Comunicações científicas sobre business process management: uma análise estatística sobre as produções científicas brasileiras

Resumo

Com o objetivo de conhecer a produção científica acerca do tema Business Process Management, durante o período de novembro de 2019 a agosto de 2020, realizou-se uma coleta de dados nas bases de conhecimento Google Acadêmico, Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação e Scielo, buscando por artigos em língua portuguesa publicados em periódicos científicos ou em anais de congresso científico. A busca resultou em 98 comunicações científicas, das quais 56 foram descartadas, pois trata-se de outros tipos de obras, além do descarte de artigos recuperados em língua estrangeira. Desta forma, 42 publicações científicas foram analisadas. Como resultado, observou-se um maior número de publicações sobre Business Process Management durante o ano de 2014. Contudo, há uma tendência de crescimento de publicações acerca do Business Process Management. Entre as palavras-chave frequentemente utilizadas destaca-se Business Process Management e Business Process Management System. Em relação a autoria dos artigos analisados, a autora Elisângela Cristina Aganette da Universidade Federal de Minas Gerais destaca-se entre os 10 autores que mais publicam artigos sobre Business Process Management. Destaca-se a Universidade de São Paulo como a instituição com maior vinculação de autores. Em relação aos referenciais teóricos para a sustentação das pesquisas, Davenport é o autor mais citado com 36 citações em artigos. Além disso, o trio formado por Davenport, Hammer e Champy são os principais autores que possuem obras de referência que servem de subsídio para as pesquisas brasileiras acerca da temática Business Process Management.

Biografia do Autor

Nadynne Cristinne da Silva Gonçalves, Universidade Federal do Pará

Graduanda em Arquivologia na Universidade Federal do Pará (UFPA). Integrante do Grupo de Estudos Críticos sobre Ciência da Informação e Tecnologia (GECCIT). Bolsista PIBIC pelo Programa de Apoio ao Doutor Pesquisador (PRODOUTOR). Realiza pesquisas sobre Arquivologia Pós-custodial, Internet das Coisas e Blockchain.

Camila Cristina Vieira Serrão, Universidade Federal do Pará

Graduanda em Arquivologia na Universidade Federal do Pará, onde participa do Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC).

Fernando de Assis Rodrigues, Universidade Federal do Pará

Professor Adjunto no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, lotado na Faculdade de Arquivologia e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Pará. Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela UNESP - Universidade Estadual Paulista. Especialista em Sistemas para Internet pela UNIVEM - Centro Universitário Eurípides de Marília. Bacharel em Sistemas de Informação pela USC - Universidade do Sagrado Coração. Membro dos grupos de pesquisa GPNTI - Novas Tecnologias em Informação e GPTAD - Tecnologias de Acesso a Dados (UNESP) e GECCIT - Grupo de Pesquisa - Grupo de Estudos Críticos sobre Ciência da Informação e Tecnologia (UFPA). Editor do periódico RECoDAF - Revista Eletrônica Competências Digitas para a Agricultura Familiar. Atua nas áreas da Ciência da Informação e da Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, Bancos de Dados, Tecnologia de Informação e Comunicação e Ambientes Informacionais Digitais, focado principalmente nos seguintes temas: Coleta de Dados, Dados, Acesso a Dados, Serviços de Redes Sociais Online, Linked Data, Linked Open Data, Metadados, Internet Applications, Linguagens de Programação, Banco de Dados e Bases de Dados, Privacidade, Governo eletrônico, Open Government Data e Transparência Pública.

Publicado
2020-09-16
Seção
Pesquisas em andamento