georgete Medleg Rodrigues, Professora Associada 1/Universidade de Brasília (UnB)
Professora Associada 1 da Universidade de Brasília (UnB), Faculdade de Ciência da Informação/Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação/Curso de Arquivologia. Com o apoio do CNPq, desenvolve a pesquisa “Do ‘tempo do silêncio’ ao ‘tempo do reconhecimento’: emergência e protagonismo dos arquivos como suporte às políticas de informação, à memória coletiva e como dispositivo democrático no Brasil pós-ditadura militar”.
Maria Guiomar da Cunha Frota, Professora Associada 2/Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Professora Associada 2, da Universidade Federal de Minas Gerais/ECI/ Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Doutora em Sociologia pelo IUPERJ; Mestre em Sociologia pela UFMG, Graduada em História pela PUC-MG. Desenvolve a pesquisa Memórias da Repressão no Cone-Sul e coordena grupo de pesquisa com o mesmo tema.

Priscila Cabral Almeida, Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Doutoranda em História Política e Bens Culturais pelo CPDOC/FGV, Mestre em Memória Social pela UNIRIO e Graduada em História pela UNIRIO. Bolsista de doutorado FAPERJ, vinculada ao Projeto de Pesquisa Arqueologia da reconciliação: formulação, aplicação e recepção de políticas públicas relativas à violação de direitos humanos durante a ditadura militar, que teve como finalidade gerar subsídios aos trabalhos desenvolvidos pela Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro (CEV-RIO).

Publicado
2017-12-29
Seção
Memória